21º Palco Giratório leva 20 espetáculos de todo o país aos Sescs

Com ingressos por até R$20, festival acontece em unidades na capital paulista e no interior do estado

Por: Redação
Até
26
de agosto 2018
Domingo - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado
em diversos horários

Os fãs de teatro, dança e circo têm a oportunidade de conhecer o trabalho de companhias de vários cantos do Brasil na 21ª edição do festival Palco Giratório, que apresenta 20 espetáculos em várias unidades do Sesc em São Paulo e no interior do estado, entre 3 e 26 de agosto, em diferentes dias e horários. Os ingressos custam até R$20.

quatro bailarinos com
"Desastro", de Neto Machado (Bahia) tem sessões no Sesc Santo André, nos dias 11 e 12 de agostoPatricia Almeida - divulgação
Três pahaços na cena do espetáculo
"Os Cavaleiros da Triste Figura", do Grupo Boca de Cena (Sergipe), abre o 21º Palco Giratório em São Paulo, com sessões nos dias 3, 4 e 5 de agosto no Sesc IpirangaPritty Reis - divulgação
Bailarina agachada, com máscara na cabeça
"Como Manter-se Vivo?", de Flavia Pinheiro (Pernambuco), tem sessões no Sesc Belenzinho, nos dias 4 e 5 de agosto Danilo Galvúo - divulgação
Palhaço na cena de “Concerto em Ri Maior”
“Concerto em Ri Maior”, da Cia dos Palhaços (Paraná), tem sessões no Sesc Santo André, nos dias 4 e 5 de agostoNilton Russo - divulgação
Palhaço com cópo de bebida na mão e cigarro na boca
“La Cascata”, da Cia. Cômica (São Paulo), tem sessões no Sesc 24 de Maio, nos dias 18 e 19 de agostoGabriel Rachid - divulgação
três atores em cena na peça
“Magia”, da Cia. Teatral Turma do Biribinha (Alagoas), tem sessões nos dias 18 e 19 de agosto, no Sesc Campo LimpoValdeir Oliveira - divulgação

O grupo sergipano Boca de Cena abre a mostra com a peça de teatro de rua “Os Cavaleiros da Triste Figura”, com texto de César Ferrário e direção de Fernando Yamamoto, que tem sessões grátis no Sesc Ipiranga (Rua Bom Pastor, 822) nos dias 3, 4 e 5 de agosto (sexta e sábado, às 21h, e domingo, às 18h).

Livremente inspirado no clássico “Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes, o espetáculo mostra um grupo de atuadores que insiste em contar suas histórias, permeadas por loucuras e delírios. Eles alimentam o desejo excêntrico de transformar o mundo. O elenco é formado por Felipe Mascarello, Gustavo Floriano, Rogério Alves e Thayres Diniz.

Na peça-conversa “Fauna”, da companhia mineira Quatroloscinco – Teatro do Comum, dois atores convidam o público para explorar a dimensão política dos afetos. Com direção de Italo Laureano, a montagem tem como referência o livro “O Circuito dos Afetos: Corpos Políticos, Desamparo e o Fim do Indivíduo”, de Vladimir Safatle.

A ideia é discutir temas como a violência, o desejo, a liberdade, a confissão e o desamparo a partir de uma interação entre os artistas e a plateia. Com atuação de Assis Benevenuto e Marcos Coletta, a encenação tem sessões no Sesc Belenzinho (rua Padre Adelino, 1000), nos dias 4 e 5 (sábado, às 20h, e domingo, às 17h).

Outro destaque é “Dança Anfíbia”, da pernambucana Cia. dos Pés, com sessões no Sesc Ipiranga, nos dias 15 e 16, às 21h. Com direção de Telma César, a coreografia foi desenvolvida a partir da seguinte frase de Gilberto Freire: “a gente alagoana, uma gente anfíbia”. O espetáculo de dança contemporânea trata essa ideia de anfíbio como um ser que se reinventa em meio a processos adaptativos para sobreviver em um ambiente. O núcleo é composto pelos performers Edson Santos, Joelma Ferreira e Reginaldo Oliveira

Já o espetáculo circense “A Salto Alto – Entre Gentilezas e Extermínios”, do carioca Circo no Alto, conta a história de sete pessoas que se despedem de sua vida para viver em uma nova realidade completamente diferente da sua. Com direção de Roberto Magro e dramaturgia de Diogo Liberano, a peça satiriza a romântica fábula de Cinderela para criticar o consumismo desenfreado da sociedade. As sessões acontecem no Sesc Bom Retiro (Alameda Nothmann, 185), nos dias 11 e 12 de agosto (no sábado, às 21h, e no domingo, às 18h). O elenco conta com Carol Costa, Camila Krishna, Luís Fernando Martins, Mário Martins, Natássia Vello, Rafael Garrido e Júlio Nascimento.

A programação ainda tem bate-papos com os artistas depois de todas as apresentações; quatro Pensamentos Giratórios, momentos para reflexão com alguns dos grupos participantes; e uma oficina gratuita de iniciação em acrobacias de solo com a Cia. Teatral Turma do Biribinha, de Alagoas, que acontece no Sesc Campo Limpo (Rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120), no dia 16, das 14h às 16h, com inscrições no local.

Confira aqui a programação completa do 21º Palco Giratório.

1
BH: Jetiboca tem café incrível a R$ 3, pão de queijo e muito amor
Um dos lugares mais incríveis e inusitados no centro de Belo Horizonte, em Minas Gerais, é o Mercado Novo. Há …
2
3 trilhas no Rio com vistas de tirar o fôlego
Esse vídeo é para os amantes de ecoturismo, ou mesmo para quem quer começar a fazer trilhas e se conectar …
3
Parque da Pedra Branca no RJ: a maior floresta urbana do país
Pega um calçado confortável, passar protetor e repelente e Colaí nessa caminhada pelas trilhas do Parque da Pedra Branca, a …
4
Roteiro zen para fugir do caos de SP
Viver em SP é estar sempre ligadão no 220. Mas é legal dar uma freada no corre corre, né não? Colaí …
5
3 rolés pra curtir no Baixo Tijuca no Rio de Janeiro
A região do Baixo Tijuca tem muito o que oferecer quando o assunto é cerveja gelada! Colaí que eu tenho as …
6
Arena Digital de Curitiba: cinema e planetário no mesmo lugar
Ver as estrelas, mergulhar no fundo do mar, conhecer de pertinho todo o sistema solar. Tudo isso é possível em …
7
Uma voltinha no Mercado Público de Porto Alegre
Mais do que um ponto turístico, o Mercado Público de Porto Alegre concentra consumo, crença, cultura e tradição no centro …
8
3 jóias gastronômicas antigas de São Paulo
Afinal, panela velha é a que faz comida boa? Se depender da Casa Mathilde, da Padaria Santa Tereza e do …