Últimas notícias:

Loading...

MASP inaugura exposição da escultora Conceição dos Bugres

Mostra reúne 136 obras e pretende resgatar a história da artista que atuou no Mato Grosso do Sul...Viva a arte brasileira!

Por: Redação

Até 30 de janeiro de 2022

Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo

Terça, sábado e domingo, das 10h às 18h | Quartas, quintas e sextas, das 13h às 19h

Site: masp.org.br

Telefone: (11) 3149-5959

Pensar em arte no Brasil é lembrar de nomes como Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Brecheret, Portinari, Beatriz Milhazes e OSGÊMEOS, para falar dos mais recentes. Mas um país tão diverso possui muitos outros artistas incríveis, que ficaram esquecidos na história.

E, para nossa alegria, o MASP está resgatando esses nomes, começando pela incrível Conceição dos Bugres. Vem saber mais…

Conceição dos Bugres - MASP
Crédito: MASP/ divulgaçãoA artista ganha exposição inédita sobre suas obras

Conceição Freitas da Silva, mais mais conhecida como Conceição dos Bugres, é a artista escolhida para dar início ao biênio das “Histórias brasileiras” no MASP. A exposição fica em cartaz entre os dias 14 de maio de 2021 e e 30 de janeiro de 2022. Com todo esse tempo à disposição do público, não tem desculpa para não visitar!

A mostra “Conceição dos Bugres: tudo é da natureza do mundo” faz parte de um movimento que a instituição começou em 2016 ao apresentar obras de artistas que estão fora das histórias oficiais da arte brasileira. A curadoria dessa exposição é de Amanda Carneiro e Fernando Oliva.

Conceição dos Bugres
Crédito: MASP/ divulgaçãoConceição teve pouco reconhecimento em vida e morreu sem dinheiro

Conceição ficou conhecida pela produção dos “bugres”, imagens geralmente esculpidas em madeira e cobertas por cera de abelha ou parafina e tinta. Elas também podem ser feitas de pedra sabão e arenito. À primeira vista, os bugres da artista podem parecer todos iguais, até repetidos, mas possuem diferenças sutis em suas expressões.

Pensando nisso, o museu preparou um grande painel que reúne todas as obras, em diferentes alturas. A ideia é criar um sentido de conjunto e, ao mesmo tempo, chamar atenção para as particularidades de cada trabalho.

Conceição dos Bugres, MASP
Crédito: MASP/ divulgaçãoOs bugres em madeira – parecidos e diferentes ao mesmo tempo

A mostra reúne 136 obras da artista, a maioria pertencente a coleções particulares. As únicas instituições com esculturas de Conceição em seus acervos são o Museu Afro Brasil e o Itaú Cultural. Essa restrição de acesso público ao legado dessa artista incrível contribuiu para seu apagamento.

Conceição participou de algumas importantes exposições e chegou a ter certo reconhecimento nos anos 1970. Mas essa visibilidade não se converteu em ganhos financeiros e ela morreu pobre, em 1984.

E, repetindo o destino de tantos outros artistas que não tiveram o merecido reconhecimento em vida, hoje, Conceição é figura emblemática na produção artística do Mato Grosso do Sul. E seu trabalho continua pelas mãos de seu neto; Mariano Antunes Cabral Silva.

Conceição dos Bugres
Crédito: MASP/ divulgaçãoConceição dos Bugres é uma escultora incrível e brasileira!

A pandemia de Covid-19 fez com que o MASP reorganizasse suas exposições. Agora elas são menores em número e maiores em duração. No segundo semestre, o museu abre mostras de outras duas escultoras brasileiras: Erika Verzutti e Maria Martins (1894-1973).

Vamos redescobrir a arte brasileira! Não deixe de visitar o MASP e se abrir para esse Brasilzão cheio de belezas!


#DicaCatraca: sempre lembre de usar a máscara de proteção, andar com álcool em gel e sair de casa somente se necessário! Caso pertença ao grupo de risco ou conviva com alguém que precise de maiores cuidados, evite passeios presenciais. A situação é séria! Vamos nos cuidar para sair desta pandemia o mais rápido possível. Combinado? ❤


Quer outras dicas de exposições incríveis? Então veja: