Informar

Cachoeira do Horto: você já foi?

Uma dica do Cariocando no Rio para aproveitar melhor a cidade

@yurivianna7
Cachoeira do Chuveiro , no Horto

Antes de mais nada, uma confissão: até semana passada, eu nunca tinha ido! Cachoeira do Horto era apenas um mito que residia no meu imaginário mais remoto. Via fotos de pessoas nas quedas d’água com legenda “alma renovada” e sentia que tinha uma dívida comigo mesmo e com meus leitores. Pois bem. Lá fui eu “renovar a alma”. Feliz, contente e… desavisada. Vou contar todos os erros e acertos que cometi, para que a experiência de vocês seja a melhor possível.

1) A Cachoeira do Horto fica no Parque da Tijuca. O acesso é simples. De carro, siga pela Rua Pacheco Leão (Jardim Botânico) até a placa Horto, vire à direita e continue subindo, sempre em paralelo ao parque Jardim Botânico. O começo da trilha está a cerca de 500m da guarita do Parque Nacional da Tijuca. A Pé, você deve saltar no ponto final do ônibus 409 e seguir andando pelo asfalto até a entrada da trilha. Será uma caminhada de uns 20 min.

2) Desavisada e parecendo uma turista, fui pra lá de havaianas achando que era um look despojado e apropriado e que “Ah, me deixa em paz, sou carioca e só uso chinelo”. NÃO façam isso. Para chegar até a cachoeira, vocês terão de fazer uma mini trilha – e os chinelos escorregam muito nas pedras! Usem TÊNIS. A trilha é íngreme, mas tranquila e bem sinalizada. Em 20 minutos para chegar até a cachu. No caminho, vocês encontram miquinhos, pássaros e jacas. É lindo.

3) Se puder evitar o domingo, evite. A trilha fica consideravelmente mais cheia e tem fila até pra queda d’água da cachu – prejudicando o click para o insta! rs

Melhor opção é ir sexta-feira, durante a semana ou bem cedinho no fim de semana.

4) São váárias cachus no Parque, mas a mais famosinha é a “Cachoeira do Chuveiro“.

5) Voltei com joelho ralado, chinelo arrebentado e uma coletânea de histórias engraçadas para posteridade.

Quer saber o que fazer no Rio? Carioque-se no @cariocandonorio.

Compartilhe: