CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

CANCELADO: Museus literários de SP reúnem super programação gratuita em 2020

As oficinas e programas de formação abordam de arqueologia à cultura popular com foco no Mazzaropi

Por: Redação

As casas e museus literários de São Paulo vão passar 2020 “compondo memórias” com sua programação gratuita cheia de reflexões sobre a história de expressões artísticas e culturais!

Essa linha curatorial pertence a três espaços culturais da capital: Casa das Rosas, Casa Guilherme de Almeida e Casa Mário de Andrade, e pretendem, entre março e setembro, identificar tendências nos campos da literatura (e da tradução literária), do cinema, da música e outras linguagens.

mazzaropi faz parte da programação dos museus literários de sp
Crédito: Fabricio BrizonA partir de 3 de março, a Casa Mário realiza o curso ‘Mazzaropi e outros caipiras’

Casa Mário de Andrade

A partir de 3 de março, a Casa Mário, um dos museus literários, realiza o curso “Mazzaropi e outros caipiras”. Ministradas pelo jornalista, escritor e roteirista Matheus Trunk, as aulas vão discutir a representação do tipo popular do interior do estado de São Paulo: o caipira, o matuto, o roceiro, passando pelas representações na pintura de Almeida Júnior (1850-1889); na música de Cornélio Pires (1884-1958) e Ariovaldo Pires (1907-1979); e no cinema de Amácio Mazzaroppi (1912-1981).

Para participar, é necessário se inscrever pelo site do museu até 2 de março.

16 LUGARES EM SÃO PAULO PARA APAIXONADOS POR LIVROS

Com inscrições também abertas, o Centro de Pesquisa e Referência do museu Casa Mário de Andrade realiza a primeira edição do Programa Formativo sobre Patrimônio, Memória e Gestão Cultural.

museus literários compor histórias
Crédito: Belson EbeltCasa Mário de Andrade realiza primeira edição do Programa Formativo sobre Patrimônio, Memória e Gestão Cultural

Com duração de cinco meses, o programa é composto por cursos e atividades relacionados à preservação e gestão do patrimônio cultural brasileiro, área à qual Mário também se dedicou.

As aulas acontecem, semanalmente, às terças e quintas e, quinzenalmente, aos sábados.

O processo seletivo segue até 3 de março e, para participar, o candidato deve preencher uma ficha de inscrição, disponível no site do museu, e enviar juntamente com uma carta de intenção e currículo para contato@casamariodeandrade.org.br.

Os encontros vão acontecer entre 7 de abril a 19 de setembro. A Casa Mário de Andrade fica na R. Lopes Chaves, 546 – Barra Funda.

Casa das Rosas

Na queridinha Casa das Rosas, no primeiro fim de semana de março, acontece a oficina de escrita “Memória: Um Território em Disputa”.

A partir da investigação do espaço do museu em busca de presenças e ausências, a atividade convida os participantes a refletirem sobre a memória como um território de poder como estímulo para o exercício de criação e construção de narrativas.

As inscrições podem ser feitas a partir de 15 de fevereiro presencialmente, na recepção do museu literário, ou on-line, por meio desse link. A oficina acontece nos dias 7 e 8 de março. A Casa das Rosas fica na Av. Paulista, 37 – Bela Vista.

museus literários programação 2020
Crédito: Blenda SoutoCasa das Rosas, Casa Guilherme de Almeida e Casa Mário de Andrade adotam o conceito “Compondo memórias” para suas programações ao longo de 2020

Casa Guilherme de Almeida

Por fim, entre 18 e 20 de março, acontece na Casa Guilherme de Almeida a oficina “Arqueologia da tradução: a epigrafia como testemunho tradutório”.

A oficina aborda os princípios da epigrafia, uma ciência auxiliar da história que investiga antigas inscrições, e o processo de decifração destas.

Nela, são apresentadas epígrafes de todo o mundo à luz da tradução, já que esses registros demonstram que o ofício do tradutor, seja na função de escriba ou copista, é milenar e sempre foi indispensável como mediação intercultural.

As inscrições vão até 17 de março e podem ser feitas neste link. A Casa Guilherme de Almeida fica na R. Macapá, 187 – Sumaré.

Gostou da programação dos museus literários? SP tem mais literatura pra você: