Clássicos da literatura ganham adaptações no Teatro Eva Herz

Da esquerda para direita: "A Alma Imoral" e "Memórias Póstumas de Brás Cubas"
Até
31
de março 2019
Quinta - Sexta - Sábado - Domingo
Diversos horários - confira abaixo

Peças revisitam histórias clássicas que fizeram sucesso nos livros

Que SP está recheada de programações culturais, todo mundo já sabe – e um dos espaços importantes na disseminação das artes cênicas é o Teatro Eva Herz, inaugurado em maio de 2010 na capital.

Localizado em pleno Conjunto Nacional, o equipamento recebe ao palco montagens imperdíveis, e as sugestões da vez celebram os clássicos da literatura “Alma Imoral” e “Memórias Póstumas de Brás Cubas”. As peças ficam em cartaz até o dia 31 de março, sempre na parte da noite; confira mais detalhes abaixo.

Chama geral para curtir teatro nacional:

  • Alma Imoral
    De 25 de janeiro a 31 de março de 2019
    sextas e sábados, às 21h
    domingos, às 19h | *Nos dias 01, 02 e 03 de março, não haverá apresentação
    Duração: 70 minutos
    Faixa etária: 18 anos
    Ingresso: R$70 (inteira) – compre online
Adaptação de Clarice Niskier do livro “A Alma Imoral”, de Nilton Bonder
Crédito: Dalton ValérioAdaptação de Clarice Niskier do livro “A Alma Imoral”, de Nilton Bonder

Com humor fino e delicadeza, a atriz e dramaturga Clarice Niskier leva à cena sua adaptação teatral do livro “A Alma Imoral”, de Nilton Bonder. A obra nos faz refletir sobre o certo e o errado, a obediência e a desobediência, a tradição e a transgressão, a hipocrisia e a honestidade, além de aproximar temas como religião e biologia.

Clarice Niskier ganhou o Prêmio Shell-RJ 2007, na categoria Melhor Atriz, por sua atuação neste espetáculo. A peça recebeu também o Prêmio Caravana Funarte de Circulação Nacional de Teatros; e, em 2008, o Prêmio Qualidade Brasil São Paulo de Melhor Atriz – Drama.

Informações técnicas
Supervisão de Direção: Amir Haddad
Iluminação: Aurelio De Simoni
Trilha Original: José Maria Braga
Cenografia: Luis Martins
Produção: José Maria Braga

  • Memórias Póstumas de Brás Cubas
     De 31 de janeiro a 31 de março de 2019
    quintas, às 21h
    Duração: 80 minutos
    Faixa etária: 12 anos
    Ingresso: R$50 (inteira) – compre online
"Memórias Póstumas de Brás Cubas", de De Machado de Assis
Crédito: Alex Silva Jr“Memórias Póstumas de Brás Cubas”, de De Machado de Assis

O espetáculo traz uma visão moderna do romance, alicerçando-se esteticamente na carnavalização, salientando a parte filosófica e fantástica de Brás Cubas, em detrimento de uma leitura folhetinesca e realista.

Marcos Damigo está sozinho no palco para viver um Brás Cubas bem-humorado, irreverente, egoísta e amoral. Com uma narrativa não linear, o personagem dialoga com seu público, canta, dança, discorre sobre seus envolvimentos amorosos, lembra a família e os amigos, enquanto passeia pelas agruras da sociedade de seu tempo.

A obra traz à tona toda a atualidade deste livro seminal de Machado de Assis, oferecendo ao público a possibilidade de olhar para um retrato genial da sociedade brasileira no século XIX.

Informações técnicas
Com:Marcos Damigo
Direção e Adaptação de Texto: Regina Galdino
Música Original: Mário Manga
Direção Musical, Arranjos e Trilha Sonora: Pedro Paulo Bogossian
Figurino: Fábio Namatame
Coreografia: Marcos Damigo
Iluminação e Cenografia: Regina Galdino
Fotos: Alex Silva Jr.
Realização: Oasis Empreendimentos Artísticos


Compartilhe:

Autor: Por: Redação