Sesc promove 12 passeios incríveis e nada óbvios em SP

Os passeios te convidam a conhecer histórias e curiosidades de SP
Até
18
de agosto 2018
Domingo - Sábado
Diversos horários
array(3) { ["address"]=> string(22) "São Paulo, SP, Brasil" ["lat"]=> string(11) "-23.5505199" ["lng"]=> string(18) "-46.63330940000003" }

Diversos locais em São Paulo

São Paulo, SP, Brasil

Cidade

São tantas opções culturais para curtir em SP que nem dá vontade de viajar – e só fica em casa quem quer, pois não faltam programas legais e baratíssimos promovidos pelo Sesc São Paulo. Só neste mês, você pode participar de 12 excursões incríveis dentro da cidade, direito a aprendizado e muita diversão!

Para participar dos passeios, é obrigatório se inscrever presencialmente na unidade referente ao programa escolhido.

Como me inscrevo?

Participantes comuns devem apresentar RG, CPF ou Certidão de Nascimento originais do titular e dos acompanhantes. Para os credenciados Sesc, é indispensável levar a Credencial Plena do Sesc atualizada + os documentos citados anteriormente.

Formas de pagamento

Por pessoa, os passeios podem ser divididos em até 8 vezes, com parcela mínima de R$ 30, conforme a forma de pagamento. Os valores variam de acordo com o tipo de passeio escolhido.

Seguro

O seguro inclui cobertura de despesas médico-hospitalares e odontológicas em decorrência de acidente durante a viagem, excluindo-se extravio ou perda de bagagem.

Confira a programação de agosto: 

Trilha do Pai Zé - Parque do Estadual do Jaraguá
Crédito: Marcos Batista GomesTrilha do Pai Zé – Parque do Estadual do Jaraguá

Caminhada de três horas de duração pelo Parque Estadual do Jaraguá com destino ao Pico do Papagaio, em trilha com intensidade de média para alta.

Antes desse percurso, que é de aproximadamente 4km de extensão, haverá um bate-papo com monitores locais, que contarão histórias e curiosidades do Parque. Roteiro recomendado para pessoas com experiência em trilhas com alto grau de dificuldade.

História e Cultura da Imigração Húngara em São Paulo
Crédito: DivulgaçãoHistória e Cultura da Imigração Húngara em São Paulo

Quantos mundos existem em São Paulo? Em meio a prédios, avenidas, ruas e monumentos, essa grande cidade abriga mais de 10 milhões de pessoas de diferentes origens e costumes. Dentro dessa diversidade cultural, vamos conhecer a história e cultura de imigrantes húngaros em São Paulo. Neste passeio vamos visitar lugares relacionados à cultura da colônia húngara na cidade: aspectos históricos, religiosos, gastronômicos e suas manifestações artísticas e folclóricas.

  • Bixiga de Todos os Sambas
    Sábado, 11 de agosto, às 9h
    Ponto de encontro: Sesc Santana – Avenida Luiz Dumont Villares, 579
    Preço: R$ 60 (comum) e R$ 40 (credencial Sesc) – inclui almoço
Bixiga de Todos os Sambas
Crédito: DivulgaçãoBixiga de Todos os Sambas

Uma caminhada pelas ruas do Bixiga, que inspirou a obra de Adoniran e cenário da escola de samba Vai Vai. Visitaremos o Museu do Bixiga, a Igreja de N. S. Achiropita, o Casarão de Dona Yayá e a Vai Vai. Inclui almoço.

Nos Passos Das Modernistas - Anita e Tarsila: São Paulo
Crédito: DivulgaçãoNos Passos Das Modernistas – Anita e Tarsila: São Paulo

A história do Movimento Modernista no Brasil sempre favoreceu o papel do núcleo masculino de seus protagonistas, deixando um registro muito empobrecido das artistas e promotoras que, em diversas ocasiões e oportunidades, foram o eixo propulsor para gerar novas perspectivas e dimensões à arte brasileira. Passeio com foco nas pintoras paulistas modernistas mais proeminentes daquele início do século XX: Anita Malfatti e Tarsila do Amaral. Exploração do universo das artistas e das pinturas que se encontram expostas na cidade de São Paulo.

Reminiscências Paulistanas: memórias de um nordestino em São Paulo
Crédito: DivulgaçãoReminiscências Paulistanas: memórias de um nordestino em São Paulo

A Jornada do Patrimônio 2018 é um convite para refletirmos sobre o papel dos bens culturais na formação da identidade dos diversos grupos que constituíram a cidade de São Paulo ao longo de sua história.¿Partindo da crônica Reminiscências Paulistanas, de Jonas Torquato de Melo, iremos desbravar as memórias materiais e imateriais da presença nordestina no centro antigo de São Paulo, partindo do Viaduto do Chá.

Trajetórias negras em São Paulo
Crédito: DivulgaçãoTrajetórias negras em São Paulo

Nesse roteiro será apresentado ao público a história e trajetória das populações negras na cidade, a partir da visita a alguns espaços importantes: o bairro da Liberdade e o Sítio da Ressaca, edificação de 1719 que foi utilizada como lugar de repouso dos escravos em fuga no Brasil colonial. Esse roteiro comporá a programação da Jornada do Patrimônio do município de São Paulo 2018.

Três Donas - Dona Maria Angélica
Crédito: Raphael RochaTrês Donas – Dona Maria Angélica

O projeto Três Donas trata da história de figuras femininas de grande relevância para a cidade de São Paulo, fundadoras do bairro de Higienópolis a partir do loteamento de suas terras: Dona Veridiana, Dona Maria Antônia e Dona Maria Angélica. Mulheres de elite, com trajetórias de vida distintas, que dão nome às ruas do bairro. Conhecer suas histórias nos permite refletir sobre os papeis sociais das mulheres no século XIX. Com o Coletivo PISA: Cidade + Pesquisa.

Trilha Urbana - Brincadeiras em Perus
Crédito: Aline Negra SilvaTrilha Urbana – Brincadeiras em Perus

A região de Perus foi zona de passagem de tropas militares e entreposto durante os períodos colonial e do Império, foi também importante região mineradora. O processo de urbanização se deu a partir da inauguração da Estação Perus da São Paulo Railway (1867), e teve como marcos a Companhia Melhoramentos de São Paulo (1890) e a Companhia Brasileira de Cimento Portland (1926).

O roteiro aborda a história da região a partir da ocupação, da revitalização e da resignificação dos espaço públicos entendidos como lugares de encontro, das diversidades, das diferenças e das brincadeiras.

Morro do Querosene
Crédito: Marco GomesMorro do Querosene

A comunidade da Rua da Fonte recebe o público para uma vivência com samba de roda e capoeira, com Dinho Nascimento e músicos. Logo após, uma roda de conversa com o historiador Cadu de Castro e Dona Cecília, moradora do morro, onde se tratará sobre a história do morro e a migração nordestina para São Paulo, bem como sobre o patrimônio imaterial presente na comunidade.

Ao final da roda de conversa, ocorrerá um passeio a pé por algumas ruas do bairro para observarmos a arte de rua, em especial os grafites.

Três Donas - Dona Maria Antônia
Crédito: Giovanna FluminhanTrês Donas – Dona Maria Antônia

O projeto Três Donas trata da história de figuras femininas de grande relevância para a cidade de São Paulo, fundadoras do bairro de Higienópolis a partir do loteamento de suas terras: Dona Veridiana, Dona Maria Antônia e Dona Maria Angélica. Mulheres de elite, com trajetórias de vida distintas, que dão nome às ruas do bairro. Conhecer suas histórias nos permite refletir sobre os papeis sociais das mulheres no século XIX. Com o Coletivo PISA: Cidade + Pesquisa.

Liberdade & Bexiga
Crédito: Thaís KruseLiberdade & Bexiga

Antes de ser um bairro típico de imigração japonesa, a Liberdade foi parte da história da escravidão em São Paulo. Neste passeio, é possível conhecer essa história, junto a do Bixiga, em uma caminhada guiada pelas ruas desses bairros.

  • Pelos Passos da Capoeira em SP
    Domingo, 19 de agosto, às 9h
    Ponto de encontro: Sesc São Caetano – Rua Piauí, 554 – Santa Paula
    Preço: GRÁTIS
Pelos Passos da Capoeira
Crédito: DivulgaçãoPelos Passos da Capoeira

A capoeira é uma manifestação sociocultural de origem afro-brasileira, que mistura luta, dança, elementos da cultura popular e música. O roteiro irá abordar o histórico da capoeira e sua ligação com o movimento negro da cidade de São Paulo. Visitaremos uma das mais antigas rodas de capoeira na Praça da República, a Igreja do Rosário dos Homens Pretos no Largo do Paissandu. E o centro cultural Casa do Mestre Ananias, pai da capoeira paulistana e um dos mais importantes mestres do país.


25 shows incríveis (e baratinhos) para curtir nos Sescs de SP

Compartilhe:

Autor: Por: Redação