‘Ex-Gordo’ aborda gordofobia em clima surrealista na Oswald de Andrade

Espetáculo acomoda espectadores dentro do palco como se estivessem em uma sessão de psicodrama

Por: Redação

Até 18 de fevereiro de 2020

Segunda - Terça

Às 20h. Duração: 80 minutos. Classificação: 16 anos

Grátis

Imagine assistir a uma peça de teatro como se você estivesse sentade na sala do protagonista. Esta é a proposta de “Ex-Gordo”, do Núcleo de Pesquisa Caxote, que narra a sofrida busca de um homem pela própria identidade depois de passar por uma cirurgia bariátrica.

Cena de Ex-Gordo
Crédito: Felipe Djanikian/divulgaçãoA peça tem uma atmosfera onírica e surrealista

Com direção, dramaturgia e atuação de Fernando Aveiro (ex-integrante do Centro de Pesquisa Teatral – CPT, coordenado pelo saudoso Antunes Filho), a peça fala sobre esse homem que vive isolado no 48º andar de um edifício e convida um grupo de atores para encenar semanalmente uma espécie de psicodrama, em que ele seria o personagem central da história.

Por meio do teatro, ele inventa várias figuras bizarras e surreais que marcaram seu imaginário e revelam alguns traumas do passado. Com esse processo ele pretende um dia encontrar sua verdadeira identidade e reintegrar-se à sociedade.

Cena de Ex-Gordo
Crédito: Felipe Djanikian/divulgação“Ex-Gordo” discute gordofobia e a busca pela identidade

A peça explora uma atmosfera surrealista/onírica e a linguagem metateatral – o teatro dentro do próprio teatro. O público é acomodado em cadeiras ao redor da mesa do Ex-Gordo. Para criar esse clima, a peça tem como referências várias obras de artes, como a famosa “A fonte”, do escultor francês Marcel Duchamp (1887-1968).

Além do próprio diretor e dramaturgo, o elenco traz Bárbara Salomé, Camila Biondan, Humberto Caligari e Murilo Inforsato. A codireção e preparação de voz e corporal é assinada por Naiene Sanchez.

Bárbara Salomé
Crédito: Felipe Djanikian/divulgaçãoVocê assiste a tudo como se tivesse sentado na sala do protagonista

O espetáculo encerra uma sequência de peças do Núcleo de Pesquisa Caxote intitulada Trilogia da Evolução, que discute processos sociais que aprisionam e moldam o ser humano. Os dois primeiros trabalhos foram “Por Acaso, Navalha”, inspirado no clássico “Navalha na Carne” de Plínio Marcos, e “Obra Sobre Ruínas”, sobre androginia e identidade de gênero.

“Ex-Gordo” fica em cartaz na Oficina Cultural Oswald de Andrade, de 3 a 18 de fevereiro, com sessões às segundas e terças-feiras, às 20h. A entrada é grátis, basta retirar ingresso uma hora antes.

Curte bastante teatro? Então, fique ligade na agenda da Catraca Livre para descobrir outros espetáculos MARA. Olha só:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.