Obras de arte inéditas ocupam Largo da Batata

Literafrica promove encontro do público com escritores africanos


site: ww2.prefeitura.sp.gov.br

email: galeriaolido@prefeitura.sp.gov.br

telefone: (11) 3331-8399 | 3397-0171

Programação no Centro Cultural Olido tem palestras, música, danças, feira de livros, almoço com pratos típicos, sarau e muito mais

Você já leu algum livro de um autor africano? O continente tem uma riquíssima literatura contemporânea, celebrada na segunda edição do Literafrica Brasil – Encontro com Escritores Africanos, que acontece neste domingo, dia 5, no Centro Cultural Olido, das 9h às 21h. Para participar é preciso preencher uma inscrição aqui e pagar uma taxa de R$30, com direito a escolher um livro por esse valor no evento.

Sunny Nkeenchi (Nigéria)
Crédito: divulgaçãoSunny Nkeenchi (Nigéria) é autor do livro infantil "Contos da Lua e da Beleza Perdida"
Ontuba Aderonmu (Nigéria)
Crédito: divulgaçãoOntuba Aderonmu (Nigéria) é autor de "IFÁ Filosofia e Ciência de Vida"
Moustafa Assem (Cabo Verde)
Crédito: divulgaçãoMoustafa Assem (Cabo Verde) é autor de "Chamado à Vida"
Marta Santos (Angola) é autora de
Crédito: divulgaçãoMarta Santos (Angola) é autora de "O Luar do Saber"
Isidro Sanene (Angola)
Crédito: divulgaçãoIsidro Sanene (Angola) é autor de "A Escravidão no Tempo da Liberdade"
Prosper Dinganga (República Democrática do Congo
Crédito: divulgaçãoProsper Dinganga (República Democrática do Congo) ministra palestra na Literafrica
Amélia Dalomba (Angola) é autora de
Crédito: divulgaçãoAmélia Dalomba (Angola) é autora de "Sacrossanto Refúgio"

A principal atividade do encontro são quatro grandes painéis que acontecem ao longo do dia, às 10h30, às 12h30, às 15h e às 17h. Em cada um desses programas há várias palestras ministradas pelos oito principais escritores convidados: Sunday Nkeechi (Nigéria), Otunba Adekunle Aderonmu (Nigéria), Moustafa Assem (Cabo Verde), Amélia da Lomba (Angola), Alexandrine Biyouha (Camarões), Marta Santos (Angola), Isidro Sanene (Angola) e Marcial Macome (Moçambique).

Alguns temas abordados nsses bate-papos são “Do Ritual Africano Ao Teatro”, “Pintura e Literatura Africana”, “Literatura Periférica Africana”, “Literatura oral e Filosofia Africana”, “Literatura Infantil” e “Desvendar África na Ótica de um Viajante”.

Na abertura do evento, às 9h30, há uma recepção especial para os visitantes, com apresentação musical e outras manifestações culturais africanas. A partir das 18h10, começam as sessões de autógrafos e a feira de livros, que reúne mais de 200 títulos a partir de R$25.

Já o “Sarau Somos Todos Cabo Verde”, que acontece na Sala Olido, das 18h às 20h, encerra a programação. A atividade tem música tradicional e um microfone aberto para que as pessoas possam declamar suas poesias. Como não há melhor ambiente para confraternizar do que um banquete, o Biyou’z Restaurante Afro serve um almoço com pratos típicos da culinária dos países africanos.

O Encontro Internacional com Escritores Africanos tem como objetivo promover histórias, realidades e anseios de um povo cuja as raízes estão espalhadas pelo Brasil e o mundo.

Confira aqui a programação completa do Literáfrica Brasil 2018.

25ª Bienal do Livro reúne 313 autores brasileiros e estrangeiros

Compartilhe:

Autor: Por: Redação