Imagem do Topo

Mostra de teatro tem versão feminina para filme de Tarantino

Com ingressos no esquema "pague quanto puder", mostra de teatro jovem aborda o feminino, violência, jogos de poder e preconceito

Por: Redação | Comunicar erro
Nos dias
15/06 - 16/06
17/06 - 22/06
2019
Das 16h às 21h

Já imaginou se o filme “Cães de Aluguel”, de Quentin Tarantino, fosse protagonizado por mulheres? E se a história do livro “O Cortiço”, de Aluísio Azevedo, fosse contada pela ex-escrava Bertoleza? Essas e outras narrativas estão presentes na primeira edição da Vamo que Vamo – Mostra de Teatro Jovem, que acontece no Teatro COMMUNE nos dias 15, 16, 17 e 22 de junho.

Foto do espetáculo Agreste
Crédito: Vanessa Garcia - DivulgaçãoEspetáculo "Agreste" integra a primeira edição da Vamo que Vamo - Mostra de Teatro Jovem
Foto do espetáculo
Crédito: Diego Trevison - DivulgaçãoEspetáculo "Bertoleza" integra a primeira edição da Vamo que Vamo - Mostra de Teatro Jovem
Foto do espetáculo
Crédito: Daniele Feltrin e Juliana EscorelEspetáculo "Cadelas" integra a primeira edição da Vamo que Vamo - Mostra de Teatro Jovem
Foto do espetáculo
Crédito: Brendo Trolesi - DivulgaçãoEspetáculo "Contra: Ensaios Para Uma Indignação Seletiva" integra a primeira edição da Vamo que Vamo - Mostra de Teatro Jovem
Foto do espetáculo
Crédito: LZ Motta - DivulgaçãoEspetáculo "O Inspetor Geral" integra a primeira edição da Vamo que Vamo - Mostra de Teatro Jovem
Espetáculo
Crédito: Caroline Ayumi - DivulgaçãoEspetáculo "O Último Beijo" integra a primeira edição da Vamo que Vamo - Mostra de Teatro Jovem

Com ingressos no esquema “pague quanto puder”, a iniciativa foi inspirada no festival argentino Vamos que Venimos. Com curadoria de Tatiana Teixeira e Anderval Areias, serão apresentados sete espetáculos que abordam temas como feminino, preconceito, jogos de poder e violência. Além disso, no dia 17 de junho, às 20h, acontece um debate sobre teatro jovem em que os integrantes de todos os grupos estarão presentes.

Girl Power

Cada coletivo trouxe sua personalidade para o evento. A Companhia da Bandaparte fez uma releitura feminina do filme “Cães de Aluguel”, do Tarantino. Partindo de um assalto a uma joalheria que deu errado, o espetáculo “Cadelas”  fala da perda do feminino nos seres humanos em detrimento de uma eficácia de vida, do acúmulo e de um modo de viver que só valoriza o que é sistemático, a capitalização da vida e a manutenção dessa intolerância ao diferente. Ficou curioso? A apresentação acontece no dia 15 de junho, às 18h30.

Ainda na pegada girl power, a Gargarejo Cia. Teatral resolveu contar a história de “O Cortiço”, de Aluísio Azevedo, de uma maneira diferente. O espectador conhece mais a fundo a personagem Bertoleza, a ex-escrava que morava com João Romão. O espetáculo “Bertoleza – Uma Tragédia Musicada” retrata as mulheres que, ainda hoje, são esmagadas pelas questões estruturais de uma sociedade moldada em conceitos patriarcais e racistas. A apresentação acontece no dia 16 de junho, às 21h.

Intolerância, preconceito e corrupção

A Vamo que Vamo também abriu espaço para uma nova montagem da premiada peça “Agreste”, escrita por Newton Moreno. O espetáculo conta a história de um amor que desafia as estruturas do tempo, florescendo na terra mais árida e seca do sertão brasileiro. Trata-se de uma narrativa  que explora questões tabu na sociedade brasileira, em um momento crucial para a discussão dos preconceitos enraizados no Brasil e da violência crescente causada pela intolerância. A apresentação acontece no dia 15 de junho, às 21h.

Para quem ama musicais, a Cia Janiru fez uma versão musical para o clássico “O Inspetor Geral”, do Gógol. Em uma aldeia do interior da Rússia, administrada por políticos incompetentes e corruptos, corre a notícia de que um inspetor está para chegar, a fim de instaurar uma sindicância. Surge um forasteiro que, confundido com o visitante, passa a se aproveitar da situação. A apresentação acontece no dia 16 de junho, às 18h30.

Para refletir sobre a realidade sombria, a GiraCena montou o espetáculo “Contra: Ensaios Para Uma Indignação Seletiva”. Escrita por Esteve Soler, Ivam Cabral e Rodolfo Garcia Vazquez, a peça oferece pílulas góticas preenchidas com ácido sulfúrico. O público é confrontado com questões que talvez não saiba responder ou cujas respostas não gosta. A apresentação encerra a mostra no dia 22 de junho, às 21h.

Encontros inesperados e paixão juvenil

Em “O Último Beijo”, dirigido por Richard Ventura, o espectador conhece  dois jovens que se encontram em uma situação de extrema urgência. O ambiente é o topo de um edifício na cidade de São Paulo, um local hostil, mas também de reciprocidade imediata. O espetáculo discute as relações humanas, a família e a vida. A apresentação acontece no dia 22 de junho, às 18h30.

Por fim, no dia 15 de junho, às 16h, tem a leitura encenada de “Todas As Pétalas Que Chorei Por Você”, primeiro texto de Thereza Andrade. É um tratado sobre o amor e a paixão juvenil, a partir do olhar de três jovens garotas, que aguardam o trem. Temas como relacionamentos, o amor e os envolvimentos que a vida proporciona são apresentados com um olhar delicado, profundo e bem humorado.

Temos outra dica de teatro pra você: