Imagem do Topo

Gênero e religião são temas de exposição na Casa Matilda

Artista Ariel Nobre discute transição de gênero e religião na mostra "Pelo Direito à Alma"

Por: Redação | Comunicar erro
Até
06
de março 2019
Terça - Quarta - Quinta - Sexta
Das 10h às 18h

A Matilda Casa apresenta a exposição “Pelo Direito à Alma” sobre gênero e religião, do artista visual Ariel Nobre. A mostra reúne a série fotográfica “Via Crucis”, de Ariel Nobre e Tarcísio Paniago, e obras diversas do projeto “Preciso Dizer Que Te Amo”, uma campanha de prevenção ao suicídio de homens trans, idealizado também por Ariel.

fotos da série fotográfica Via Crucis de Ariel Nobre
Crédito: divulgaçãoAriel Nobre discute gênero e religião na mostra “Pelo Direito à Alma”, em cartaz na Casa Matilda

“Via Crucis” é uma obra que faz alusão direta à Páscoa cristã e a transição do gênero feminino para o masculino do artista. No total são 15 imagens, cada uma representando uma estação do caminho percorrido por Jesus até ser crucificado.

A série estreou no Museu Nacional da República, no Distrito Federal em maio de 2017, foi para Paris na Maison du Brésil em dezembro de 2018 e chega pela primeira vez a São Paulo.

Um dos destaques do projeto “Preciso Dizer Que Te Amo”, dentro da exposição sobre gênero e religião, é uma instalação de 10 metros de roupas usadas, costuradas à mão por Caroline Rycca Lee e com intervenções de Ariel.

O projeto se iniciou em 2015, depois de uma tentativa de suicídio de Ariel, que se viu sem trabalho e afeto quando se reivindicou homem trans. No último momento, ele lembrou de escrever suas últimas palavras.

Desde então, o artista se propõe a escrever de forma cotidiana e repetitiva a frase “Preciso Dizer Que Te Amo”. Ao longo dos anos, a ação se transformou em uma campanha de prevenção ao suicídio de homens trans e levou o artista a lançar um documentário com o mesmo nome do projeto.

A exposição fica em cartaz até 6 de março, com visitas de terça a sexta, das 11h às 18h. A entrada é gratuita e a classificação etária é livre.