Saiba antes: exposição de Vicent Van Gogh chega ao MASP

Revolucionário e polêmico no meio artístico, o holandês é conhecido pelo uso de cores e pinceladas expressivas em seus quadros

Por: Redação

Uma mostra especial com obras do pintor Vicent Van Gogh deve ganhar temporada no MASPMuseu de Arte de São Paulo, em 2025. Revolucionário no meio artístico, o holandês é conhecido pelo uso de cores e pinceladas expressivas em seus quadros, sendo considerado um grande mestre da pintura moderna.

O museu, que trabalha com cinco anos de antecedência em sua programação, informou estar viabilizando o empréstimo e transporte dos quadros para o Brasil. As informações sobre a mostra foram confirmadas pela assessoria de imprensa oficial do MASP.

"A Noite Estrelada", Van Gogh
Crédito: Van GoghObra “A Noite Estrelada”, Van Gogh

Vincent Willem Van Gogh (1853 – 1890) é considerado uma das figuras mais significativas para a história da arte ocidental. Criador de mais de 2.000 obras em pouco mais de uma década, o artista conta com acervo de 860 pinturas a óleo, em sua maioria paisagens, naturezas-mortas, retratos e autorretratos de cores dramáticas e vibrantes.

Ele criou mais de dois mil trabalhos em pouco mais de uma década, incluindo por volta de 860 pinturas a óleo, a maioria dos quais durante seus dois últimos anos de vida.

Autorretrato "O Triunfo de Covangogh"
Crédito: Van GoghAutorretrato de Vincent Willem Van Gogh

Em 2025, o museu vai ter sua programação norteada pelo ciclo “Histórias da Loucura“, assim como já abraçou temas como “Histórias das mulheres, histórias feministas” e “Histórias da Dança.

E quem melhor para representar “Histórias da Loucura” que Van Gogh? O pintor holandês, conhecido por sua biografia perturbada e por obras como “O Escolar” (1888), que faz parte da coleção do MASP.

quadro o escolar de van gogh em exposição no MASP
Crédito: Folhapress‘O Escolar’, de Van Gogh, é uma das obras da coleção do MASP

Viu só? Faz muito bem o MASP trazer Van Gogh para brilhar no coração da Avenida Paulista!

Ah… e toda essa antecedência na definição do nome do artista é porque a solicitação do empréstimo de obras é bem burocrático.

Segundo o diretor artístico do MASP, Adriano Pedrosa, isso acontece com alguns poucos artistas e Van Gogh é um deles.

Agora só nos resta esperar e contar os dias para conferir essa exposição que, com certeza, vai ser INCRÍVEL!

O MASP

Crédito: IStock | GrassettoEm outubro de 1947, SP ganhava um espaço que provou ser um marco na disseminação da arte, o Museu de Arte de São Paulo. Dono do mais importante acervo de arte europeia do Hemisfério Sul, o MASP reúne cerca de 10 mil obras, entre pinturas, esculturas, objetos, fotografias, vídeos e vestuário de diversos períodos da história

Em outubro de 1947, SP ganhava um espaço que provou ser um marco na disseminação da arte, o Museu de Arte de São Paulo. Dono do mais importante acervo de arte europeia do Hemisfério Sul, o MASP reúne cerca de 10 mil obras, entre pinturas, esculturas, objetos, fotografias, vídeos e vestuário de diversos períodos da história.

Fundado em 1947 por Assis Chateaubriand (1892-1968), o MASP é um museu privado sem fins lucrativos, tornando-se o primeiro museu moderno no país. Chateaubriand convidou o crítico e marchand italiano Pietro Maria Bardi (1900-1999) para dirigir o MASP, e Lina Bo Bardi (1914-1992) para desenvolver o projeto arquitetônico e expográfico.

Que tal dar um passeio virtual no MASP e em outros museus famosos?