Museu do Amanhã ganha exposição irada com realidade virtual

'RePangeia' promove o 'encontro' de três pessoas em outro espaço-tempo, refletindo sobre a relação entre a humanidade e o planeta

Por: Redação
Até
31
de maio 2019
Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo
Das 10h às 17h

Bora mergulhar na realidade virtual para falar de coisa séria? Lá no Museu do Amanhã está rolando uma exposição maneiríssima, que proporciona uma experiência única. Batizada de “RePangeia”, a mostra reflete sobre a relação entre nós e o planeta num momento em que produzimos e consumimos com a urgência da modernidade.

No Laboratório de Atividades do Amanhã, três pessoas “se encontram” em outro espaço-tempo e são chamadas a ajudar um meio ambiente descontrolado por causa da dissociação entre a humanidade e a natureza.

Exposição no Museu do Amanhã promove experiência em realidade virtual
Crédito: DivulgaçãoNova exposição do Museu do Amanhã une realidade virtual com elementos do tecnoxamanismo

A experiência foi inspirada no tecnoxamanismo, que surge em meio ao movimento software livre para compartilhar perspectivas e visões de comunidades tradicionais – indígenas, quilombolas, ribeirinhos – e movimentos sociais.  É um encontro entre ancestralidade e a técnica, saberes tradicionais e a tecnologia.

Irado, né?! Quem quiser participar, tem até o fim de maio: a exposição fica em cartaz de terça a domingo, das 10h às 18h (última entrada às 17h). Os ingressos custam R$ 20 e R$ 10 (meia), mas às terças, a entrada é 0800 (no Rio, vários museus oferecem gratuidade em um dia da semana!).

Museu do Amanhã: sustentabilidade e convivência

Muita gente não sabe, mas o prédio bonitão da zona portuária é um museu de ciências aplicadas que explora, a partir das perspectivas da sustentabilidade e da convivência, as oportunidades e os desafios que a humanidade terá de enfrentar nas próximas décadas.

Museu do Amanhã
Crédito: @museudoamanha/FacebookMuseu do Amanhã tem como pilares a sustentabilidade e a convivência

O Museu do Amanhã está comprometido com a Agenda 2030 da ONU, que prevê erradicar a pobreza e a fome; proteger o planeta da degradação por meio do consumo e da produção sustentáveis; assegurar vida próspera e realização pessoal através do progresso econômico, social e tecnológico, em harmonia com a natureza; e promover a paz.

1
Bar da Laje: a melhor vista do Rio de Janeiro
Colaí que hoje o passeio é lá no alto! Vamos subir o Morro do Vidigal para conferir tudo sobre o …
2
Ópera do Arame: símbolo emblemático de Curitiba
Entre lagos, vegetação típica e cascatas, numa paisagem singular, está a Ópera do Arame. Colaí que eu vou te contar porque …
3
Cisne Branco: Espaço cultural flutuante em Porto Alegre
Verdadeiro ícone de Porto Alegre, o barco Cisne Branco é referência quando se fala de rolê flutuante! Colaí pra navegar nessas …
4
As obras de Niemeyer espalhadas por BH
Você sabia que há várias obras de Niemeyer espalhadas por BH? Colaí que eu vou mostrar pra você!
5
Poço da Panela: um roteiro imperdível e relax no Recife
Pensando em roteiros diferentes e alternativos para curtir o Recife? Que tal conhecer o histórico bairro do Poço da Panela? …
6
O melhor acarajé de BH é na Feira Hippie
A Feira Hippie é a maior feira da América Latina! Lá você encontra de tudo, inclusive, o melhor acarajé de …
7
Um pulo na ponta do Humaitá e no Forte de Monte Serrat, em Salvador
Um dos lugares mais charmosos de Salvador, com privilegiada vista da Baía de Todos os Santos e um pôr de …
8
Teatro Oficina Uzyna Uzona: patrimônio vivo em SP
Que tal conhecer o grupo de teatro mais antigo e em atividade do Brasil? Sessentona, a Companhia Teatro Oficina Uzyna Uzona …