Últimas notícias:

Loading...

‘Festival Amazônia Mapping’ acontece em uma ilha imaginária!

São quatro dias de programação gratuita com videomapping, apresentações audiovisuais, performances, oficinas e mais! Veja:

Ouça este conteúdo

Até 28 de novembro de 2020

Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo

Diversos horários

Pessoas do mundo inteiro têm a chance de acompanhar as atrações do “Festival Amazônia Mapping”, que acontece online em uma ilha imaginária 3D. Sim, é isso mesmo! Em um ambiente virtual criado por meio de uma programação gamer, o público conhece um novo mundo, que mistura floresta e cidade.

Festival Amazônia Mapping
Crédito: Carol Santana/ divulgaçãoObra de Carol Santana para o “Festival Amazônia Mapping”

Com o tema “Realidades Expandidas”, entre os dias 24 e 28 de novembro, você confere diversas projeções de videomapping, apresentações audiovisuais, performances, oficinas e muito mais! E tudo é transmitido pelo canal do YouTube @AmazoniaMapping.

Ao longo do “Festival Amazônia Mapping” você assiste performances musicais e projeções de artistas como Trio Manari (PA), Lucas Mariano (PA), Guitarrada das Manas (PA), VJ Lê Pantoja (RJ) e o grupo peruano de música eletrônica Dengue Dengue Dengue.

Se animou? Então anote na agenda: as apresentações artísticas começam no dia 26, com o bate-papo “Amazônia enquanto território de cultura, inventividade e resistência”. Participam da discussão a idealizadora do festival Roberta Carvalho (PA), o performer e artista visual indígena Uyrá Sodoma (PA/AM) e a cineasta e artista visual Keila Serruya Sankofa (AM). Você confere a programação completa aqui.

Após a conversa acontece o Projetaço ou seja, dezenas de obras são exibidas no ambiente virtual e também na cidade de Belém. Alguns participantes dessa atração são Denilson Baniwa (AM), Evna Moura (PA), Keila Serruya Sankofa (AM), Marcela Bonfim (RO).

Outro destaque do evento é a estreia no videomapping de Matheus Almeida, no dia 27. Ele apresenta um projeto em parceria com a artista Ge Viana (MA) na fachada da versão digital da Igreja Matriz de Santarém.

Além disso, Carol Santana (RJ) projeta suas vídeo-performances, que mesclam métodos analógicos e digitais. Em seguida, o “Festival Amazônia Mapping” recebe o Trio Manari, grupo que traz ao festival os sons da floresta interagindo com as projeções de Lucas Mariano, premiado multiartista visual de Belém.

O último dia de evento, 28 de novembro, começa com a apresentação de Will Love e a Nave do Som (PA). E quem tiver um óculos de realidade virtual em casa ainda pode curtir a performance em 360º direto no site do evento.

E não é só isso! Ainda dá para conferir a união da Guitarrada das Manas com o VJ Lê Pantoja, a performance da banda Dengue Dengue Dengue e as projeções do projetaço Resiste!, que ocupa a floresta virtual com inúmeras imagens e textos.

Alguém falou em after? O encerramento do “Festival Amazônia Mapping” acontece pelo Zoom com as presenças mais do que especiais de DJ Ananindeusa (PA) e DJ Waldo Squash (PA). Acompanhe todas as novidades desse grande evento no Instagram @amazoniamapping.

As atividades de formação, que acontecem a partir do dia 24, já estão com todas as vagas preenchidas. Eram as oficinas “Vídeo Projeção Corpo e Cena”, com Bianca Turner (SP), “Desenho e Animação em Tempo Real”, com VJ Suave (SP), e “Da Realidade Aumentada à Projeção Mapeada”, com VJ Pixel (SP).

Quer mais dicas de eventos para curtir de casa? Se liga:

Agência Fática

Em parceria com Agência Fática

A Fática é uma agência de comunicação especializada em produzir conteúdos sobre cultura em suas diferentes linguagens.

Compartilhe: