Bixiga tem mostra permanente de cinema italiano

Mostra Permanente de Cinema Italiano tem sessões gratuitas no Bixiga

Por: Redação

Em um dos bairros mais queridinhos de São Paulo, o Bixiga, acontece a quarta edição da Mostra Permanente de Cinema Italiano da UMES.

cena de O CONFORMISTA - Bernardo Bertolucci (1970), 113 min.
Crédito: ReproduçãoMostra Permanente de Cinema Italiano apresenta mais de 40 filmes com sessões gratuitas

A Mostra de 2019 vem cheia de novidades e propõe bastante diversidade nos estilos cinematográficos entre os 41 filmes que vão ser exibidos no decorrer do ano, além de apresentar seis novos diretores na programação, sendo eles Florestano Vancini, Luca Miniero (diretor de “Bem Vindo Ao Sul”, o filme mais visto na Itália em 2010), Luciano Salce, Mario Mattoli e a dupla Alfredo Guarini e Gianni Franciolini, que vão dividir a direção com os icônicos Rossellini, Visconti e Luigi Zampa em “Nós, As Mulheres” (1953).

Os filmes da Mostra Permanente de Cinema Italiano são exibidos no Cine-Teatro Denoy de Oliveira até 2 de dezembro, sempre de segundas, às 19h. As sessões têm entrada gratuita e o público ainda ganha um chazinho para curtir a exibição.

fachada do cine-teatro denoy de oliveira
Crédito: ReproduçãoO projeto segue para sua quarta edição com exibições no Cine-teatro Denoy de Oliveira

Confira a programação:

  • Fevereiro

25/02 – O Conformista – Bernardo Bertolucci (1970), 113 Min.

  • Março

11/03 – Gaviões e Passarinhos – Pier Paolo Pasolini (1966), 89 Min.

18/03 – Os Novos Monstros – Risi, Monicelli, Scola (1977), 115 Min.

25/03 – Fala-me de Mulheres – Ettore Scola (1964), 107 Min.

  • Abril

01/04 – A Mais Bela Noite da Minha Vida – Ettore Scola (1972), 106 Min.

08/04 Que Horas São? – Ettore Scola (1989), 97 Min.

15/04 – A Marcha Sobre Roma – Dino Risi (1962), 94 Min.

22/04 – O Viúvo – Dino Risi (1959), 87 Min.

29/04 – Pão, Amor E… – Dino Risi (1955), 106 Min.

  • Maio

06/05 – a Noite do Massacre – Florestano Vancini (1960), 105 Min.

13/05 – Ojuízo Universal – Vittorio de Sica (1961), 101 Min.

20/05 – O Ouro de Nápoles – Vittorio de Sica (1954), 138 Min.

27/05 – Vítimas da Tormenta – Vittorio de Sica (1946), 90 Min.

  • Junho

03/06 – Bem-vindo Ao Sul – Luca Miniero (2010), 102 Min.

10/06 – Nós, as Mulheres – Rossellini, Visconti, Zampa, Franciolini, Guarini (1953), 95 Min.

17/06 – Viagem à Itália – Roberto Rossellini (1954), 85 Min.

24/06 – A Máquina de Matar Pessoas Más – Roberto Rossellini (1952), 80 Min.

  • Julho

01/07 – O Amor – Roberto Rossellini (1948), 79 Min.

08/07  -Fantozzi – Luciano Salce (1975), 108 Min.

15/07 – E La Nave Va – Federico Fellini (1983), 132 Min.

22/07 – Ginger e Fred – Federico Fellini (1986), 125 Min.

29/07 – A Voz da Lua – Federico Fellini (1990), 120 Min.

  • Agosto

05/08 – O Homem das Estrelas – Giuseppe Tornatore (1995), 113 Min.

12/08 – Confissões de Um Comissário de Policia Ao Procurador da República – Damiano Damiani (1971), 101 Min.

19/08 – Por Amor ou por Vingança – Damiano Damiani (1970), 108 Min.

26/08 – Pasqualino Sete Belezas – Lina Wertmüller (1975), 116 Min.

02/09 – A Pequena Orfã – Lina Wertmüller (2001), 125 Min.

  • Setembro

09/09 – Sábado, Domingo e Segunda – Lina Wertmüller (1990), 119 Min.

16/09 – Eu Não Tenho Medo – Gabriele Salvatores (2003), 108 Min.

23/09 – Confusões à Italiana – Pietro Germi (1966), 118 Min.

30/09 – O Homem de Palha – Pietro Germi (1958), 108 Min.

  • Outubro

07/10 Ciúme – Pietro Germi (1953), 86 Min.

14/10 a Lenda do Santo Beberrão – Ermanno Olmi (1988), 128 Min.

21/10 o Tempo Parou – Ermanno Olmi (1959), 83 Min.

28/10 os Campos Voltarão – Ermanno Olmi (2014), 80 Min.

  • Novembro

04/11 – Miséria e Nobreza – Mario Mattoli (1954), 94 Min.

11/11 – Cristo Parou Em Éboli – Francesco Rosi (1979), 150 Min.

18/11 – Três Irmãos – Francesco Rosi (1981), 113 Min.

25/11 – Vagas Estrelas da Ursa – Luchino Visconti (1965), 105 Min.

  • Dezembro

02/12 – Belíssima – Luchino Visconti (1951), 114 Min.

As sinopses dos filmes podem ser conferidas no site da UMES, aqui.

1
Ópera do Arame: símbolo emblemático de Curitiba
Entre lagos, vegetação típica e cascatas, numa paisagem singular, está a Ópera do Arame. Colaí que eu vou te contar porque …
2
Cisne Branco: Espaço cultural flutuante em Porto Alegre
Verdadeiro ícone de Porto Alegre, o barco Cisne Branco é referência quando se fala de rolê flutuante! Colaí pra navegar nessas …
3
As obras de Niemeyer espalhadas por BH
Você sabia que há várias obras de Niemeyer espalhadas por BH? Colaí que eu vou mostrar pra você!
4
Poço da Panela: um roteiro imperdível e relax no Recife
Pensando em roteiros diferentes e alternativos para curtir o Recife? Que tal conhecer o histórico bairro do Poço da Panela? …
5
O melhor acarajé de BH é na Feira Hippie
A Feira Hippie é a maior feira da América Latina! Lá você encontra de tudo, inclusive, o melhor acarajé de …
6
Um pulo na ponta do Humaitá e no Forte de Monte Serrat, em Salvador
Um dos lugares mais charmosos de Salvador, com privilegiada vista da Baía de Todos os Santos e um pôr de …
7
Teatro Oficina Uzyna Uzona: patrimônio vivo em SP
Que tal conhecer o grupo de teatro mais antigo e em atividade do Brasil? Sessentona, a Companhia Teatro Oficina Uzyna Uzona …
8
Confeitaria Colombo: gastronomia certa no Rio de Janeiro
Um combo perfeito de arquitetura, decoração e gastronomia, tem um nome: Confeitaria Colombo. Colaí que vamos te mostrar este rolé inesquecível!