Música para todos os ouvidos: confira 11 shows para curtir em SP

Do samba ao indie, do jazz ao pop, da música erudita ao rock, a cidade está carregada de sonoridades a cada esquina para todos os tipos de ouvidos. Preparamos uma lista com 11shows para você curtir nas próximas semanas. É só se programar!

  • 30 anos de estrada
    Kiko Zambianchi em “Bem Bacana Demais”

    31 de junho, às 21h
    Teatro Porto Seguro – Al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos
    Ingressos: plateia – R$ 60 (inteira) e R$30 (meia-entrada) | balcão e frisas – R$40 (inteira) e R$20 (meia-entrada)

O cantor Kiko Zambianchi comemora seus 30 anos de carreira no show “Bem Bacana Demais”, que reúne canções como “Primeiros Erros”, “Eu Te Amo Você”, “Luas e Luas”, “Deu na Loka” e “Hey Jude”. Ele sobe ao palco acompanhado por Paulinho Zambianchi (guitarra), Ney Haddad (baixo), Eduardo Escalier (bateria) e André Youssef (teclado).

Ao longo de sua trajetória, o músico de Ribeirão Preto teve suas composições gravadas por grandes artistas como Capital Inicial e Marina Lima. Ele gravou os discos Choque (1985), Quadro Vivo (1986), Kiko Zambianchi (1987), Era das Flores (1989), KZ (1997), Disco Novo (2002) e Acústico Ao Vivo (2013).

O cantor capixaba Silva apresenta aos fãs seu novo disco, “Brasileiro”, em três shows no Sesc Vila Mariana. Em seu novo trabalho, ele explora novos tempos e estéticas musicais nas faixas “Nada Será Mais Como Era Antes”, “A Cor é Rosa”, “Duas da Tarde”, “Caju”, “Fica Tudo Bem”, “Let Me Stay”, entre outras. Ele é acompanhado por Lucas Arruda (baixo, synth e piano) e Hugo Coutinho (bateria e programações).

Ao longo de sua carreira, Silva gravou os discos 2012 (2012), Claridão (2012), Vista Pro Mar (2014), Júpiter (2015) e Silva Canta Marisa (2016).

A Orquestra Jazz Sinfônica comemora o Dia Nacional de Luxemburgo em um concerto no Auditório Simón Bolivar, como parte da programação do festival Experimenta Portugal. Com regência do maestro João Maurício Galindo e participação especial do músico português João Alexandrino, o espetáculo tem composições de Tom Jobim, Milton Nascimento, Ludwig Van Beethoven, Gast Waltzing, além de outras surpresas.

A casa de shows Breve, na Pompeia, promove o encontro entre as bandas independentes Kalouv e Papisa na terceira edição do evento organizado pelo site Monkeybuzz. A instrumental Kalouv apresenta ao público seu disco Elã (2017), composto pelas faixas “Pedra Bruta”, “Moo Moo”, “Hotline Miami”, “Depois do Escuro”, entre outras. Já Papisa toca as faixas de seu EP homônimo, lançado em 2016, com as canções  “Instinto”, “Intuição” e “Delusional”, além do single “Pressão” (2017).

Para abrir a noite, às 22h, o grupo feminino Ladies First homenageia o compositor Burt Bacarach, autor de clássicos como “Close to you”, “I Say a Little Prayer For You” e “The Look of Love”. O grupo, formado por Natalia Mallo (voz), Marcelle Barreto (piano), Angela Coltri (sax e flauta), Eduardo Simões (baixo) e Douglas Las Casas (bateria), ainda interpreta temas clássicos brasileiros.

Diego Morais apresenta, a partir das 23h59, o disco #ÉqueeuandodeÔnibus, que traz canções como “Suíte-Sem-Hidro”, “A Última”, “Quem Dera”, “Desmanche” e “Bicho Mandado”. Para acompanhá-lo, sobem ao palco Bianca Godoi (bateria), Cisco Vasques (guitarra), Edu Capello (teclado) Wellington Viana (sax) e Fernando Mumu (trombone).

Original do bairro do Morro Grande, na zona norte, o grupo Samba do Congo organiza uma roda de samba no piso térreo IMS para mostrar ao público as faixas do disco Nossa quebrada (2016), com uma mistura do samba com outras sonoridades, como rap e samba rock.

A banda é formada por Fernando Ripol (cavaco), Alexandre Mandinho (pandeiro), Marcio Bonfim (rebolo), Gordo Ferreira (surdo), Ricky Zuchette (percussão geral), Nado Vila Maria (percussão geral), Cassia Azevedo (clarinete), Ricardo Santos (violão), Vitinho da Cuíca (cuíca), Lu Poesia (coral / ganzá), Giovanna Fernanda (coral / ganzá) e Laura Guellere (coral / ganzá).

O trio André Mehmari (piano), Neymar Dias (contrabaixo) e Sérgio Reze (bateria) interpreta clássicos do jazz e da música brasileira com virtuosismo e lirismo. Considerado um dos grandes pianistas da atualidade, Mehmari já se apresentou com feras como Milton Nascimento, Toninho Horta, Mônica Salmaso, Hamilton de Holanda e Flávio Venturini.

A cantora, compositora e percussionista Alessandra Leão despede-se da trilogia “Língua”, formada pelos EPs Pedra de Sal (2014), Aço (2015) e Língua (2015), antes de lançar novos trabalhos. Para marcar essa despedida, ela realiza uma série de shows que começam no 21 de junho. Além disso, em parceria com a artista visual Vânia Medeiros e com o cineasta Luan Cardoso, ela produziu uma série de 16 lyric vídeos que serão lançados durante essas apresentações.

A banda que acompanhará a cantora é formada por Caçapa (guitarra), Rafa Barreto (guitarra), Aimê Uehara (baixo), Gustavo Souza (bateria) e Mestre Nico (percussão).

A cantora Letrux comemora o aniversário de um ano de lançamento de seu primeiro single “Coisa Banho de Mar” com um show no Cine Joia. O repertório conta com as faixas do primeiro trabalho da artista, o disco “Letrux em Noite de Climão”,  como “Vai Render”, “Ninguém Perguntou por Você”, “Que Estrago”, “Puro Disfarce”, entre outros. A apresentação tem participação especial da cantora Luedji Luna. Além do show, a noite conta a discotecagem do DJ Alexandre Matias (Noites de Trabalho Sujo) e de Leandro Pardí (Pardieiro).

Além de curtir um bom som você gosta de tocar? Então, você precisa conhecer o projeto Sarau dAs Mina Tudo, organizado pela casa JazzB. As cantoras, instrumentistas ou bandas que quiserem se apresentar no evento devem mandar foto, mini release e formação para sarauasminatudo@gmail.com. A ideia do projeto é criar um espaço para conhecer novos talentos femininos na música. A programação é divulgada alguns dias antes no evento no Facebook.

A banda paulistana Èkó Afrobeat interpreta as canções do disco homônimo, o seu primeiro trabalho. Com participação especial da cantora Izzy Gordon, o show tem canções como “Kalakuti”, “Reyes” e “Enemy”, além de releituras de “Jeun Ko Ku (Choop and Quench)”, do nigeriano Fela Kuti, e “Victory”, do ganês Ebo Taylor, dois dos maiores expoentes do afrobeat.

A convidada canta “A Carne”, imortalizada por Elza Soares, e “Macô”, de Chico Science & Nação Zumbi, entre outras.

  • Quer ainda mais shows? Deixa conosco:

Compartilhe:

1 / 8
1
01:26
Sandy & Júnior: já comprou o seu ingresso?
Sandy & Júnior estarão juntos no palco mais uma vez. A dupla queridinha da década de 90 vai fazer uma turnê …
2
02:32
Casa de Pedra é o lugar para você praticar escalada em SP
São Paulo é um grande mar de opções para quem quer se divertir, inclusive praticando esportes radicais sem precisar sair …
3
01:43
Carburadores, o paraíso da carne defumada em SP
O Carburadores é aquele típico restaurante sem mimimi, com ambiente rock´n roll, menu enxuto de sanduíches, entradas e pratos principais …
4
02:59
Exposição Mickey 90 Anos
Oh boy! Há 90 anos nascia o personagem mais famoso do mundo: Mickey! E para celebrar seu nonagésimo aniversário, São Paulo …
5
02:03
Conheça a Chácara Turma da Mônica
A Chácara Turma da Mônica, em Pinheiros, é o primeiro restaurante da turminha do Maurício de Sousa. O lugar …
6
02:16
Já imaginou fazer rapel no prédio mais icônico do centro de SP?
Já imaginou fazer rapel em um dos prédios mais icônicos e altos do centro de São Paulo? Foi exatamente isso …
7
02:26
Conheça o tobogã de capsula mais alto do mundo
Já imaginou despencar a mais de 100 km/h, simulando uma queda livre a 40 metros de altura? É justamente essa …
8
02:29
Uma hamburgueria digna do universo de Harry Potter
O Colaí visitou o Vassoura Quebrada, uma hamburgueria em São Paulo que poderia fazer parte do universo de Harry Potter.