Exposição ‘O Rio do Samba’ reúne 800 obras e tem karaokê no MAR

Joias que pertenciam a Carmen Miranda estão na exposição
Até
10
de março 2019
Domingo - Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado
Das 10h às 17h

Museu

site: www.museudeartedorio.org.br

telefone: (21) 3031 2741

Por: Redação | Comunicar erro

Mostra tem também joias originais de Carmem Miranda, quadros de Candido Portinari e Di Cavalcanti, e muitos outros objetos e obras

“Quem não gosta de samba, bom sujeito não é”, já cantava Dorival Caymmi. E é ele, o mais brasileiro dos ritmos, a estrela da exposição “O Rio do Samba: Resistência e Reinvenção”, que reúne cerca de 800 obras no MAR (Museu de Arte do Rio) e tem até karaokê na programação. Para entrar na roda, os ingressos custam R$ 20 e R$ 10 (meia),e às terças-feiras a entrada é gratuita!

Pintura de Heitor dos Prazeres
Crédito: DivulgaçãoPintura de Heitor dos Prazeres faz parte do acervo da mostra ‘O Rio do Samba: Resistência e Reinvenção’

A história do samba carioca desde o século 19 até os dias de hoje é contada na mostra de longa duração, através de itens que exploram os aspectos sociais, culturais e políticos do gênero. O prato de porcelana tocado por João da Baiana e joias originais de Carmem Miranda são algumas das raridades em exibição.

Entre as centenas de obras, destacam-se trabalhos de Candido Portinari, Di Cavalcanti, Heitor dos Prazeres, Guignard, Ivan Morais, Pierre Verger e Abdias do Nascimento; fotografias de Marcel Gautherot, Walter Firmo, Evandro Teixeira, Bruno Veiga e Wilton Montenegro; gravuras de Debret e Lasar Segall; parangolés de Helio Oiticica e uma instalação de Carlos Vergara desenvolvida com restos de fantasias.

Fotografia do Bloco Cacique de Ramos,por Alair Gomes, integra a exposição 'O Rio do Samba: Resistência e Reinvenção'
Crédito: DivulgaçãoFotografias como essa do Bloco Cacique de Ramos, de Alair Gomes, também fazem parte do acervo

No clima da exposição, agora os visitantes também vão poder soltar o gogó e dançar muito no Karaokê O Rio do Samba, que acontece sempre às terças, aos sábados e domingos. Para participar, basta trocar o ingresso de entrada no museu pelo bilhete que dá direito a cantar uma música.

Irado, né? Aproveita porque a mostra ainda fica no MAR até março de 2019, de terça a domingo, das 10h às 17h!

Compartilhe:

Autor: Por: Redação