Últimas notícias:

Loading...

Festival Mulambo Jazzagrário anima o FDS com música instrumental 🎷

Sexta edição do evento tem lives de Amaro Freitas, Maria Bonita e Laranjazz, Dembaia, Mbé e outras feras

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Nos dias

10/04 - 11/04

2021

Às 16h

Recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência não informados pelo próprio organizador do evento

A música instrumental das periferias é festejada em grande estilo na sexta edição do Festival Mulambo Jazzagrário, que tem vários shows online lindões nos dias 10 e 11 de abril, a partir das 16h. Só desfrute essa belezura, jovem!

Festival Mulambo Jazzagrarário
Crédito: Jão Vicente | Haxatag | divulgação | Nadja KouchiAmaro Freitas, Jovem Palerosi, Dembaia e Maurício Pazz são algumas atrações do Festival Mulambo Jazzagrarário

As apresentações foram gravadas na Arena Hermeto Pascoal, em Bangu, no RJ, sem público e com todos os cuidados para garantir a segurança dos artistas e técnicos. Você confere o resultado desse trabalho incrível no Youtube da Rádio Escada. E o melhor: é tudo de graça.

Com aquela mistura maravilhosa de sonoridades da música instrumental e encontros imperdíveis, o festival já tem logo no primeiro dia os shows de MBÉ, Caio Oica e Um Perrengue Chic; Laranjazz e Maurício Pazz; Amaro Freitas; e Zona Oeste Instrumental, Carlos Malta e Djalma Corrêa.

E a energia é mantida lá em cima no domingo, com as apresentações de Jovem Palerosi e Jeolíonaiz; trio Do Nada e Maria Bonita; Lata Doida; e Dembaia.

Curtiu? Então, dá uma olhada no making of do Festival Mulambo Jazzagrário para já ter aquele gostinho do que vai rolar no evento:

Um pouquinho sobre o festival…

Criado em 2016, o Festival Mulambo Jazzagrário surgiu como uma forma de homenagear o multi-instrumentista carioca Fernando Grilo, que morreu precocemente, aos 22 anos, quando viajava para encontrar o percussionista Naná Vasconcelos.

A militância de Grilo pela valorização da cena musical instrumental periférica influenciou uma série de músicos, produtores e agitadores culturais, afinal ele idealizou vários projetos bacanas nos subúrbios cariocas, como “Jazz na Caixa”, “Realengo of Jazz” e a “Oficina de Música Criativa”.

O festival, que leva o nome da banda de Fernando Grilo, conta com a curadoria de Nathália Grilo, a viúva do músico, e de Roberto Barrucho. E esta é uma forma de dar continuidade ao trabalho do homenageado.

Quer mais música para curtir em casa? Dá uma olhada: