Peça ‘Vagaluz’ discute memória e esquecimento no Sesc Pompeia

Espetáculo é dirigido por Antônio Januzelli, nome na formação de atores em SP!

Por: Redação
Até
01
de março 2020
Quinta - Sexta - Sábado - Domingo
De quinta a sábado, às 21h30; e aos domingos, às 18h30. Duração: 60 minutos. Classificação: 14 anos.

Sabe quando você sente aquele cheirinho gostoso de bolo com café e isso te faz lembrar quando você era criança e passava as férias na casa da vó? São dessas memórias singelas, mas carregadas de significados, que trata a peça “Vagaluz”, com direção de Antônio Januzelli, mais conhecido como Janô.

Cena de Vagaluz
Crédito: Giorgio D'Onofrio/divulgação“Vagaluz” fala sobre aquelas memórias simples, mas cheias de significado

Em cena, um casal de atores (interpretados por Edgar Campos e Lídia Engelberg) revive fragmentos de memórias sobre momentos que foram presenciados por eles ou dos quais ouviram falar. São cenas que surgem de forma aleatória, como se fossem disparadas por um cheiro, uma música, uma imagem ou uma frase, tal como acontece na vida real.

CONHEÇA OS MELHORES ROLÊS PELAS LADEIRAS DA POMPÉIA

A ideia da peça é criar uma reflexão sobre a memória e o esquecimento a partir de questionamentos como “o que nós guardamos ao longo da vida?” e “como a memória se desfaz?”. A dramaturgia teve como ponto de partida uma perda na família de Edgar e Lídia, que, aliás, são casados.

Cena de Vagaluz
Crédito: Giorgio D'Onofrio/divulgaçãoA peça reúne vários fragmentos de memórias de um casal

E outro motivo para conferir a peça é ter a chance de assistir a um trabalho dirigido pelo consagrado Janô, um dos principais nomes na formação dos artistas de teatro em SP. Ele é professor do departamento de artes cênicas da ECA-USP desde 1977.

A direção é toda focada no trabalho dos dois atores e no jogo teatral. Há apenas duas cadeiras no palco e uma iluminação delicada para acolher e ambientar essas memórias.

Cena de Vagaluz
A direção da peça é toda pautada no jogo teatral e no trabalho dos atoresGiorgio D'Onofrio/divulgação
Cena de Vagaluz
Lígia Engelberg e Edgar Campos são os atores e idealizadores da montagemGiorgio D'Onofrio/divulgação
Cena de Vagaluz
"Vagaluz" cria uma reflexão sobre memória e esquecimentoGiorgio D'Onofrio/divulgação

O espetáculo “Vagaluz” fica em cartaz no espaço cênico do Sesc Pompeia, entre 6 de fevereiro e 1º de março, com apresentações de quinta a sábado, às 21h30, e aos domingos, às 18h30. Os ingressos custam até R$30.

Olha que legal mostra sobre a escritora, dramaturga e poeta Hilda Hilst:


Imagem Carnaval Sem Assedio
1
5 blocos incríveis para curtir o Carnaval de rua no Rio
Carnaval está aí e é chegada a hora da gente decidir quais blocos nós vamos arrasar as nossas fantasias, confetes, …
2
5 blocos incríveis para curtir o carnaval de rua de SP
O Carnaval está aí! É chegada a hora de escolher os blocos para arrasar na passarela das ruas, ostentando fantasias, …
3
BH: Jetiboca tem café incrível a R$ 3, pão de queijo e muito amor
Um dos lugares mais incríveis e inusitados no centro de Belo Horizonte, em Minas Gerais, é o Mercado Novo. Há …
4
3 trilhas no Rio com vistas de tirar o fôlego
Esse vídeo é para os amantes de ecoturismo, ou mesmo para quem quer começar a fazer trilhas e se conectar …
5
Parque da Pedra Branca no RJ: a maior floresta urbana do país
Pega um calçado confortável, passar protetor e repelente e Colaí nessa caminhada pelas trilhas do Parque da Pedra Branca, a …
6
Roteiro zen para fugir do caos de SP
Viver em SP é estar sempre ligadão no 220. Mas é legal dar uma freada no corre corre, né não?Colaí …
7
3 rolés pra curtir no Baixo Tijuca no Rio de Janeiro
A região do Baixo Tijuca tem muito o que oferecer quando o assunto é cerveja gelada!Colaí que eu tenho as …
8
Arena Digital de Curitiba: cinema e planetário no mesmo lugar
Ver as estrelas, mergulhar no fundo do mar, conhecer de pertinho todo o sistema solar. Tudo isso é possível em …