Poesia, teatro, música e circo celebram 10 anos de Catarse

Por: Redação

Respire, inspire, dialogue. De 24 a 26 de fevereiro, a Casa das Caldeiras será palco da sétima edição do projeto Catarse, coletivo cultural que em 2012 comemora 10 anos de história, reunindo diferentes manifestações culturais que, além da arte pela arte, também propõem a discussão de idéias e ações.

A Zona de Oxigênio

Idealizado pelo catarinense radicado em São Paulo, Luiz Gayotto, o coletivo cultural propõe a valorização do artista não apenas pela sua obra, mas sobretudo pelo que ela tem a dizer. Assim, na zona de oxigênio, as ideais e ações se completam, convergem e partem o plano das ações.  

Entre o movimento expressivo, uso do corpo e da imagem como narrativa, a Companhia Linhas Aéreas apresenta a intervenção "Pipocando"

Na Zona de Oxigênio, 13 atrações se alternam durante apresentações sem intervalos em dois diferentes palcos. Além da música, intervenções de dança, circo, teatro e poesia fazem do encontro uma contundente celebração à arte livre e contestadora.  

No verso e no ritmo, revelações da atual cena musical, como Cérebro Eletrônico, Luis Capucho, Bandolim Elétrico, Dona Joana e Makumbacyber, que abre a noite com um manifesto cultural, são algumas das dezenas de atrações presentes no festival.  

Importantes nomes das artes cênicas estarão presentes nos três dias de festa. Entre os quais: Gero Camilo, Pascoal da Conceição (apresentado Mário de Andrade, 90 Anos da Semana de Arte Moderna), Georgette Fadel (também cantando), Cia. Pessoal do Faroeste, Cia. Novadança 4, Linhas Aéreas, Paula Cohen, Minueto de Spray Para Baixo, Solas de Vento, Vidança e Visco.

 

Video, visual e o plástico

Entre as atrações programadas para a festa, destaque para a exposição Catarse: que reunirá um registro fotográfico histórico de antigas edições. Além disso, o trabalho do conceituado fotógrafo Marcos Hermes, reconhecido pelo seu notório trabalho artístico na indústria musical, ganha espaço na individual Gelo.

Das artes plásticas, Júlio Docsjar e Achiles Luciano pintam telas gigantes inspiradas na proposta do evento: a liberdade de expressão e pensamento. Enquanto isso, um telão exibirá imagens criadas especialmente para o projeto pela VJ Santa Clara.  

Compartilhe: