Nova exposição na Japan House celebra a pulsante Tóquio

Exposição "Dimensão", na Japan House, é inspirada pela cena jovem e pulsante da cidade de Tóquio
Até
06
de janeiro 2019
Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo
De terça a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 10h às 18h

Centro cultural

Produtora THE FORCE traz o duo Nonotak Studio para o Brasil com suas instalações de arte imersiva e esculturas de LED

Quem adora a pulsante Tóquio, no Japão, não pode perder a nova exposição da Japan House São Paulo. Até o dia 6 de janeiro de 2019, quem for ao centro cultural encontra as instalações imersivas e as obras cinéticas e luminosas da mostra “Dimensão”. E a entrada é gratuita!

Exposição
Crédito: Divulgação - Japan HouseExposição "Dimensão", na Japan House, é inspirada pela cena jovem e pulsante da cidade de Tóquio
Exposição
Crédito: Divulgação - Japan HouseExposição "Dimensão", na Japan House, é inspirada pela cena jovem e pulsante da cidade de Tóquio
Exposição
Crédito: Divulgação - Japan HouseExposição "Dimensão", na Japan House, é inspirada pela cena jovem e pulsante da cidade de Tóquio
Exposição
Crédito: Divulgação - Japan HouseExposição "Dimensão", na Japan House, é inspirada pela cena jovem e pulsante da cidade de Tóquio

A produtora THE FORCE, que une arte e tecnologia, trouxe para o Brasil os trabalhos do Nonotak Studio, coletivo formado pelo músico japonês Takami Nakamoto e a ilustradora Noemi Schipfer. A ideia é  subverter as noções de tecnologia e arquitetura utilizando um viés poético e contemporâneo.

Com obras que alteram a perspectiva espacial do público, a dupla de artistas amplia as fronteiras entre artes visuais, arquitetura, música e performance. Um dos destaques da mostra é a premiada instalação audiovisual “Daydream”, composta por raios de luz usados para gerar espaços abstratos, ao mesmo tempo em que o som cria ecos do espaço virtual. O resultado é a sensação de sonhar acordado.

Já em “Zero Point Two”, raios de luz são transmitidos aleatoriamente em cabos de fibra óptica e desenvolvem-se em infinitas formas geométricas. Entre a criação de um losango ou um círculo, o público observa a rapidez de transformação em um espaço, que traz a ilusão de ilimitado.

Por fim, o espaço externo da Japan House é dominado pelas barras de LED da obra “Magnitude” . Os raios de luz formam diferentes desenhos na fachada do edifício.

Compartilhe:

Autor: Por: Redação