Imagem do Topo

Com Débora Falabella, ‘Love, Love, Love’ reestreia no Teatro Vivo

Com direção de Eric Lenate e texto do inglês Mike Bartlett, espetáculo cria reflexão sobre conflitos de gerações

Por: Redação | Comunicar erro
Até
16
de setembro 2018
Domingo - Sexta - Sábado
Às sextas-feiras, às 20h; aos sábados, às 21h; e aos domingos, às 18h

Você já quis culpar seus pais pela criação que eles te deram? Os conflitos geracionais são justamente o mote da peça “Love, Love, Love”, uma versão do Grupo 3 de Teatro para a obra conceituado dramaturgo inglês Mike Bartlett. Com direção de Eric Lenate, o espetáculo reestreia no dia 10 de agosto no Teatro Vivo, na zona sul de São Paulo, onde segue em cartaz até 16 de setembro. As apresentações acontecem às sextas, às 20h; aos sábados, às 21h; e aos domingos, às 18h. Os ingressos custam até R$60.

Débora Falabella e elenco em
Crédito: Leekyung Kim"Love, Love, Love" cria reflexão sobre conflitos entre duas gerações da mesma família
Débora Falabella e elenco em
Crédito: Leekyung Kim"Love, Love, Love" é uma adaptação para o texto do dramaturgo inglês Mike Bartlett
Yara de Novaes e elenco em
Crédito: Leekyung KimGrupo 3 de Teatro foi fundado pelas atrizes Débora Falabella e Yara de Novaes
Débora Falabella e elenco em
Crédito: Leekyung KimEsta é a segunda peça de Bartlett montada pelo Grupo 3 de Teatro. A outra foi a premiada "Contrações"

Dividida em três atos, a peça se passa entre 1967 e 2011 e conta a história de duas gerações da mesma família. Tudo começa em 1967, na inesquecível noite em que os Beatles cantaram ao vivo “All You Need Is Love” em um show transmitido pela televisão para cerca de 350 milhões de pessoas. Nesse dia, a bela e sedutora Sandra tem um encontro marcado com Henry, mas acaba interessada por Kenneth, o irmão mais novo do rapaz, um jovem de 19 anos e calouro na universidade. Eles pertencem à geração hippie.

O outro ato se passa nos anos 1990, quando Sandra e Kenneth estão casados e já têm dois filhos. Eles vivem confortavelmente uma vida de classe média, enfrentam uma crise em seu casamento e negligenciam seus dois filhos.

O último ato acontece em 2011, quando a filha Rose, uma violinista frustrada de 37 anos, lança sobre seus pais a responsabilidade pelo seu fracasso durante uma reunião de família. O elenco é formado por Débora Falabella, Yara de Novaes, Augusto Madeira, Alexandre Cioletti e Mateus Monteiro.