Últimas notícias:

Loading...

Festival de Cinema Italiano tem sessões presenciais e online

Mostra reúne 32 filmes, entre inéditos e clássicos, com direito a documentários, adaptações de HQs e muito mais! Vem saber mais:

Por: Redação

Até 05 de dezembro de 2021

Todos os dias

24h

Recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência não informados pelo próprio organizador do evento

Ótima notícia para os cinéfilos: entre os dias 5 de novembro e 5 de dezembro acontece a 16ª edição do Festival de Cinema Italiano, em formato híbrido.

A Terra dos Filhos, Festival de Cinema Italiano
Crédito: Reprodução/ Filme A Terra dos FilhosO apocalíptico “A Terra dos Filhos” é uma adaptação da HQ homônima criada por Gian Alfonso Pacinotti, um dos maiores quadrinistas italianos

 Durante 30 dias, a mostra apresenta uma seleção de 32 títulos, entre contemporâneos e clássicos, em sessões online gratuitas. Você confere tudo pelo site oficial do evento

Mas, se você estiver com saudades de uma sala de cinema, entre os dias 5 e 12 de novembro, alguns filmes inéditos no Brasil, mas que já percorreram importantes festivais, como os de Veneza e Roma, são exibidos no Petra Belas Artes.Para mais informações sobre ingressos e horários, fique de olho no site da instituição.

Na programação do Festival de Cinema Italiano, que inclui o trabalho de cineastas veteranos e iniciantes, há espaço para filmes que abordam relações familiares, como “Deixe-me Ir”, e releituras de clássicos da literatura como “Todos Por 1 – 1 Por Todos”, que reimagina os três mosqueteiros por um viés cômico.

As coisas que restam, Festival de Cinema Italiano
Crédito: Reprodução/ Filme As Coisas que RestamUm dos destaques do Festival de Cinema Italiano é o documentário “As Coisas de Restam”, sobre o compositor Ezio Bosso

Os amantes de HQs podem se divertir com a adaptação cinematográfica da obra homônima “A Terra dos Filhos” (2021), escrita por Gian Alfonso Pacinotti, com direção de Claudio Cupellini. A trama reflete sobre o mundo que deixaremos para as nossas crianças.

Na narrativa, o fim da civilização chegou. Um pai e seu filho de 14 anos estão entre os poucos sobreviventes. Nesse mundo nada amistoso, o pai confia seus pensamentos a um caderno, mas essas palavras são indecifráveis.Quando ele morre, o menino embarca em uma viagem, em busca de alguém que possa revelar o significado daquelas páginas misteriosas. 

Para quem curte um suspense dramático, uma boa pedida é “Ar Parado” (2021), de Leonardo Di Costanzo.No longa, uma antiga prisão do século 19, localizada em uma área inacessível do território italiano, está sendo abandonada. Devido a problemas burocráticos, as transferências estão bloqueadas e uma dezena de detidos, com poucos agentes, aguardam novos destinos. 

Um dos documentários presentes no Festival de Cinema Italiano é “As Coisas Que Restam” (2021), de Giorgio Verdelli. O público pode mergulhar profundamente na vida do músico Ezio Bosso, responsável por várias trilhas sonoras para a Sétima Arte. 

Ah! E todos os inéditos concorrem ao Prêmio Pirelli, entregue à obra que for mais vista pelo público.

 Já os filmes clássicos ficam disponíveis apenas online, em uma seleção chamada “As Mais Belas Trilhas Sonoras do Cinema Italiano”. Espere por títulos grandiosos, com canções de mestres como Ennio Morricone, que assina as músicas do terror “O Pássaro com Plumas de Cristal”, de Dario Argento, e do drama de crime “Era Uma Vez na América”, de Sergio Leone.

Os Palhaços, Festival de Cinema Italiano
Crédito: Reprodução/ Filme Os PalhaçosNão perca a chance de assistir ao pseudodocumentário “Os Palhaços”

Claro que Nino Rota, compositor predileto de Federico Fellini, não poderia ficar de fora dessa seleção. Na mostra, a parceria entre esses dois gênios está no pseudodocumentário “Os Palhaços” (1970). 

A trama resgata um pouco da história do circo, ao mesmo tempo em que ilustra sua decadência, com depoimentos de palhaços famosos no passado, mas esquecidos atualmente.

Demais, não? Aproveite e confira outros programinhas imperdíveis:

Compartilhe: