Erotismo e antropofagia estão na mostra “O Corpo no Cinema”

Por: Redação Comunicar erro
Divulgação
Mostra aborda de diferentes formas o corpo

Entre os dias 19 de abril e 01 de maio, a mostra Corpo e Cinema, com 20 filmes entre longas e curtas-metragens. Nas produções, a presença dos corpos ocupa um lugar muito particular, seja nas formas, discursos ou encenações. As sessões acontecem a partir das 15h e os ingressos custam R$4.

Com curadoria de Heron Formiga e Mariana Souto, a mostra reúne filmes que desafiam padrões de comportamento há muito estabelecidos sobre beleza, sexualidade e relações de gênero. Os filmes selecionados abordam temáticas tão variadas quanto as relações afetivas, a prostituição, o erotismo, a dança, a antropofagia, o feminismo e a violência.

A mostra revela que os corpos são muito mais do que uma simples presença e podem ser vistos como fontes de tensões, desafios e partilhas. Um dos destaques da programação é a cineasta Barbara Hammer, que investiga, em uma linguagem experimental, o corpo em suas dimensões plástica, erógena, romântica e política, tecendo verdadeiros estudos de movimento. Além do diretor David Cronenberg, referência por conta dos excessos de violência e escatologia, estará representado por um de seus primeiros filmes, “Calafrios”.

Também estão presentes as possibilidades de transformação e mutação do corpo. Assim como as monstruosidades presentes nos filmes em que figuram vampiros e zumbis como Fome de viver, dirigido por Tony Scott e com atuação de David Bowie, e Dia dos mortos, de George Romero, respectivamente. A mostra conta ainda com obras de diretores de diversas épocas e diferentes países como Abel Ferrara, Agnès Varda, Jean Cocteau, Kenji Mizoguchi, Nelson Pereira dos Santos, Joaquim Pedro de Andrade, Marlon Riggs e Jean Genet.

Divulgação
Filmes vão do erotismo ao terror

Confira a programação:

[tab:19/04]

19h – Sangue de um poeta (Le sang d’un poète) | Jean Cocteau | França | 1932 | 55’ | 14 anos

* sessão de abertura com lançamento do catálogo, apresentada pelo curador Heron Formiga.

[tab:20/04]

14h50 – O lugar sem limites (El lugar sin límites) | Arturo Ripstein | México | 1978 | 110’ | 16 anos

17h – Fome de viver (The hunger) | Tony Scott | Inglaterra | 1983 | 97’ | 16 anos

19h – A Rua da Vergonha (Akasen chitai) | Kenji Mizoguchi | Japão | 1956 | 87’ | 16 anos

[tab:21/04]

15h – Paris is burning | Jennie Livingston | EUA | 1990 | 71’ | 16 anos

17h – Línguas desatadas (Tongues untied) | Marlon T. Riggs | EUA| 1989 | 55’ | 18 anos

18h20 – Um canto de amor (Un chant d’amour) |Jean Genet | França | 1950 | 26’ | 18 anos

Nova Dubai | Gustavo Vinagre | Brasil | 2014 | 55’ | 18 anos

* sessão comentada pela professora e pesquisadora Paula Sibilia (UFF)

[tab:22/04]

16h45 – Vereda tropical | Joaquim Pedro de Andrade | Brasil | 1977 | 25’ | 16 anos | 35mm

Como era gostoso o meu francês | Nelson Pereira dos Santos | Brasil | 1971 | 84’ | 10 anos | 35mm

19h – Um ramo | Juliana Rojas e Marco Dutra | Brasil | 2007 | 15’ | 10 anos | 35mm

Calafrios (Shivers) | David Cronenberg | Canadá | 1975 | 87’ | 14 anos

[tab:23/04]

15h – Madame X (Madame X – Eine Absolute Herrscherin) | Ulrike Ottinger | Alemanha | 1978 | 147’ | 18 anos

18h15 – Resposta das Mulheres (Réponse des femmes – notre corps, notre sèxe) | Agnès Varda | França | 1975 | 8’ | 18 anos

Menses | Barbara Hammer | EUA | 1974 | 4’ | 18 anos

Mulheres que Amo (Women I love) | Barbara Hammer | EUA | 1976  | 25’ | 18 anos

Dupla Força (Doble strenght | Bárbara Hammer | EUA | 1978  | 16’ | 18 anos

Prisões – Nosso Corpo é uma Arma (Prisons – notre corps est une arme) | Clarisse Hahn | França | 2012 | 12’ | 12 anos

* sessão comentada pela pesquisadora Érica Sarmet (UFF).

[tab:24/04]

15h – Sedução e vingança (Ms. 45) | Abel Ferrara | EUA | 1981 | 80’ | 18 anos

16h45 – Dia dos mortos (Day of the dead) | George Romero | EUA| 1985 | 100’ | 18 anos

18h45 – Fome de viver (The hunger) | Tony Scott | Inglaterra | 1983 | 97’ | 16 anos

[tab:26/04]

15h – Madame X (Madame X – Eine Absolute Herrscherin) | Ulrike Ottinger | Alemanha | 1978 | 147’ | 18 anos

18h – Um ramo |Juliana Rojas e Marco Dutra | Brasil | 2007 | 15’ | 10 anos | 35mm

Calafrios (Shivers) | David Cronenberg | Canadá | 1975 | 87’ | 14 anos

* sessão comentada pela pesquisadora Ieda Tucherman (UFRJ).

[tab:27/04]

17h30 – Sangue de um Poeta (Le sang d’un poète) | Jean Cocteau | França | 1932 | 55’ | 14 anos

19h – O lugar sem limites (El lugar sin límites) | Arturo Ripstein | México | 1978 | 110’| 16 anos

Quinta-Feira – 28/04

17h – A Rua da Vergonha (Akasen chitai) | Kenji Mizoguchi | Japão | 1956 | 87’ | 16 anos

19h – Vereda Tropical | Joaquim Pedro de Andrade | Brasil | 1977 | 25’ | 16 anos | 35mm

Como era Gostoso o meu Francês | Nelson Pereira dos Santos | Brasil | 1971 | 84’ | 10 anos | 35mm

[tab:29/04]

17h – Sedução e Vingança (Ms. 45) | Abel Ferrara | EUA | 1981 | 80’ | 18 anos

19h – Dia dos Mortos (Day of the dead) | George Romero | EUA| 1985 | 100’ | 18 anos

[tab:30/04]

15h – Resposta das Mulheres (Réponse des femmes – notre corps, notre sèxe) | Agnès Varda | França | 1975 | 8’ | 18 anos

Menses | Barbara Hammer | EUA | 1974 | 4’ | 18 anos

Mulheres que amo (Women I love) | Barbara Hammer | EUA | 1976  | 25’ | 18 anos

Dupla Força (Doble strenght) | Bárbara Hammer | EUA | 1978  | 16’ | 18 anos

Prisões – nosso corpo é uma arma (Prisons – notre corps est une arme) | Clarisse Hahn | França | 2012 | 12’ | 12 anos

16h30 -19h CONFERÊNCIA “Corpos no Cinema; Corpos do Cinema”, com a professora e pesquisadora Mariana Baltar (UFF)

19h15 – Um canto de amor (Un chant d’amour) | Jean Genet | França | 1950 | 26’ | 18anos

Nova Dubai | Gustavo Vinagre | Brasil | 2014 | 55’ | 18 anos

[tab:01/05]

15h30 – Línguas desatadas (Tongues untied) | Marlon T. Riggs | EUA | 1989 | 55’ | 18 anos

17h – Paris is burning | Jennie Livingston | EUA | 1990 | 71’ | 16 anos

* sessão comentada pelo curador Heron Formiga (UFMG).

[tab:END]

1
02:35
Dique Tororó: encontro com a natureza e a ancestralidade de Salvador
O Dique Tororó é um cartão postal com muito potencial para ser ponto de entretenimento para quem viaja a fim …
2
04:04
SP: Calçadão Urbanóide, volta ao mundo sem sair da garagem
Se você for dar um pulo pela região da avenida Paulista com a rua Augusta, não pode deixar de visitar …
3
03:02
Por que todo mundo ama o Jardim Botânico?
O Jardim Botânico de Curitiba é um dos cartões-postais mais visitados da cidade. E por que não do Brasil? A grande …
4
02:23
Casa de Cultura Mário Quintana: lazer para todo mundo em POA
Se você estiver andando pelas ruas do centro histórico de Porto Alegre e der de cara com uma construção de …
5
04:22
Santa Teresa: o charme da boemia carioca
Com casarões dos anos 1940 ainda preservados, suas ruas de paralelepípedo e o famoso bondinho, Santa Teresa nos remete à …
6
03:23
Torre Malakoff e mais 3 lugares incríveis para você curtir em Recife
Quem pensa no Recife e só enxerga praia pode se surpreender ao saber que existe um enorme universo artístico, histórico …
7
04:52
Mira: um mirante com vista incrível e comida boa
Você sabia que o Mirante 9 de Julho agora é MIRA e conta com gestão 100% feminina? Não? Então #Colaí, que …
8
02:08
SP tem rodízio de mini-burgers e milk-shakes fofos
Uma casa especializada em rodízio de mini-burgers e milk-shakes em boias fofas. Fomos visitar a segunda unidade no bairro dos …