Últimas notícias:

Loading...
EM ALTA

‘Cabaret dos Bichos’ transforma clássico de George Orwell em musical

Com direção de Zé Henrique de Paula, espetáculo se inspira no cabaré alemão e na metalinguagem para adaptar um dos livros mais importantes do século 20!

Por: Redação

Até 05 de novembro de 2021

Todos os dias

Às 19h

Recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência não informados pelo próprio organizador do evento

Recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência não informados pelo próprio organizador do evento

Recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência não informados pelo próprio organizador do evento

Considerada uma das obras literárias mais importantes do século 20, a distopia “A Revolução dos Bichos”, do escritor e jornalista inglês George Orwell (1903-1950), ganha uma versão musical. Trata-se do espetáculo “Cabaret dos Bichos”, do Núcleo Experimental, que é transmitido online entre os dias 1º de outubro e 5 de novembro. E o melhor: é grátis!

Publicada em 1945, a obra de Orwell é uma fábula sobre as relações de poder na sociedade, uma alegoria para fraqueza e ambição humanas, que acabam sabotando qualquer tentativa de um projeto sociopolítico menos desigual.

Cabaret dos Bichos
Crédito: Laerte Késsimos - divulgação - Pombo Correio Assessoria de Imprensa“Cabaret dos Bichos” transporta a obra de George Orwell para um cabaré

Na trama, os animais de uma fazenda, cansados de serem explorados pelos humanos, tomam para si a propriedade. Entretanto, a sociedade ideal que parecia surgir entre os bichos se mostra tão exploratória quanto a anterior.

O livro é um dos mais importantes da literatura do século 20, e, de tempos em tempos, volta a aparecer na lista de mais vendidos, além de ser leitura recomendada em colégios e universidades.

Crédito: Laerte Késsimos - divulgação - Pombo Correio Assessoria de ImprensaO musical tem influência das obras de Bertolt Brecht e Kurt Weil

Com direção de Zé Henrique de Paula e músicas originais de Fernanda Maia, “Cabaret dos Bichos” reconta essa fábula por meio da estética dos cabarés alemães. Oito personagens habitam uma casa de shows decadente, e narram como a Granja do Solar passou a ser a Granja dos Bichos, e como o governo do porco Napoleão transformou a vida de todos os animais do lugar.

A encenação tem forte influência dos trabalhos de Bertold Brecht e Kurt Weill, autores de clássicos do teatro alemão, como “A Ópera dos Três Vinténs”. Além das sonoridades dos cabarés dos anos 1920 e 1930, o espetáculo tem como referência as músicas irlandesa e britânica, em homenagem às origens do autor.

O musical também é cheio de referências históricas e literárias, que se relacionam com a vida e obra de George Wells, ampliando e recontextualizando a discussão do original.

Cabaret dos Bichos
Crédito: Laerte Késsimos - divulgação - Pombo Correio Assessoria de ImprensaA obra de George Orwell é uma alegoria para a ganância humana e as relações de poder

O elenco conta com Dan Cabral, Luci Salutes, Felipe Assis Brasil, Fernando Lourenção, Flavio Bregantin, Mari Rosinski, Pedro Silveira e Yasmin Calbo. Já a orquestra é formada por Fernanda Maia (piano), João Baracho (acordeom), Clara Bastos (baixo), Priscila Brigante (bateria) e Felipe Parisi (cello).

Ficou a fim de assistir? Então, programe-se: “Cabaret dos Bichos” tem sessões diárias de 1º de outubro a 5 de novembro, sempre às 19h, no YouTube do Núcleo Experimental.

Depois dessas datas, estão previstas apresentações nos dias 12, 13 e 14 de novembro, pelas redes do Teatro Arthur Azevedo, e nos dias 19, 20 e 21 nos canais do Teatro João Caetano. Em ambas as páginas, as transmissões acontecem nas sextas e sábados, às 21h, e domingos, às 19h.

Tem outros rolês incríveis na nossa Agenda:

Compartilhe: