‘Navalha na Carne’ é remontada em homenagem a Tônia Carrero

Atriz morreu em março aos 96 anos e participou da primeira montagem carioca do texto, em 1967; a neta dela, Luisa Thiré, está no novo elenco

Por: SP Escola de Teatro Comunicar erro
Até
30
de setembro 2018
Domingo - Sexta - Sábado
Sextas e sábados, às 21h; domingos, às 18h

A data de estreia de Navalha na Carne no Sesc Bom Retiro não é no dia 23 de agosto por acaso. A atriz Tônia Carrero, que participou da emblemática montagem carioca de 1967, completaria 96 anos nesta quinta-feira. A nova produção surgiu como uma homenagem de sua neta, a atriz Luisa Thiré. Tônia morreu em março deste ano.

Em cartaz até 30 de setembro, Navalha na Carne tem direção de Gustavo Wabner. O espetáculo tem sessões às sextas e sábados, às 21h; e domingos, às 18h. Os ingressos custam R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada).

Crédito: DivulgaçãoRanieri Gonzalez. Luisa Thiré e Alex Nader em ‘Navalha na Carne’

Na nova montagem da peça, Luisa Thiré interpreta a prostituta Neusa Sueli, mesmo papel que deu destaque a Tônia Carrero 50 anos atrás. Chegando a ser proibido pela censura da ditadura militar na época em que foi escrito, o texto de Plínio Marcos tornou-se um dos mais populares e importantes da dramaturgia brasileira.

A trama tem início com o sumiço de um dinheiro que Neusa havia deixado no criado-mudo de um motel barato para Vado (Alex Nader), seu cafetão. Os dois entram em uma briga que atravessa a madrugada e que se complica ainda mais quando Veludo (Ranieri Gonzalez), um faxineiro gay, entra na história.

Com o texto, Plínio Marcos levanta questões sobre a violência nas relações humanas. Mesmo considerados a escória da sociedade, os três personagens tentam o tempo inteiro se mostrar superiores uns aos outros. A disputa vai da chantagem emocional à força física, revelando pessoas muito mais complexas do que elas deixavam transparecer.

Informações complementares:
Duração: 75 minutos
Classificação indicativa: 16 anos