Imagem do Topo

Mostra GRATUITA reúne filmes de cineastas latino-americanas

Sesc Vila Mariana exibe oito longas de temas como conflitos familiares, gênero, sexualidade, racismo, preconceito, violência e desigualdade social

Por: Redação Comunicar erro

Representatividade importa! Por isso, entre 8 de agosto e 26 de setembro, o Sesc Vila Mariana, na zona sul de São Paulo, promove a mostra Mulheres Cineastas Latino-Americanas. Todas as quartas, às 20h, tem exibição gratuita de longas produzidos na Venezuela, na Argentina, no Uruguai, no Peru e no Brasil.

Foto do filme
Crédito: DivulgaçãoFilme "Pelo Malo" é exibido no dia 8 de agosto, às 20h
Foto do filme
Crédito: DivulgaçãoFilme "Postais de Leningrado" é exibido no dia 15 de agosto, às 20h
Foto do filme
Crédito: DivulgaçãoFilme "Praça Paris" é exibido no dia 22 de agosto, às 20h
Foto do filme
Crédito: DivulgaçãoFilme "Zama" é exibido no dia 29 de agosto, às 20h
Foto do filme
Crédito: DivulgaçãoFilme "Tanta Água" é exibido no dia 5 de setembro, às 20h
Foto do filme
Crédito: Divulgação Filme "Casadentro" é exibido no dia 12 de setembro, às 20h
Foto do filme
Crédito: DivulgaçãoFilme "Pela Janela" é exibido no dia 19 de setembro, às 20h
Foto do filme
Crédito: DivulgaçãpFilme "Baronesa" é exibido no dia 26 de setembro, às 20h

Os filmes exploram diversos temas, como conflitos e dramas familiares, gênero, sexualidade, racismo, preconceito, violência e desigualdade social. No dia 8, às 21h30, tem um bate-papo com a cineasta venezuelana Mariana Rondón.

Para quem quer ampliar os conhecimentos no tema, a professora e pesquisadora de cinema, Daniela Gillone, ministra o curso gratuito “Mulheres no Cinema Latino-Americano”, as terças e quintas às 19h30.

Um dos destaques da programação é o longa “Pelo Malo” (2013), de Mariana Rondón, uma premiada cineasta venezuelana. Na história, Junior (Samuel Lange Zambrano), um menino de nove anos, sonha em alisar o cabelo para ficar mais parecido com sua imagem fantasiosa de um cantor de cabelos compridos. Sua mãe Marta (Samantha Castillo) luta para sustentar a família após a morte do marido e, ao mesmo tempo, tenta evitar o jeito diferente do filho.

O novo filme de Lucrecia Martel também está na lista de exibições. “Zama” (2017) se passa no fim do século 18. Don Diego de Zama, interpretado por Daniel Gimenez Cacho, é um oficial da Coroa Espanhola que deseja partir para Buenos Aires. Após aguardar por muito tempo uma carta do rei com sua transferência, desiste de esperar e junta-se a um grupo de soldados à caça de um perigoso bandido.

Um dos representantes brasileiros na seleção é “Baronesa” (2017), de Juliana Antunes. O documentário retrata o cotidiano de duas vizinhas que moram na periferia de Belo Horizonte. De um lado, Andreia começa a construir sua casa para se mudar. Do outro, Leid e os filhos estão à espera do marido, que está preso. Em comum, a necessidade de se desviar dos perigos da guerra do tráfico.

Confira a programação completa no site.