Conheça o Cemitério da Consolação num tour guiado e gratuito

Liberte o gótico suave que existe em você!

Por: Redação

Cemitério não é apenas um lugar de tristeza e luto, muito pelo contrário. Vários destes espaços ganharam status de museus a céu aberto e isso não é por acaso.

O da Consolação é um ótimo exemplo neste sentido. Fundado em 1858, ele abriga sepulturas de diversos personagens da história paulistana como Monteiro Lobato, Tarsila do Amaral, Ramos de Azevedo, Mario e Oswald de Andrade, Marquesa de Santos, Luiz Gama e tantos outros.

Isso sem contar o imponente mausoléu da família Matarazzo – maior da América do Sul e cuja altura equivale a um prédio de três andares, e cerca de 300 grandiosas esculturas e obras de arte tumulares feitas por escultores renomados como Victor Brecheret, Galileo Emendabilli e Bruno Giorgi.

O que pouca gente sabe é que todo esse patrimônio cultural pode ser conferido de perto em passeios guiados e totalmente Catraca Livre. As visitas ocorrem todas as terças e sextas, às 14h, mas pra garantir um lugar é necessário confirmar a presença pelo e-mail assessoriaimprensa@prefeitura.sp.gov.br.

Organizado pela administração do cemitério, o roteiro Arte Tumular é apresentado pelo sepultador Francisvaldo Gomes, conhecido como Popó. Ele teve como “mestre” o falecido historiador Délio Freire dos Santos, responsável pelas primeiras pesquisas sobre o patrimônio artístico e histórico do local.

App permite visita em qualquer dia da semana

Um aplicativo desenvolvido por meio de um convênio entre a PUC-SP e o Serviço Funerário Municipal de São Paulo, permite que qualquer pessoa possa visitar o cemitério sem a necessidade de agendar com um monitor.

Disponível para Android, o Guia Cemitério Consolação permite ao usuário fazer visitas autoguiadas com uma série de roteiros montados e possibilidade de busca por nome da pessoa ilustre sepultada, atividade dessa pessoa ou nome do autor da arte tumular.

Uma vez selecionado um túmulo, o aplicativo mostra a localização tanto do túmulo quanto do usuário, facilitando encontrar o local. Cada sepultura possui uma foto e um texto sobre a história do sepultado ou do artista.

Entre os roteiros previstos estão períodos arquitetônicos, modernistas, histórias urbanas e até de políticos proeminentes da época do Império. Para baixar o app basta clicar aqui.

Compartilhe: