Poderoso espetáculo ‘Ireti’ investiga mitologia Iorubá ✊🏿

Videoarte online da Cia. do Despejo é uma distopia sobre uma mãe preta que pariu o Brasil e viu seus filhos e filhas serem violentades

Até 19 de julho de 2021

Quinta - Sexta - Sábado - Domingo

Em diferentes dias e horários (consulte mais detalhes abaixo)

Recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência não informados pelo próprio organizador do evento

Um papo bem reto sobre a violência sofrida pela população negra no Brasil é o que promete a distopia “Ireti”, uma videoarte da Cia. do Despejo, inspirada na mitologia Iorubá. É muita representatividade e poder!

“Ireti”, da Cia. do Despejo é uma crítica à necropolítica brasileira
Créditos: Duda Viana
“Ireti”, da Cia. do Despejo é uma crítica à necropolítica brasileira

O espetáculo foi gravado no teatro, sem plateia e seguindo todos os cuidados para garantir a segurança dos artistas e técnicos. E o resultado você confere de graça no Youtube, nas seguintes datas: de 15 a 18 de abril, de 13 a 16 de maio, de 19 a 22 de junho e de 17 a 19 de julho, sempre às 20h.

Com texto de Ingrid Alecrim e direção de Thaís Dias, a peça tem como ponto de partida a figura de Naña Buruku, orixá da mitologia Iorubá que cedeu a lama do seu domínio para a criação dos corpos humanos.

O espetáculo reverencia a ancestralidade e é inspirado na mitologia Iorubá
Créditos: Duda Viana
O espetáculo reverencia a ancestralidade e é inspirado na mitologia Iorubá

Ela também é conhecida pelo processo de desencarnação, uma vez que exigiria que as pessoas entregassem de volta a matéria criadora da vida.

A distopia narra a saga de uma mãe preta e pobre que ergueu o Brasil e seu povo com os próprios braços, mas foi preterida pelo país. Mergulhada em um contexto de miséria, violência, fome e terror, ela assiste a seus filhos serem mortos e presos e a suas filhas serem estupradas.

Essa mãe furiosa reivindica seus direitos de criação e exige que a matéria humana retorne para si, em uma tentativa de acabar com todo o desequilíbrio do mundo. Nesse cenário aterrorizante, as guerrilhas urbanas e rurais expandem uma guerra contra a governança brasileira.

Essas máscaras lindíssimas são feitas pelo artista Cleydson Catarina
Créditos: Duda Viana
Essas máscaras lindíssimas são feitas pelo artista Cleydson Catarina

Tudo isso encenado com a ajuda dessas máscaras lindíssimas, feitas pelo artista Cleydson Catarina para representar as vozes das mulheres pretas desse Brasil e de suas ancestrais.

A ideia de “Ireti” é fazer uma crítica à atual necropolítica brasileira, dar voz às culturas afrodiaspóricas (que foram depreciadas ao longo da história) e criar uma reflexão sobre o que precisa ser mudado se quisermos viver em um país mais justo e menos violento.

Além disso, a videoarte denuncia todos os tipos de atrocidades cometidas contra a população negra desde a colonização do país. O texto ficou em 4º lugar no edital de Dramaturgia em Pequenos Formatos Cênicos, realizado pelo CCSP – Centro Cultural São Paulo, em 2019.

O elenco é formado por Breno Furini, Isamara Castilho e Jennifer Souza.

Tem muito mais dicas empoderadas para você curtir sem sair de casa: