Cinema barato: filmes de Philippe Garrel ganham mostra no CCBB

Retrospectiva exibe 24 títulos do cineasta francês em sessões a partir de R$ 5

Por: Redação Comunicar erro
Até
05
de novembro 2018
Segunda - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo
Diversos horários

Pegar um cineminha já é uma delícia. Quando são filmaços com ingresso baratinho então… A gente ama! Aproveita porque o CCBB (Centro Cultural do Banco do Brasil) está sediando uma mostra super bacana com filmes de Philippe Garrel, um dos mais importantes cineastas franceses tributários da Nouvelle Vague. As exibições acontecem de quarta a segunda, até o dia 5 de novembro, com ingressos a R$ 10 e R$ 5 (meia).

Diretor, produtor, roteirista, editor e, ainda, ator, Garrel construiu uma obra vigorosa que aborda a experiência da juventude francesa durante os protestos de Maio de 68 e seus desdobramentos.

Philippe Garrel
Philippe Garrel ganha uma grande retrospectiva de sua obra no CCBBDivulgação
Filme 'Os Jovens Desajustados' (1964), de Philippe Garrel
Mostra apresenta 24 filmes de Garrel, entre eles seu primeiro curta, 'Os Jovens Desajustados' (1964)Reprodução/Re Voir Video
Filme 'Amante por Um Dia' (2017), de Philippe Garrel
Seu último longa, 'Amante por Um Dia' (2017), também entra na programaçãoReprodução

Para a grande retrospectiva “O Cinema Interior de Philippe Garrel”, foram selecionados 24 filmes feitos pelo cineasta nos seus 53 anos de carreira — desde o seu primeiro curta, “Os Jovens Desajustados” (1964), até o seu último longa, “Amante por um Dia” (2017) —, a maioria deles em 35mm, formato ao qual ele se manteve fiel.

Também estão na programação títulos de Andy Warhol e Jean Eustache, artistas com os quais Garrel dialogou em seu cinema, e “Home Movie Sobre O Leito da Virgem de Philippe Garrel”, making of feito por seu amigo Frédéric Pardo.

O Cinema Interior

Vem aí: O Cinema Interior De Philippe Garrel ?️?? A mais completa retrospectiva do cineasta francês já realizada no Brasil. Sua obra, atravessada por uma dimensão autobiográfica, aborda a experiência da juventude francesa durante os protestos de maio de 68. Além de 24 filmes de Garrel, a mostra conta ainda com produções de Andy Warhol e Jean Eustache.?️ De 17.10 a 05.11 #ccbb29anos

Posted by CCBB Rio de Janeiro on Wednesday, October 10, 2018

Durante a mostra, o público pode conhecer mais sobre a obra do diretor em um debate com os curadores Maria Chiaretti e Mateus Araújo, e o crítico e pesquisador Luiz Carlos de Oliveira Jr, e participar de uma sessão inclusiva com audiodescrição e closed caption.

Confira a programação completa:

Quarta, 17/10

17h30: “Marie pela memória”. “Marie pour mémoire”. De Philipe Garrel (França,1967).

19h: “Os jovens desajustados”. “Les Enfants désaccordés”. De Philipe Garrel (França,1964).
“Direito a visita”. “Droit de visite”. De Philipe Garrel (França,1965).
“O revelador”. “Le Révélateur”. De Philipe Garrel (França,1968).

Quinta,18/10

16h30: “Home Movie sobre O leito da virgem de Philippe Garrel”. “Home Movie autour du Lit de la vierge de Philippe Garrel”. De Frédéric Pardo (França, 1968).

17h30: “O leito da virgem”. “Le Lit de la vierge”. De Philipe Garrel (França, 1969).

19h50: “A cicatriz interior”. “La Cicatrice intérieure”. De Philipe Garrel (França,1972).

Sexta, 19/10

15h30: “A criança secreta”. “L’Enfant secret”. De Philipe Garrel (França,1979).

17h30: “Rua Fontaine”. De Philipe Garrel (França, 1984).
“Altas solidões”. “Les Hautes solitudes”. DePhilipe Garrel (França, 1974).

19h30: “O berço de cristal”. “Le Berceau de cristal”. De Philipe Garrel (França,1975).

Sábado, 20/10

15h30: “Liberdade, a noite”. “Liberté, la nuit”. De Philipe Garrel (França,1983).

17h20: “Beijos de emergência”. “Les Baisers de secours”. De Philipe Garrel (França,1989).

19h10: “Já não ouço a guitarra”. “J’entends plus la guitare”. De Philipe Garrel (França, 1991).

Domingo, 21/10

15h30: “O nascimento do amor”. “La Naissance de l’amour”. De Philipe Garrel (França/Suiça, 1993).

17h30: “O Papai Noel tem os olhos azuis”. “Le Père Noël a les yeux bleus”. De Jean Eustache (França, 1966).

18h40: “Ela passou algumas horas sob a luz do sol”. “Elle a passé tant d’heures sous les sunlights…”. De Philipe Garrel (França, 1984).

Segunda, 22/10
16h30: “O vento da noite”. “Le Vent de la nuit”. De Philipe Garrel (França/Itália/Suiça, 1999).

18h30: “Inocência selvagem”. “Sauvage innocence”. De Philipe Garrel (França, 2001).

Quarta, 24/10

15h30: “A fronteira da alvorada”. “La Frontière de l’aube”. De Philipe Garrel (França/Itália, 2008).

17h30: “Actua 1”. Realização coletiva de Philippe Garrel, Laurent Condominas, Serge Bard e Patrick Deval, com a colaboração de Alain Jouffroy(França, 1968).
“Os amantes constantes”. “Les Amants réguliers”. De Philipe Garrel (França, 2005).

Quinta, 25/10

16h30: “Amante por um dia”. “L’Amant d’un jour”. De Philipe Garrel (França, 2017).

18h: “À sombra de duas mulheres”. “L’Ombre des femmes”. De Philipe Garrel (França/Suiça, 2015).

19h30: “O ciúme”. “La Jalousie”. De Philipe Garrel (França, 2013).

Sexta, 26/10

15h30: “Um verão escaldante”. “Un Eté brûlant”. De Philipe Garrel (França/Itália, 2011).

17h30: “A mãe e a puta”. “La maman et la putain”. De Jean Eustache (França, 1973).

Sábado, 27/10

15h: “Os jovens desajustados”. “Les Enfants désaccordés”. De Philipe Garrel (França,1964).
“Direito a visita”. “Droit de visite”. De Philipe Garrel (França,1965).

“O revelador”. “Le Révélateur”. De Philipe Garrel (França,1968).

18h30: “Marie pela memória”. “Marie pour mémoire”. De Philipe Garrel (França,1967).

20h: “A cicatriz interior”. “La Cicatrice intérieure”. De Philipe Garrel (França,1972).

Domingo, 28/10

14h30: “Actua 1”. Realização coletiva de Philippe Garrel, Laurent Condominas, Serge Bard e Patrick Deval, com a colaboração de Alain Jouffroy(França, 1968).
“Os amantes constantes”. “Les Amants réguliers”. De Philipe Garrel (França, 2005).

18h: “O berço de cristal”. “Le Berceau de cristal”. De Philipe Garrel (França, 1975).

19h40: “Liberdade, a noite”. “Liberté, la nuit”. De Philipe Garrel (França,1983).

Segunda, 29/10

16h: “À sombra de duas mulheres”. “L’Ombre des femmes”. De Philipe Garrel (França/Suiça, 2015).

17h30: Sessão inclusiva com audiodescrição e closed caption de “Amante por um dia”. “L’Amant d’un jour”. De Philipe Garrel (França, 2017).

19h: “O nascimento do amor”. “La Naissance de l’amour”. De Philipe Garrel (França/Suiça, 1993).

Quarta, 31/10

14h30: “A mãe e a puta”. “La maman et la putain”. De Jean Eustache (França, 1973).

18h20: “O Papai Noel tem os olhos azuis”. “Le Père Noël a les yeux bleus”. De Jean Eustache (França, 1966).

19h30: “A criança secreta”. “L’Enfant secret”. De Philipe Garrel (França,1979).

Quinta, 1/11

16h: “Já não ouço a guitarra”. “J’entends plus la guitare”. De Philipe Garrel (França, 1991).

18h: “Beijos de emergência”. “Les Baisers de secours”. De Philipe Garrel (França,1989).

19h40: Debate sobre a obra de Philipe Garrel com a participação dos curadores Maria Chiaretti e Mateus Araújo, e do crítico e pesquisador Luiz Carlos de Oliveira Jr. Entrada franca. Tradução para LIBRAS.

Sexta, 2/11

14h: “Screen Tests”. De Andy Warhol (EUA, 1964-66).

16h10: “Home Movie sobre O leito da virgem de Philippe Garrel”. “Home Movie autour du Lit de la vierge de Philippe Garrel”. De Frédéric Pardo (França, 1968).

17h10: “O leito da virgem”. “Le Lit de la vierge”. De Philipe Garrel (França, 1969).

19h20: “Imitação de cristo”. “Imitation of Christ”. De Andy Warhol (EUA, 1967).

Sábado, 3/11

14h: “Screen Tests”. De Andy Warhol (EUA, 1964-66).

16h30: “Rua Fontaine”. De Philipe Garrel (França, 1984).
“Altas solidões”. “Les Hautes solitudes”. DePhilipe Garrel (França, 1974).

18h30: “Ela passou algumas horas sob a luz do sol”. “Elle a passé tant d’heures sous les sunlights…”. De Philipe Garrel (França,1984).

Domingo, 4/11

14h: “Screen Tests”. De Andy Warhol (EUA, 1964-66).

16h20: “Um verão escaldante”. “Un Eté brûlant”. De Philipe Garrel (França/Itália, 2011).

18h20: “Inocência selvagem”. “Sauvage innocence”. De Philipe Garrel (França, 2001).

Segunda, 5/11

15h30: “O ciúme”. “La Jalousie”. De Philipe Garrel (França, 2013).

17h10: “A fronteira da alvorada”. “La Frontière de l’aube”. De Philipe Garrel (França/Itália, 2008).

19h10: “O vento da noite”. “Le Vent de la nuit”. De Philipe Garrel (França/Itália/Suiça,1999).

Partiu cinema! \o/