Informar

Açude do Camorim: um encontro na Amazônia carioca

Existe na cidade do Rio um recanto de paz e sossego cuja mão do homem ainda não pesou. Com acesso fácil, porém escondido, o Açude do Camorim é uma descoberta surpreendente pra quem busca novas inspirações e pra quem acha que já viu de tudo nesse Rio.

Situado dentro do Parque Estadual da Pedra Branca, o maior parque natural urbano do mundo, o Açude é, ainda hoje, o abastecedor de águas de parte da Zona Oeste. Ao chegar, o visitante se depara com uma casa onde tem alguns vigias e breves explicações sobre os bichos que podemos encontrar pelo meio do caminho como COBRA, mas também bicho preguiça (ooinnn)! Não encontramos nenhum, que pena.

Entrada do Parque Estadual da Pedra Branca
Início da trilha do Açude do Camorim

O caminho é fácil e muito bem demarcado, porque é uma reta, ou seja, basicamente a trilha é só caminhada. Ela cansa porque são 40 minutos pra ir e 40 minutos pra voltar, mas tirando esse esforço da caminhada ela não é difícil em nada. Na metade do caminho haverá uma bifurcação com uma placa na esquerda indicando Vargem Grande, NÃO vá por esse caminho, continue pela direita.

Trilha bem demarcada

Pra melhorar, no meio do caminho tem uma super cachu que fica vazia quase sempre. Nós fomos em uma quarta-feira e não tinha mais ninguém além de nós. Nosso guia disse que foi sábado e estava igualmente vazia. ATENÇÃO: a cachoeira é o único lugar próprio para se banhar, uma vez que o mergulho no Açude é proibido por abastecer parte da cidade e pelo pequeno detalhe de possuir sumidouros e a possibilidade de ter jacaré. Então aproveite a pausa no meio do caminho para se refrescar.

Cachoeira do Camorim

Em relação à segurança, achamos muito segura, mas já recebemos mensagens de alerta sobre assaltos na região. Não sei dizer em relação a isso porque não notamos nada de estranho.

COMO CHEGAR: a partir da Estrada do Camorim em Jacarepaguá, basta seguir reto. Na igrejinha da rotatória onde fica o ponto final das vans, siga pela esquerda. Vai continuar subindo pela comunidade até o final onde verão a entrada do Parque. Não tem erro, embora enquanto você está subindo bata a sensação de ter se perdido.

O Açude foi A descoberta do ano no quesito trilhas e é um lugar mágico, por isso, é importante a preservação ambiental desse espetáculo!

É muita lindeza no meio da cidade!
É muita lindeza no meio da cidade!

Curtiu? Veja mais essa dica o O Que Fazer no Rio:

Parque Penhasco Dois Irmãos: um recanto desconhecido

Compartilhe: