Últimas notícias:

Loading...

CCBB SP celebra o cinema português com mostra inédita 🎬

Evento "De Portugal Para o Mundo" acontece presencialmente e de graça, com 28 filmes, debates e bate-papos

Por: Redação

Até 09 de agosto de 2021

Segunda - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo

De quarta a segunda, das 9h às 18h (confira o horário de cada filme)

O CCBB São Paulo recebe, de 14 de julho a 9 de agosto, a mostra de cinema português “De Portugal Para o Mundo”. Na programação estão 28 filmes, entre longas e curtas-metragens, de aclamados cineastas lusitanos, como Pedro Costa, Miguel Gomes, Salomé Lamas, e  Rita Azevedo Gomes… E é de graça!

O estranho caso de Abgélica, cinema português
Crédito: Reprodução/ O Estranho Caso de Angélica“O estranho caso de Angélica” (2010), de Manoel de Oliveira, é um dos destaques da programação

A mostra abre com o inédito “Vitalina Varela”, de Pedro Costa. Premiado internacionalmente, o filme faz sua estreia na capital paulista. A curadoria selecionou longas premiados e de sucesso no exterior, como “A Portuguesa” (2019), de Rita Azevedo Gomes; “Tabu” (2012), de Miguel Gomes; “O estranho caso de Angélica” (2010), de Manoel de Oliveira, entre outros.

Com curadoria de Pedro Henrique Ferreira, o evento inclui debates com especialistas e bate-papos com diretores. A programação completa está disponível no Instagram @ccbbsp, no Facebook @ccbbsp e neste link. Embora a entrada seja gratuita, é obrigatório reservar ingressos por este site.

O longa “Vitalina Varela” (2019), de Pedro Costa, conta a história da cabo-verdiana Vitalina Varela, de 55 anos, que chega a Portugal três dias depois do funeral do marido. Há mais de 25 anos que Vitalina esperava o seu bilhete de avião e agora se depara com uma pátria diferente da idealizada.

Rita Azevedo Gomes dirigiu o filme “A Portuguesa” (2019). O drama histórico acompanha a disputa dos von Ketten pelo domínio do Principado Episcopal de Trento, no norte de Itália. O senhor von Ketten viaja para Portugal em busca de uma esposa. Após o casamento, o jovem casal regressa à Itália, mas logo o marido é chamado para uma guerra.

O filme “O estranho caso de Angélica” (2010), de Manoel de Oliveira, se passa na Portugal da década de 1950. O fotógrafo Isaac viaja à região do Douro para documentar antigos métodos de trabalho nas vinhas. Hospedado em uma pequena pensão, ele é acordado subitamente à noite para fotografar o corpo de Angélica, uma moça que acabara de falecer.

Manoel de Oliveira é um cineasta mundialmente aclamado por seu trabalho. Em 2001, Oliveira se tornou o diretor de cinema mais velho em atividade, posto que manteve até falecer, em 2015, aos 106 anos.

Em “Tabu” (2012), de Miguel Gomes, a personagem Aurora é uma idosa temperamental que divide o andar de um prédio em Lisboa com sua empregada cabo-verdiana e uma vizinha dedicada a causas sociais.

Com o falecimento de Aurora, as outras duas conhecem um oculto episódio do seu passado: uma história de amor, crime e aventuras na África. Essa lembrança conta também o início do fim do império português no continente africano.

São demais esses filmes, não? E ainda tem muito mais! Fique ligado(a) no site para reservar os ingressos e não perder nada desse super evento de cinema português.


#DicaCatraca: sempre lembre de usar a máscara de proteção, andar com álcool em gel e sair de casa somente se necessário! Caso pertença ao grupo de risco ou conviva com alguém que precise de maiores cuidados, evite passeios presenciais. A situação é séria! Vamos nos cuidar para sair desta pandemia o mais rápido possível. Combinado? ❤


O CCBB SP está adaptado às novas medidas de segurança sanitária. No cinema, a capacidade foi reduzida para 50%, com higienização completa antes de cada apresentação/sessão, além do distanciamento de dois metros entre as poltronas.

Quer outras dicas de programinhas culturais para fazer com segurança em SP? Então, veja: