Imagem do Topo

Pegue seu desconto para ver ópera internacional no Theatro Municipal

Ópera p r i s m, ganhadora prêmio Pulitzer, mistura teatro, música, dança e muita emoção!

Por: Redação Comunicar erro
Até
14
de setembro 2019
Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo
Dias 4, 5, 7, 10, 11, 13 e 14, às 20h
Domingo, dia 8, às 18h – com audiodescrição

Um espetáculo de tirar o fôlego te aguarda no divino Theatro Municipal de São Paulo, com desconto Catraca Livre: de 4 a 14 de setembro, o cartão-postal da cidade recebe estreia da ópera p r i s m, premiada produção de 2018, que gira em torno de uma história real do abuso sexual e suas consequências, mostrada sob perspectiva feminina.

A trilha sonora fica por conta da Orquestra Sinfônica Municipal, com direção musical e regência de Roberto Minczuk, e participação do Coral Paulistano, dirigido pela maestrina Naomi Munakata. Uma mistura de teatro, música, dança e muita emoção!

No palco, ópera p r i s m é acompanhada pela Orquestra Sinfônica Municipal e pelo Coral Paulistano
Crédito: Noah Stern WeberNo palco, ópera p r i s m é acompanhada pela Orquestra Sinfônica Municipal e pelo Coral Paulistano

E você, leitor(a) da Catraca, pode viver uma experiência única no Municipal! Além de garantir 50% de desconto nos ingressos, é a primeira vez que o Theatro abre seu fosso para que o público assista o espetáculo pela visão das orquestras! Esse combo de surpresas é válido somente para compras online.

Para reservar lugar nessa viagem, basta clicar neste link exclusivo, selecionar a data do espetáculo, escolher entre as opções “CATRACA 50%” ou “CATRACA 50% – visão parcial”, adicionar o código CATRACAMUNICIPAL e clicar na categoria de preferência (platéia, balcão, frisas, galeria ou foyer). Prontinho, agora é só finalizar a compra e curtir o evento!

p r i s m ganhou o Pulitzer na categoria composição musical e o prêmio de melhor ópera inédita de 2018 pelo Music CriticsAssociationof North America
Crédito: Maria Baranovap r i s m ganhou o Pulitzer na categoria composição musical e o prêmio de melhor ópera inédita de 2018 pelo Music CriticsAssociationof North America
p r i s m é uma espécie de parábola que trata de abuso sexual e emocional contra a mulher
Crédito: Maria Baranovap r i s m é uma espécie de parábola que trata de abuso sexual e emocional contra a mulher
ópera p r i s m
Crédito: Noah Stern WeberEm paralelo às apresentações, Theatro promove ciclo de conversassobre os desafiosda mulher no mundo da música e ópera

Resumo da ópera

O espetáculo conta a história da jovem Bibi (a soprano Anna Schubert) e sua mãe, chamada Lumee (a mezzo soprano Rebecca JoLoeb), que vivem juntas e isoladas do mundo, presas em uma espécie de santuário imaculado – o prisma que dá nome à obra. Ambas tentam proteger uma à outra de uma perigosa doença à espreita e que já infectou as pernas de Bibi. Todos os dias, a mãe tenta dar à filha o remédio para tratar a sua doença, mas cada vez que a menina está prestes a tomar a medicação, o lado de fora do prisma irrompe com fúria assustadora.

Uma noite, desesperada por agradar à sua implacável mãe, Bibi tenta tomar todas as doses de uma vez, mas é impedida por uma luz azul tóxica que entra por debaixo da porta, atravessando o santuário. Seduzida por um sinal caleidoscópico, a menina começa a se rebelar contra as ordens de sua mãe.

Ofuscada pelas cores e pelas lembranças de sua vida, que se confrontam com as mais recentes, Bibi precisa escolher entre abandonar a mãe para descobrir a verdade sobre sua condição, ou aceitar as histórias que ela lhe conta e assim suportar a única vida que conhece.

O espetáculo faz parte da programação da temporada lírica do Theatro Municipal de São Paulo
Crédito: Maria BaranovaO espetáculo faz parte da programação da temporada lírica do Theatro Municipal de São Paulo
ópera p r i s m
Crédito: Maria BaranovaO enredo trata de um trauma – decorrente de violência física e psicológica contra a mulher
pr i s m foi desenvolvido por Beth Morrison Projects, LyricTheatre @Illinois/Krannert Center, Arizona StateUniversitySchoolof Music, Trinity Wall Street, e PROTOTYPE Festival
Crédito: Baranovapr i s m foi desenvolvido por Beth Morrison Projects, LyricTheatre @Illinois/Krannert Center, Arizona StateUniversitySchoolof Music, Trinity Wall Street, e PROTOTYPE Festival

p r i s m é a terceira ópera da Temporada Lírica 2019 do Municipal, que já apresentou os clássicos “Rigoletto”, “Verdi”, e a cômica “O Barbeiro de Sevilha”, de Rossini.

Baseado em experiências pessoais das autoras Ellen Reid e Roxie Perkins, o espetáculo já conquistou dois super prêmios: o Pulitzer de música 2019, pela composição de Ellen Reid, e melhor ópera inédita de 2018 pelo MCANA – Music Critics Association of North America.

São Paulo é a terceira cidade do mundo a receber a ópera! p r i s m estreou em novembro de 2018 no Off Grand Opera de Los Angeles, seguindo para o Festival PROTOTYPE, de Nova Iorque, com grande sucesso de crítica.

Um super espetáculo

No palco, as duas protagonistas são acompanhadas por quatro bailarinos, que simbolizam as projeções de Bibi. Além de mãe e filha, os dançarinos são as únicas pessoas capazes de alcançar o interior do santuário. Através deles, Bibi, que não anda, pode voar. Eles a pegam no colo, confortam e acalentam, ao mesmo tempo que provocam na menina uma chuva de memórias.

A ópera tem a participação de 12 vozes do Coro Paulistano e 14 integrantes da OSM, sob direção musical e regência de Roberto Minczuk.

Sério…Que espetáculo!

Anote na agenda

Com direção cênica de James Darrah e produção da Beth Morrison Projects, que representam a vanguarda na direção de trabalhos deste peso, as sessões ocorrem nos dias 5, 7, 10, 11, 13 e 14 de setembro, sempre às 20h, e no dia 8, domingo, às 18h (sessão com audiodescrição).

Nos dias 6 e 7 de setembro, também acontece o ciclo de conversas “Diálogos Prismados: A voz e a arte das mulheres”, com participação de diversas dramaturgas, artistas e outras profissionais que debatem os desafios da mulher no mundo da música e ópera. Com curadoria de Camila Fresca e Marici Salomão, o encontro tem entrada gratuita e ocorre na Sala do Conservatório na Praça das Artes, anexa ao Theatro Municipal.

p r i s m é formado por:

Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo
Coral Paulistano
Direção Musical e Regência – Roberto Minczuk
Regente do Coro – Naomi Munakata

Composição – Ellen Reid
Libreto – Roxie Perkins
Direção – James Darrah
Cenografia – Adam Rigg
Desenho de luz – Pablo Santiago
Figurinos – Molly Irelan
Produzido por Beth Morrison Projects

Intérpretes
Anna Schubert, soprano (Bibi)
Rebecca JoLoeb, mezzo soprano (Lumee)

Theatro Municipal

Theatro Municipal de São Paulo
Crédito: DivulgaçãoAlém de receber grandes nomes mundiais da música e da dança como Enrico Caruso, Maria Callas, Francisco Mignoni, Duke Ellington, Ella Fitzgerald, Isadora Duncan, Nijinsky, Nureyev e Baryshnikov; o Theatro também foi cenário de um dos principais eventos da história das artes no Brasil, a Semana de Arte Moderna

O Theatro Municipal é um dos espaços culturais mais icônicos de SP. Símbolo da era cosmopolita do século 20 e com grandes recursos provenientes da indústria do café, sua arquitetura, inspirada em valores europeus da época, é um espetáculo à parte – e “só” isso já vale uma visita.

E para provar que música clássica também pode ser acessível, o espaço realiza concertos com entrada gratuita ou a preço populares. Olha só a programação de setembro: