Últimas notícias:

Loading...

Cultne TV: maior streaming de cultura negra da América Latina

Online e gratuita, a plataforma reúne conteúdos sobre esporte, cultura, política, turismo, gastronomia, arte, música e literatura. Veja que legal:

Por: Redação

Todos os dias

24h

A cultura africana faz parte da vida do brasileiro, mas o povo negro no Brasil ainda passa por momentos de invisibilidade. A plataforma Cultne TV chega para celebrar e dar destaque a personalidades, ritmos, religião e história do povo negro em mais de 2 mil horas de material audiovisual!

Festival Ori, Cultne TV
Crédito: Reprodução/ Facebook CultneCartaz do Festival Ori 2020, organizado pela Cultne e disponível na plataforma

A Cultne TV tem o maior acervo digital sobre cultura negra da América Latina! Os espectadores têm acesso a conteúdos atualíssimos, resultado de quatro décadas de material captado no Brasil e no exterior, em países como os Estados Unidos, Senegal e África do Sul.

Navegando pela plataforma, é possível encontrar vídeos sobre esporte, cultura, política, turismo, gastronomia, arte, música e literatura. A Cultne TV é totalmente gratuita e online. E, diferentemente de outros streamings, não é necessário fazer cadastro para desfrutar do acervo.

Aza Njeri
Crédito: Divulgação/ Assessoria de Imprensa Paó ComunicaçãoAza Njeri apresenta o programa “Café com Amor”, em que faz reflexões político-poéticas sobre o amor

Diariamente, novas produções e parcerias entram para o catálogo. A ideia, segundo Dom Filó, responsável pelo acervo e pelo Instituto Cultne, é que o povo negro se veja retratado em séries, shows, filmes, entrevistas históricas com artistas e personalidades e muito mais.

Todas as semanas, o streaming lança episódios inéditos do programa “Café com Amor”, de Aza Njeri; da série “Nossas Histórias”, com historiadores do país inteiro; do “Cultne em Resenha”, com convidados do jornalista Carlos Alberto Medeiros, e da série “Histórias do Pós-Abolição”.

Historiadora e ativista Beatriz Nascimento
Crédito: Reprodução/ Arquivo Nacional A historiadora e professora Maria Beatriz Nascimento é ativista dos direitos humanos, dos negros e das mulheres brasileiras

Entrevistas e tributos a personalidades negras são os pontos altos do catálogo. A plataforma Cultne TV disponibiliza, por exemplo, um encontro entre o fotógrafo e ativista Januário Garcia e a historiadora Beatriz Nascimento.

Gravada em 1988 na PUC Rio, a entrevista marca o encontro de dois grandes nomes do ativismo negro. Os dois, ao lado da filósofa Lélia Gonzalez e de outros intelectuais negros, são fundadores do Instituto de Pesquisa das Culturas Negras (IPCN), que capitaneou diversos estudos e debates sobre o racismo no Brasil.

A grande Ruth de Souza, que a gente já falou aqui na Catraca Livre, ganhou um tributo com cinco episódios. É possível ver depoimentos da atriz e momentos importantes da sua carreira.

O Charme, ou Baile de Charme, tem um espaço cativo na Cultne TV. Nos vídeos, é possível conferir apresentações, danças e depoimentos sobre esse evento, que é uma marca da cultura negra e urbana do Brasil.

Baile de Charme é o nome da festa em que se toca música negra, do R&B ao soul funk dos anos 1970. Foi exatamente nessa década que esses bailes surgiram, com DJs tocando soul americano. No subúrbio do Rio de Janeiro essa tradição é levada a sério: os frequentadores são famosos pelo estilo de se vestir e seus penteados afros.

A plataforma possui informações sobre o conteúdo audiovisual em três idiomas: inglês, francês e espanhol. Há também uma área com tradução em libras.

Incrível, não? Veja só essa programação empoderada:

?>