Últimas notícias:

Loading...

MAM realiza intensa programação gratuita dedicada à mulher

Semana de Artes HeForShe abraça a causa do movimento mundial criado pela ONU "Mulheres pela igualdade de gênero"

Por: Redação

O MAM (Museu de Arte Moderna de São Paulo) promove, entre os dias 8 e 14 de março, a Semana de Artes HeForShe, que abraça a causa do movimento mundial criado pela ONU “Mulheres pela igualdade de gênero”, num esforço global para a remoção de barreiras que limitam mulheres e meninas e seus direitos humanos. A entrada é Catraca Livre, incluindo as exposições que já estão em cartaz no museu.

Crédito: Getty Images/iStockphotoMAM promove a Semana de Artes HeForShe, evento global pela igualdade de gênero

Durante os sete dias consecutivos, o foco das atividades será a reflexão sobre a necessidade de mudanças urgentes nas artes para o empoderamento das mulheres, por meio da realização de palestras, mesas-redondas, oficinas, shows musicais, documentários, espetáculo teatral e projeção de documentários.

A Semana de Artes HeForShe será realizada em sincronia com o calendário global do evento, com a adesão de outras sete grandes cidades: Nova York, Londres, Paris, Madri, Santiago do Chile, Cidade do Panamá e Bancoc. São Paulo é a única cidade participante que vai abrigar toda a programação em um só local.

Confira todas as atrações aqui.

Programações paralelas

Durante a Semana de Artes HeForShe, a entrada para todas as mostras do MAM é Catraca Livre. Além das exposições que já estão em cartaz, Anita Malfatti: 100 anos de arte moderna e O mercado de arte moderna em São Paulo: 1947-51, e da instalação da artista Marcia Xavier Mergulhe, o museu abre no dia 8 de março a mostra “A mulher e o trabalho”, em cartaz na biblioteca.

Com curadoria de Magnólia Costa, a mostra é composta por 16 trabalhos do acervo feitos por artistas mulheres, em que são utilizadas tecnologias predominantemente relegadas às mulheres nas sociedades tradicionais, como tricô, tecelagem, costura, bordado e crochê.

As obras das contemporâneas Regina Silveira, Dora Longo Bahia, Iole de Freitas, Nazareth Pacheco, Courtney Smith, Lia Menna Barreto, Fabiana Rossarola, Rioko Aoki, Maria Helena Chartuni e Andrea Velloso remetem às várias esferas de atividade em que a mulher hoje se insere, como família, carreira, dinheiro, aparência, sexo, parceiros, amigos, tendo como contrapartida frustração, exaustão e violência, autoimpetrada ou infringida pelo outro, quase sempre um homem.

No mesmo período, o “Café Educativo”, obra interativa de Jorge Menna Barreto, funcionará entre os eventos, exceto na segunda, dia 13. O trabalho, que pertence à coleção do MAM e é realizada pela equipe do Setor Educativo do museu, em parceria com o artista, consiste na organização de um ambiente onde o público pode acomodar-se, tomar um café e conversar com educadores sobre as exposições em cartaz ou temas em evidência na agenda do museu.

?>