Museu Afro Brasil promove exposição ‘O Negro no Futebol Brasileiro’

Por: Catraca Livre

No ano em que comemora seus dez anos, o Museu Afro Brasil, instituição da Secretaria de Cultura do Estado, apresenta a exposição “O Negro no Futebol Brasileiro – A arte e os artistas (Homenagem a Mário Filho)”.  Com entrada Catraca Livre, a mostra fica em cartaz de 14 de junho a 10 de agosto.

A mostra destaca a presença de jogadores negros na história do futebol no Brasil, país-sede da Copa, e sua importância na construção da identidade nacional. Reconhece-se a importância e a força desse fenômeno social, fartamente documentado pela imprensa.

Durante a realização da Copa no Brasil, o Museu Afro Brasil homenageará marcantes jogadores do passado, cujas biografias dialogarão com diversas linguagens artísticas, como a música, o cinema e as artes visuais. Entre os homenageados, o célebre Arthur Friedenreich, autor do gol do primeiro título do nosso escrete, no Sul-Americano de 1919; Pelé, o Rei do Futebol; e outros heróis das cinco conquistas mundiais (1958, 1962, 1970, 1994 e 2002).

Crédito: Miguel Chaves 

Na exposição de longa duração, o Museu Afro Brasil já celebra a memória de craques afrodescendentes, que fizeram história na Seleção Brasileira e nos mundiais: Pelé, Garrincha, Didi, Djalma Santos, Barbosa, Zizinho e Jairzinho, representados em fotografias, gravuras e esculturas.

A exposição homenageará ainda o jornalista e escritor Mário Filho (1908-1966), autor do clássico “O Negro no Futebol Brasileiro” e grande impulsionador da imprensa esportiva do Rio de Janeiro. Incorporam-se à cenografia as fotos e caricaturas de jogadores e instalações temáticas como a “Stadium”, de autoria do artista plástico Aston, nascido no Benin (esta obra integrará o acervo permanente do museu).

Outro destaque da mostra fica por conta das máscaras votivas, de temáticas futebolísticas, baseadas nos rituais geledés, realizadas pelo também artista beninense Kifouli.