‘ÀWA, Festival Sesc da Cultura Negra’ acontece online

Evento conta com transmissões de shows, espetáculos de teatro, apresentações de dança e rodas de conversa

Ouça este conteúdo

Até 21 de novembro de 2020

Quinta - Sexta - Sábado

Diversos horários (confira a programação)

Que tal aproveitar o Mês da Consciência Negra curtindo o “ÀWA, Festival Sesc da Cultura Negra”? O evento foi criado em 2017 e, desde 2018, entrou para o calendário oficial de Paraty. Este ano, você aproveita tudo do conforto do lar.

Josyara, ÀWA, Festival Sesc da Cultura Negra
Crédito: @JosyaraOficial/ facebookJosyara faz uma super live no evento

Entre os dias 19 e 21 de novembro, o público assiste a diversas lives: shows, espetáculos de teatro, apresentações de dança e rodas de conversa. Tudo é transmitido pelo canal do YouTube do Sesc Paraty.

E a programação já começa linda, no dia 19, às 17h30! O grupo Giramundo apresenta o espetáculo de teatro de bonecos “Os Orixás”, que revela a gênese do mundo, da terra e do homem, e a riqueza do panteão africano: seus deuses e heróis, sua mitologia e sua cosmogonia.

Grupo Giramundo, Os Orixás
Crédito: @grupogiramundo/ FacebookEspetáculo “Os Orixás” abre a programação do “ÀWA, Festival Sesc da Cultura Negra”

Mais tarde, às 19h, é a vez da música. A cantora, compositora e violonista baiana Josyara faz uma live. Ela deve cantar os sucessos do álbum “Mansa Fúria”, lançado em 2018.

Quer ficar um pouco mais relax? Então não perca as sessões de yoga matinal com Tainá Antonio. Acontecem nos dias 20 e 21, às 9h.

Para quem quiser desenvolver ou aprimorar habilidades, o “ÀWA, Festival Sesc da Cultura Negra” também conta com oficinas. No dia 20, às 10h, Aneth Silva se aprofunda no Afrobeat. Já no dia 21, às 10h, Valéria Monã ministra uma aula de dança afro.

As rodas de conversa abordam temas importantes. No dia 20, às 16h, o papo é sobre “Arte e Decolonialidade”. No encontro virtual estão presentes Kika Carvalho, artista visual que trabalha com questões relacionadas à identidade racial; Amanda Carneiro, pesquisadora curadora assistente do MASP e Bárbara Alves jornalista, editora do site Decolonizarte.

Já no dia 21, às 16h, está prevista a conferência “Carolina Maria de Jesus, uma escritora negra”, com Tom Farias. O biógrafo da autora de “Quarto de despejo” traça um panorama da vida e obra dela. A mediação é da poeta e escritora Elisa Pereira.

Outras atrações do “ÀWA, Festival Sesc da Cultura Negra” são os shows de Luciane Dom (dia 20, às 19h) e da cantora moçambicana Lenna Bahule (dia 21, às 19h).

E ainda tem mais teatro! No dia 20, às 17h30, tem a estreia de “Insubmissa Negra Voz – Conceição Evaristo”, com texto da escritora Conceição Evaristo, seguida por um bate-papo com as atrizes. Por fim, no dia 21, às 17h30, tem apresentação de “Chica da Silva, a mulher que inventou o mar”, com Lia Vieira e Ilea Ferraz .

Veja toda a programação do evento direto no site. No Facebook @sescparaty, no Instagram @sescparaty e no canal do YouTube @SescParaty também tem saído uma série de conteúdos com temática étnico-racial.

Quer outras dicas de eventos online para celebrar o Mês da Consciência? Então veja:

Agência Fática

Em parceria com Agência Fática

A Fática é uma agência de comunicação especializada em produzir conteúdos sobre cultura em suas diferentes linguagens.