Vida de Vincent Van Gogh é tema de espetáculo online do Sesc

Solo de Alexandre Ferreira aborda as complexidades e fragilidades do pintor holandês

Ouça este conteúdo

04 de outubro de 2020

21h30

Que tal fazer um mergulho na vida do pintor Vincent Van Gogh (1853-90)? Essa é a proposta do espetáculo solo de Alexandre Ferreira, que ganha uma versão online no projeto Teatro #EmCasaComSesc.

peça Vincent Van Gogh - Teatro #EmCasaComSesc
Crédito: Camila Bianchi/ divulgaçãoAlexandre Ferreira homenageia o pintor holandês em solo

Foram mais de 10 anos de pesquisa sobre a vida e a obra desse pintor genial, que só teve o merecido reconhecimento após a morte. Na peça “Vincent Willem van Gogh”, Ferreira aborda as complexidades e fragilidades do artista holandês, fazendo um contraste entre loucura e sanidade.

Durante a encenação, o público acompanha Van Gogh, sozinho em seu quarto-ateliê, após acordar de um terrível pesadelo. A partir desse momento, ele reflete sobre as suas escolhas e seu trabalho, compartilhando emoções em cartas enviadas ao seu irmão Theo Van Gogh (1857-91).

Peça Vincent Willem van Gogh
Crédito: Camila Bianchi/ divulgaçãoEspetáculo “Vincent Willem van Gogh” reflete sobre a solidão

Você pode assistir a montagem ao vivo pelo canal do YouTube do Sesc no domingo, dia 4 de outubro, às 21h30. Depois disso, o vídeo fica disponível para ser visto em qualquer horário!

Semanalmente, às segundas, quartas, sextas e domingos, às 21h30, o projeto Teatro #EmCasaComSesc apresenta espetáculos direto da casa de diversos artistas. As encenações duram, no máximo, 60 minutos.

Foram mais de 345 mil visualizações ao longo desses quatro meses em que a iniciativa está no ar. Já passaram pelos palcos virtuais nomes como Eva Wilma, Celso Frateschi, Georgette Fadel, Sérgio Mamberti, Grace Passô, Denise Weinberg, Ailton Graça, Paulo Betti, Grupo Maria Cutia e Leona Cavalli.

  • Você sabia?

Hoje, Vincent Van Gogh é considerado uma das figuras mais influentes da arte ocidental, mas nem sempre foi assim. Ao longo de uma década, ele produziu mais de 2 mil trabalhos, entre naturezas-mortas, paisagens, retratos e autorretratos, mas seu prestígio só foi alcançado no início do século 20, após a sua morte, quando elementos de seu estilo de pintura foram incorporados pelos fauvistas e expressionistas alemães.

Quer mais dicas de programas culturais para aproveitar em casa? Então, se liga:

Agência Fática

Em parceria com Agência Fática

A Fática é uma agência de comunicação especializada em produzir conteúdos sobre cultura em suas diferentes linguagens.