Imagem do Topo

Palco Giratório: confira 7 espetáculos inéditos em São Paulo

20 companhias de todo Brasil participam do festival que há 22 anos democratiza o acesso à arte!

Por: Redação | Comunicar erro
Até
31
de agosto 2019
Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo
Confira programação

O Palco Giratório, circuito nacional de artes cênicas do Sesc, chega à sua 22ª edição como uma ação integrada que fomenta a circulação de obras e apresenta um importante panorama cultural da produção em artes cênicas no país.

performance Performance Preta no Brasil: Mapeamento, Escuta e Mediação Crítica da programação do palco giratório
Crédito: Imperatriz Fotos20 companhias de todo o Brasil fazem 40 apresentações em seis unidades do Sesc São Paulo dentro do festival Palco Giratório

Iniciada no último dia 28 de março em Natal (RN), o circuito já passou por Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Brasília, Manaus e, de 2 a 31 de agosto, 20 companhias do Brasil todo sobem aos palcos de seis unidades do Sesc São Paulo: 24 de Maio, Av. Paulista, Belenzinho, Bom Retiro, Parque Dom Pedro II e Santana.

Tema do Palco Giratório

A cada ano, uma curadoria formada por profissionais do Sesc de todo o Brasil aponta pistas, ideias, pensamentos e ações que sugerem questões e tendências latentes no teatro brasileiro. Os desafios apontados em 2019 convocam o público a repensar estratégias nos modos de atuação do circo, dança, teatro e de suas interfaces, para promover ainda mais a existência e a sustentabilidade das artes cênicas.

CENTRO DE MEMÓRIA DO CIRCO: UM LUGAR PARA VIVENCIAR A MAGIA

Um tema que permeia a programação de 2019 como um todo, está relacionado com o conceito de “Lugar de Fala”, trazido por diversos espetáculos do circuito a partir de diferentes óticas: a dos povos indígenas; dos feminismos e dos corpos negros; dos corpos com deficiência.

Espetáculos inéditos

A abertura do Festival, na capital paulista, acontece no dia 2 de agosto, às 21h, no Sesc Bom Retiro, com a montagem “Meu Seridó“, do grupo Casa de Zoé, do Rio Grande do Norte.

Inédito em terras paulistas, o espetáculo teatral proporciona um passeio imaginário pelo sertão do Rio Grande do Norte com muito humor, música e boas doses de reflexão.

Aproveitando o gancho, selecionamos outros seis espetáculos inéditos na capital que fazem parte do Palco Giratório separados pela unidade em que são apresentados:

  • Sesc 24 de Maio
    (R. 24 de Maio, 109)

Voa (Coletivo Antônia – DF)
Gênero: Teatro para bebes
Classificação etária: Livre
Duração: 40 minutos

espetáculo voa que faz parte da programação do palco giratório
Crédito: Guilherme NabucoLivremente inspirado em ‘A menina e o pássaro encantado’, de Rubem Alves, ‘Voa’ percorre o caminho das sutilezas e dos sentidos, tratando de cumplicidade e de saudades, mas principalmente de liberdade

Livremente inspirado em A menina e o pássaro encantado, de Rubem Alves, Voa percorre o caminho das sutilezas e dos sentidos, tratando de cumplicidade e de saudades, mas principalmente de liberdade. As meninas e os pássaros que habitam o conto brincam, no espetáculo, com muitas possíveis relações de amizade, em ambiências que estimulam a interação do bebê com as luzes, os sons, os aromas e a cenografia.

Data: 10/08 (sábado) e 11/08 (domingo), às 15h
Valor: R$17 (inteira) / R$8,50 (meia-entrada)

Naquele Bairro Encantado – Episódio I: Estranhos Visitantes (Teatro Público – MG)
Gênero: Intervenção Cênica
Classificação etária: Livre
Duração: 120 minutos

espetáculo Naquele bairro encantado faz parte da programação do palco giratório
Crédito: NAUM AudiovisualEm ‘Naquele bairro encantado’, o público é convidado a fazer um passeio por um bairro da cidade, onde os personagens realizam ações cotidianas e estabelecem relações com os moradores e transeuntes, despertando memórias e compartilhando lembranças e histórias

Um grupo de velhos mascarados visita um bairro da cidade, povoando o cotidiano com imagens saudosistas do passado. Nesta intervenção cênica, o público é convidado a fazer um passeio por um bairro da cidade, onde os personagens realizam ações cotidianas e estabelecem relações com os moradores e transeuntes, despertando memórias e compartilhando lembranças e histórias.

Datas: 10/08 (sábado) e 11/8 (domingo), às 12h
Valor: Grátis

  • Sesc Avenida Paulista
    (Av. Paulista, 119)

R.A.L.E. (Realidade Apropriada Libera Evidência) – Jessé Batista – AL
Gênero: Dança
Classificação etária: 12 anos
Duração: 35 minutos

espetaculo r.a.l.e que faz parte da programação do palco giratório
Crédito: Edvan Ferreira“R.A.L.E” trata de um corpo aprisionado por um sentido político que desfavorece um terço da imensa população brasileira

Este espetáculo trata de um corpo aprisionado por um sentido político que desfavorece um terço da imensa população brasileira. Não é a questão de permanecer e pertencer àquele lugar, e sim de ser tratado como apenas um mero corpo.

Data: 15/08 (quinta-feira) e 16/08 (sexta-feira), às 20h30.
Valor: R$25 (inteira) / R$12,50 (meia-entrada)

Sesc Belenzinho
(Rua Padre Adelino, 1000 – Quarta Parada)

A Mulher Arrastada (Dramaturgia Diones Camargo – RS)
Gênero: Teatro adulto
Classificação etária: 14 anos
Duração: 50 minutos

Rio de Janeiro, 2014. Cláudia Silva Ferreira – mulher negra, pobre, 38 anos, mãe de quatro filhos biológicos e quatro adotivos – é brutalmente alvejada pela Polícia Militar ao sair de casa no Morro da Congonha, para comprar pão para sua família. Entrelaçando fato verídico e narrativa ficcional, esta peça-manifesto mostra a figura trágica de Cláudia reivindicando o que havia sido apagado durante a cobertura jornalística do caso: o seu próprio nome, substituído pela impessoal, violenta e cruel alcunha de “Mulher Arrastada”.

Datas: 3/08 (sábado), às 20h e 4/08 (domingo), às 17h.
Valor: R$25 (inteira) /  R$12,50 (meia-entrada)
**Roda de Conversa: Dia 3/08 (sábado), às 21h30

À PROCURA DA POESIA PERFEITA: CONHEÇA SLAMS E SARAUS EM SP

A Mulher do Fim do Mundo (Cia Casa Circo – AP)
Gênero: Dança
Classificação: 14 anos
Duração: 35 minutos

espetáculo 'A Mulher do Fim do Mundo' faz parte da programação do palco giratório
Crédito: Alexandre Galvão‘A Mulher do Fim do Mundo’ é um tiro no escuro: dentro de um delírio, uma mulher se depara com a existência de um corpo que respira a cada segundo para se manter de pé

Este espetáculo solo é um tiro no escuro: dentro de um delírio, uma mulher se depara com a existência de um corpo que respira a cada segundo para se manter de pé. Neste estado delirante, a personagem estabelece um diálogo visceral e direto do corpo e com o corpo.

Data: 22/08 (quinta-feira) e 23/08 (sexta-feira), às 21h30
Valor: R$ 25 (inteira) / R$ 12,50 (meia-entrada)

Sesc Bom Retiro
(Alameda Nothmann, 185)

Meu Seridó (Casa de Zoé – RN)
Gênero: Dança
Classificação: 14 anos
Duração: 35 minutos

espetáculo meu seridó abre a programação do palco giratório em são paulo
Crédito: Brunno Martins‘Meu Seridó’ proporciona um passeio imaginário pelo sertão do Rio Grande do Norte

Este espetáculo solo é um tiro no escuro: dentro de um delírio, uma mulher se depara com a existência de um corpo que respira a cada segundo para se manter de pé. Neste estado delirante, a personagem estabelece um diálogo visceral e direto do corpo e com o corpo.

Data: 22/08 (quinta-feira) e 23/08 (sexta-feira), às 21h30
Valor: R$ 25 (inteira) / R$ 12,50 (meia-entrada)

Sesc Parque Dom Pedro II
(Praça São Vito s/n – Brás)

Tandan (Cia Etc – PE)
Gênero: Dança para Crianças
Classificação etária: livre
Duração: 2h (15 a 20 sessões 6 minutos)

espetáculo tandan faz parte da programação do palco giratório
Crédito: Arthur Reis‘Tandan’ é uma experiência de imersão em dança a partir do uso de estímulos táteis, de uma instalação sonora e da interação com bailarinos e bailarinas

Uma experiência de imersão em dança a partir do uso de estímulos táteis, de uma instalação sonora e da interação com bailarinos e bailarinas. Um espetáculo que encara a questão da acessibilidade às pessoas com deficiência visual como estímulo criativo, e não como tradução.

Datas: 3/08 (sábado) e 4/08 (domingo), às 14h.
Valor: Grátis (Distribuição de senha 1 hora antes).

Cena Expandida

Como desdobramento das ações de mediação cultural, o Palco Giratório destaca, neste ano, a presença de propostas que não configuram necessariamente a apresentação de um espetáculo, conhecidas como “Cena Expandida”. São programações que sugerem um tempo de relação mais amplo com as cidades e seus públicos, envolvendo a realização de mapeamentos e oficinas estendidas.

espetáculo 'Das Cinzas Coração' faz parte da programação do palco giratório
Crédito: Adriana MarchioriQual o sentido de um espetáculo de circo-teatro do século XXI usar a linguagem do cinema de cem anos atrás, para contar uma história de opressão feminina passada em 1920? Essa é a premissa da peça ‘Das Cinzas Coração’

São elas que configuram o Circuito Especial 2019: Performance Preta no Brasil (MA), que pretende viabilizar a produção negra no campo da performance; Audiodescrição Lab (PE/SC), uma ação de mediação para espetáculo com audiodescrição; Femi-Clown Cabaré-Show (DF), com uma proposta de saberes em circo-teatro, que se dá a partir do encontro e das partilhas entre mulheres palhaças e suas criações.

Para conferir toda a programação do Cena Expandida, bem como o restante das atrações acesse o site do Palco Giratório aqui.

Vale lembrar que a programação do Palco Giratório tem ingressos até R$ 25, mas muitas atrações têm entrada gratuita, confira o valor de cada atividade na programação.

Fã do Sesc SP? Confira essa dica

Localizado em um dos corredores culturais mais movimentados da cidade, a nova unidade do Sesc em plena Avenida Paulista, é a sensação do momento para quem quer turistar por São Paulo.