Últimas notícias:

Loading...

Festival Anim!Arte exibe 452 animações de mais de 60 países

Essa edição bateu recorde de participação feminina: 58% dos títulos selecionados foram dirigidos ou codirigidos por animadoras! ♀

Por: Redação

Até 13 de junho de 2021

Todos os dias

Filmes ficam disponíveis na plataforma durante todo o período do evento

Recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência não informados pelo próprio organizador do evento

Nada como um evento focado em animações para alegrar a vida, não? Está em cartaz a 16ª edição do Festival Anim!Arte, que reúne 452 curtas-metragens de mais de 60 países e acontece totalmente online até dia 13 de junho.

Òpárá de Òsún: Quando Tudo Nasce, Festival Anim!Arte
Crédito: / "Òpárá de Òsún: Quando Tudo Nasce"“Òpárá de Òsún: Quando Tudo Nasce” é um dos curtas da categoria Filme Ambiental

As temáticas são as mais variadas possíveis. Têm filmes LGBTQI+, produções sobre diversidade racial, trabalhos sobre feminismo e até sobre a pandemia de Covid-19, sem contar as obras dedicadas ao público infantil. O interessante é que as produções são feitas de estudantes para estudantes.

Esse ano, é a primeira vez que o evento alcança uma abrangência nacional, já que acontece online. Além disso, a edição bateu recorde de participação feminina: 58% das obras selecionadas foram dirigidas ou codirigidas por animadoras.

Para conferir tudo isso, acesse o site e faça um cadastro. Alunos e professores desfrutam da programação gratuitamente. Já o público geral precisa pagar R$ 25 para navegar pelo portal e assistir o que quiser. Garanta aqui seu passe!

O festival está dividido em sete categorias: “Estudantes Internacionais Maxi”, “Filme Ambiental – Profissionais”, “Culturas do Mundo – Profissionais”, “Estudantes Brasileiros Maxi”, “Estudantes Internacionais Mini”, “Retrospectiva UVA – Universidade Veiga de Almeida” e “Retrospectiva Escola Parque”. É um curta mais lindo do que o outro!

Quer saber o que te espera? Um dos destaques é “Only a Child”, uma criação poderosa feita por mais de 20 diretores de animação sob a supervisão artística do premiado Simone Giampaolo (Suíça).

A narrativa dá forma e cor às palavras originais ditas pela canadense Severn Cullis-Suzuki, representante da ECO (Organização das Crianças em Defesa do Meio Ambiente) na cúpula da ONU no Rio, em 1992. É a primeira vez que esse trabalho é exibido no Brasil. Está na categoria Filme Ambiental.

curta-metragem Only a Child
Crédito: Reprodução / "Only a Child"Curta “Only a Child” é exibido pela primeira vez no Brasil

Ancestralidade é o tema do delicado “Òpárá de Òsún: Quando Tudo Nasce”, de Pamela Pelegrino (Bahia/Brasil). No filme, o público descobre a história da Orixá das águas doces Òsùn, a deusa da fertilidade. O curta também pertence à categoria Filme Ambiental.

Para mostrar que lugar de mulher é onde ela quiser, a italiana Paola Sorrentino dirigiu “Girls Talk About Football”, que faz sua estreia mundial no Festival Anim!Arte. A ideia é mostrar como é ser uma garota no mundo dos meninos. Para isso, seis meninas compartilham suas experiências jogando futebol, um esporte dominado pelos homens. A obra está na categoria Culturas do Mundo Profissional.

Entre os infantis, “Sonhos da Isah: O baú do papai” é uma boa pedida. Com direção de Joao Ricardo Costa (Santa Catarina/Brasil), o curta faz uma viagem no tempo, mostrando como as famílias se estruturam desde os anos 40 até os dias de hoje.

São muitas produções bacanas para conferir sozinho (a) ou acompanhado (a) no Festival Anim!Arte. Não perca!

Saca só essas outras dicas para curtir online:

Compartilhe:

?>