Mostra de Djanira da Motta e Silva abre ciclo feminista do MASP

Em 2019, programação do Masp será pautada pelo ciclo "Histórias das Mulheres, Histórias Feministas"
Até
19
de maio 2019
Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo
Quarta a domingo, das 10h às 18h
Terças, das 10h às 20h - com entrada gratuita

Museu

site: www.masp.art.br

email: atendimento@masp.art.br

telefone: (11) 3149-5959

Em 2019, MASP tem como eixo temático "histórias das mulheres, histórias feministas"

Pautado pelo eixo temático “Histórias das mulheres, histórias feministas”, o MASP abre seu calendário de exposições de 2019, com a mostra “Djanira: a memória de seu povo”, que busca revisitar e reposicionar o trabalho de Djanira da Motta e Silva (1914-1979) no cenário artístico brasileiro.

fachada do masp
Crédito: Eduardo Ortega - divulgaçãoEm 2019, programação do MASP será pautada pelo ciclo “Histórias das Mulheres, Histórias Feministas”

Autodidata, a artista surgiu e se relacionou com a segunda fase do modernismo no Brasil, quando o diálogo com as vanguardas europeias já não é uma questão tão importante e o interesse dos artistas se volta para a transposição de suas experiências para as suas obras.

Djanira foi – e é – uma das maiores artistas brasileiras, com carreira internacional e reconhecimento da crítica ainda em vida. Essa é a maior exposição monográfica dedicada à artista em 40 anos com cerca de 70 obras e curadoria de Isabella Rjeille e Rodrigo Moura.

O foco da exposição é sobre a busca da artista por uma pintura nativista e os temas da cultura popular aos quais se dedicou ao longo de toda a sua carreira – e onde reside sua contribuição mais original para o modernismo brasileiro.

De origem social trabalhadora, Djanira retratou suas vivências e seu entorno social, pintando amigos e vizinhos, operários e trabalhadores rurais, paisagens do interior e manifestações sociais, culturais e espirituais, como religiões afro-brasileiras, populações indígenas e danças folclóricas.

Quadro "Vendedora de Flores" (1947), de Djanira Motta e Silva
Crédito: Eduardo OrtegaQuadro “Vendedora de Flores” (1947), de Djanira Motta e Silva; exposição sobre a artista abre ciclo feminista no MASP

“Djanira: a memória de seu povo” é organizada cronologicamente e em torno de núcleos que surgiram ao longo dos seus anos de viagens e pesquisas, a mostra abrange quatro décadas da produção de Djanira, possibilitando tanto uma análise ampla de sua trajetória como das mudanças de linguagem pelas quais passou ao longo da carreira.

A exposição fica em cartaz no segundo subsolo do museu de 1º de março a 19 de maio, de quarta a domingo, das 10h às 18h; e às terças, das 10h às 20h. Os ingressos custam até R$ 40, exceto às terças, quando a entrada no MASP é gratuita.

Compartilhe:

Autor: Por: Redação
1 / 8
1
01:26
Sandy & Júnior: já comprou o seu ingresso?
Sandy & Júnior estarão juntos no palco mais uma vez. A dupla queridinha da década de 90 vai fazer uma turnê …
2
02:32
Casa de Pedra é o lugar para você praticar escalada em SP
São Paulo é um grande mar de opções para quem quer se divertir, inclusive praticando esportes radicais sem precisar sair …
3
01:43
Carburadores, o paraíso da carne defumada em SP
O Carburadores é aquele típico restaurante sem mimimi, com ambiente rock´n roll, menu enxuto de sanduíches, entradas e pratos principais …
4
02:59
Exposição Mickey 90 Anos
Oh boy! Há 90 anos nascia o personagem mais famoso do mundo: Mickey! E para celebrar seu nonagésimo aniversário, São Paulo …
5
02:03
Conheça a Chácara Turma da Mônica
A Chácara Turma da Mônica, em Pinheiros, é o primeiro restaurante da turminha do Maurício de Sousa. O lugar …
6
02:16
Já imaginou fazer rapel no prédio mais icônico do centro de SP?
Já imaginou fazer rapel em um dos prédios mais icônicos e altos do centro de São Paulo? Foi exatamente isso …
7
02:26
Conheça o tobogã de capsula mais alto do mundo
Já imaginou despencar a mais de 100 km/h, simulando uma queda livre a 40 metros de altura? É justamente essa …
8
02:29
Uma hamburgueria digna do universo de Harry Potter
O Colaí visitou o Vassoura Quebrada, uma hamburgueria em São Paulo que poderia fazer parte do universo de Harry Potter.