10 formas de conhecer e amar a sua vagina

Por: Superela

A Doula e colunista do Superela Samara Barth fala sobre a importância das mulheres conhecerem e amarem suas vaginas (sem nojinho).

Eu sou a Sam e meu trabalho, de forma bem resumida, é conversar com gestantes e apoiá-las antes durante e depois de seus partos.

Esses dias enquanto conversava sobre período expulsivo do parto (quando o bebê efetivamente sai), uma gestante comentou, um pouco angustiada, que ao assistir um vídeo de parto ficou em choque quando a cabeça do bebê começou sair pela vagina da mãe.

“Não sei se dou conta não, Sam. Me assustou sim!”

Passamos a falar sobre vaginas… e então nasceu o ADP: Amigas da Pepeka!

Parece cômico, mas dentro de um grupo de 60 mulheres, todas casadas entre 20 e 30 anos de idade, apenas 8 já tinham visto suas vulvas/vaginas. SÓ OITO. E a maioria fez isso depois do parto apenas.

Para ter uma ideia de como isso é absurdo, pergunte para seus amigos homens quantos já viram o próprio pinto. E compare. Eles sabem absolutamente tudo sobre a aparência dele pelo menos.

O corpo feminino é incrível e cheio de pequenos detalhes, portanto, se conhecer é fundamental para ter uma vida mais saudável – para ter uma vida sexual mais saudável, inclusive. Você sabia que sua vulva muda de aparência quando você está excitada?

Ou que você pode (e deve) exercitar os músculos da sua vagina para evitar a tão temida flacidez e que isso pode acontecer com toda mulher por causa de idade, peso e estilo de vida?

Outra novidade que pode abalar suas estruturas: existe ejaculação feminina SIM, porém 30 a 40% das brasileiras afirmam que NUNCA tiveram um orgasmo na vida (leia mais aqui).

Melhor forma de se conhecer é deixar a vergonha de lado e começar aos poucos.

1. Explore a vulva sem pudores, conheça seus pontos mais sensíveis, texturas, temperatura. Sem pressa;

2. Já está preparada? Pegue um espelho de mão, alguns minutos de privacidade e veja como você é linda, grandes lábios, pequenos, clitóris, cor, tamanho, formas. De inicio talvez se sinta um pouco desconfortável, mas observe durante o tempo que conseguir. Se preferir, tire fotos e veja quando estiver mais à vontade;

3. Se toque (leia mais aqui)!  Pode ser no banho mesmo. Perceba como seu corpo é por dentro, a posição do colo do seu útero, onde ele fica como ele é.

Continue lendo aqui: 10 formas de conhecer e amar a sua vagina

Compartilhe:

1
Almoço perfeito em BH no Mercado Novo
Que a comida mineira é uma delícia, todo mundo já sabe, mas almoço perfeito mesmo, é no Mercado Novo de …
2
Bar da Laje: a melhor vista do Rio de Janeiro
Colaí que hoje o passeio é lá no alto! Vamos subir o Morro do Vidigal para conferir tudo sobre o …
3
Ópera do Arame: símbolo emblemático de Curitiba
Entre lagos, vegetação típica e cascatas, numa paisagem singular, está a Ópera do Arame. Colaí que eu vou te contar porque …
4
Cisne Branco: Espaço cultural flutuante em Porto Alegre
Verdadeiro ícone de Porto Alegre, o barco Cisne Branco é referência quando se fala de rolê flutuante! Colaí pra navegar nessas …
5
As obras de Niemeyer espalhadas por BH
Você sabia que há várias obras de Niemeyer espalhadas por BH? Colaí que eu vou mostrar pra você!
6
Poço da Panela: um roteiro imperdível e relax no Recife
Pensando em roteiros diferentes e alternativos para curtir o Recife? Que tal conhecer o histórico bairro do Poço da Panela? …
7
O melhor acarajé de BH é na Feira Hippie
A Feira Hippie é a maior feira da América Latina! Lá você encontra de tudo, inclusive, o melhor acarajé de …
8
Um pulo na ponta do Humaitá e no Forte de Monte Serrat, em Salvador
Um dos lugares mais charmosos de Salvador, com privilegiada vista da Baía de Todos os Santos e um pôr de …