ADIADA: Mostra imersiva ‘Conexões Urbanas’ na Avenida Paulista

Considerando o cenário de combate ao COVID-19, o Centro Cultural Fiesp estará fechado ao público por tempo indeterminado. Leia o comunicado oficial:

Por: Redação

“O Centro Cultural Fiesp informa que suspenderá todas as suas atividades por tempo indeterminado a partir desta sexta-feira, 13 de março, como uma medida de precaução, tendo em vista o aumento de casos do Coronavírus no país.

A decisão leva em consideração o bem-estar e a saúde do público que frequenta o espaço e tem acesso a sua programação cultural gratuita diariamente.

Assim que possível retornaremos ao funcionamento habitual.”

Confira todos os detalhes no site oficial.

E se você se conectasse mais com as pessoas à sua volta? Essa é a proposta de “Conexões Urbanas“, uma exposição que envolve múltiplas linguagens, interatividade, cultura digital e ações urbanas, no Centro Cultural FIESP, na Avenida Paulista.

No espaço expositivo estão reunidas instalações interativas de onze artistas e coletivos, formando um ambiente imersivo onde o público faz parte da obra.

obras interativas de conexões urbanas fiesp
Crédito: DivulgaçãoA mostra ‘Conexões Urbanas’ quer a cidade conectada através da arte!

A mostra imersiva também tem em seu programa educativo uma oficina gráfica, que oferece ao público a experiência prática de fazer sua própria arte, usando carimbos que remetem às obras da exposição.

DUPLA OSGEMEOS GANHA MEGAEXPOSIÇÃO NA PINACOTECA

E para além do que acontece no espaço expositivo, a curadoria de “Conexões Urbanas” propõe uma extensão virtual da exposição com os “Circuitos de Experiências Urbanas”, que são séries de lugares indicados pelos artistas e que podem ser visitados virtualmente através de QRcodes.

obras interativas de conexões urbanas fiesp
Crédito: DivulgaçãoQuem caminha pela Vila Madalena já deve ter se deparado com essa carro arborizado! E ele vai estar na mostra!

Os artistas e coletivos que participam de “Conexões Urbanas” têm em comum a busca da inovação na relação com o público, propondo experiências mais ativas e não somente as contemplativas diante da sua arte. A ideia é conectar as pessoas através da arte.

Mas como isso é possível? Na exposição, as obras desses artistas se conectam e se interferem criando diálogos e tensões, silêncios e ruídos, momentos líricos e energéticos, tudo ao mesmo tempo, representando, em seu conjunto, as harmonias e as dissonâncias da cidade.

Por exemplo, Alê Jordão tem um trabalho que resulta da exploração do campo entre arte e design, entre o objeto escultórico e o funcional. O artista tem se dedicado à pesquisa da luz e seus reflexos no espaço arquitetônico.

obras interativas de conexões urbanas fiesp
Crédito: DivulgaçãoAlém da mostra, há também o ‘Circuitos de Experiências Urbanas’, que são séries de lugares indicados pelos artistas e que podem ser visitados virtualmente através de QRcodes

Guilherme Teixeira tem obras onde a participação do público é o ponto de partida para seu processo criativo. Através de instalações e objetos interativos, Teixeira investiga o potencial emancipador da arte colocada a serviço das pessoas.

Demais, né? A mostra “Conexões Urbanas” fica em cartaz até o dia 26 de abril, de terça a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 10h às 20h.

Para conferir a mostra, você não paga nadinha! A entrada é gratuita! O Centro Cultural FIESP é aquele prédio triangular no meio da Avenida Paulista, facinho de chegar ;)

Olha essas outras exposições imersivas:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.