CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

ADIADO: Teatro Arthur Azevedo leva super programação a Mooca!

Devido ao cenário de combate ao COVID-19, a programação completa foi adiada, sem previsão de retorno. Leia o comunicado oficial:

Por: Redação

“O prefeito em exercício, Eduardo Tuma, a pedido do prefeito Bruno Covas, determinou o cancelamento de todos os eventos promovidos pelo Poder Público que gerem aglomerações de pessoas, tais como eventos esportivos, artísticos, culturais, políticos, científicos, comerciais. A medida está sendo adotada por tempo indeterminado para prevenir riscos de transmissão direta do Covid-19.

Com base nessa determinação, todos os eventos promovidos pela Secretaria da Cultura, incluindo aqueles que ocorrem em nossos equipamentos culturais serão adiados, por tempo indeterminado, como forma de evitar a aglomeração de pessoas e o risco de disseminação do novo coronavírus. Ressaltamos, porém, que os equipamentos permanecerão abertos e com os horários de funcionamento normais.

Para que não haja prejuízo aos artistas contratados para os eventos,  o Secretário Municipal de Cultura, assinou portaria que possibilita a repactuação de datas e períodos de vigência das contratações artísticas e parcerias. As novas datas serão informadas à população por meio do site e redes sociais da SMC.”

Confira a postagem oficial aqui.

Desde 2018 a gente estava sem um dos centros culturais mais icônicos da zona leste, o Teatro Arthur Azevedo! Após reforma, a plateia do teatro foi reaberta à população com uma programação de cair o queixo!

Dentro da programação de reabertura, que acontece até 29 de de março, dá pra dançar e cantar com Karina Buhr, Clube do Choro e Tiê. No teatro, você pode conferir espetáculos como “Frida Kahlo – Vila La Vida”, além de mostras e outras atividades – muitas delas com entrada gratuita! \o/

reabertura teatro arthur azevedo na mooca
Crédito: DivulgaçãoTradicional casa de espetáculos do bairro da Mooca, Teatro Arthur Azevedo reabre sua plateia, após obras estruturais

Um pouco de história…

Projetado pelo arquiteto Roberto Tibau, o teatro foi inaugurado no dia 2 de agosto de 1952 e tombado pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo em 1992.

Seu nome é uma homenagem ao poeta e dramaturgo maranhense Arthur Nabantino Gonçalves de Azevedo (1855-1908), conhecido como Arthur Azevedo, autor que consolidou a comédia de costumes no Brasil, em obras como “A Capital Federal”. O escritor sucedeu a cadeira de Martins Penna na Academia Brasileira de Letras.

Confira a programação de março do Teatro Arthur Azevedo:

  • Teatro

Frida Kahlo – Viva la Vida

Christiane Tricerri em Frida Kahlo viva la vida
Crédito: Isadora TricerriTeatro Arthur Azevedo reabre plateia em março
com temporada especial do espetáculo ‘Frida Kahl o – Viva la Vida’

Frida Kahlo prepara um jantar no Dia dos Mortos e passeia por sua vida, relembrando e trazendo os personagens que passaram por sua história, como Diego Rivera, Trotsky, Rockfeller, Chavela Vargas e André Breton.

Informações sobre o espetáculo você encontra nessa matéria aqui.

  • Música

Clube do Choro

A roda de choro proporciona a aquisição de repertório e o encontro entre diferentes gerações; aproxima músicos e público do choro em um ambiente descontraído e é um elemento tradicional de resistência da música popular no Brasil, no qual se aprende a forma de tocar, acompanhar, improvisar e compor o Choro. O grupo interage no Teatro Arthur Azevedo com duas linguagens: show e roda de choro no decorrer do mês.

Onde: Roda de choro no Hall de Entrada
Quando: de 7/03 a 19/12, às 17h
Quanto: Gratuito

Gian Correa e os Chorões Alterados

O violonista 7 cordas Gian Correa e o artista plástico Apolo Torres realizam em 2020 o projeto Choro Urbano e Arte Mural, com oito composições de Gian conectadas a oito murais de Apolo, pintados pela cidade de São Paulo. Para dar início ao projeto, a primeira obra será pintada no Teatro Arthur Azevedo. Gian Correa e os Chorões Alterados fazem um show de choro comemorando a inauguração da pintura.

Onde: Teatro
Quando: 13/03, às 21h
Quanto: Gratuito

Karina Buhr – Voz e Tambor

No palco, reúnem-se Karina, os tambores e o guitarrista Regis Damasceno. São duas congas, ilú, alfaia, pandeiro, xequerê, ganzá e outras percussões que dão o pulso para poesias recitadas de seu livro “Desperdiçando Rima”, intercaladas por músicas autorais inéditas e algumas do repertório de seus discos solo, com arranjos diferentes dos realizados com banda.

Onde: Teatro
Quando: 20/03, às 21h
Quanto: Gratuito

Tiê – Dix

Com quatro discos lançados, turnês internacionais, participações em grandes festivais, músicas emplacadas em trilhas sonoras de novelas e diversas parcerias musicais, Tiê celebra seus dez anos de carreira e o caminho que percorreu até o momento.

Onde: Teatro
Quando: 27/03, às 21h
Quanto: Gratuito

  • 1ª Ocupação Mulheres Protagonistas

Nesta ocupação, Damas Produções convidou trabalhos criados e protagonizados por mulheres artistas. Promove um espaço de compartilhamento entre mulheres artistas e o público. Teatro, dança, performances e bate-papo com mulheres cis e trans, lésbicas, heterossexuais, bissexuais, negras, brancas e periféricas.

Senhora X, Senhorita Y

Sob o pretexto de representar a peça “A Mais Forte”, de August Strindberg, duas atrizes e uma performer sonora se lançam em um jogo em que intercambiam diversos papéis, explorando com humor ácido as construções heteronormativas do feminino sugeridas pelo texto.

Onde: Sala Multiuso
Quando: de 13 a 15/03. Sexta e sábado, às 19h; domingo, às 17h
Quanto: R$ 30

Plantar Cavalos para Colher Sementes: Manifestos Femininos e Feministas

Livremente inspirada no manifesto “Falo pela Minha Diferença”, do ativista chileno Pedro Lemebel, trata-se de uma peça-manifesto, na qual cada artista traduz em cena seu lugar de fala, revelando a vivência como algo que se inscreve no corpo e na carne, a experiência como discurso.

Onde: Sala Multiuso
Quando: de 20 a 22/03. Sexta e sábado, às 19h; domingo, às 17h
Quanto: R$ 30

2[duas]

Duas mulheres desconhecidas visitam o mesmo imóvel para alugar e, sem saber, possuem as mesmas inquietações. A incompletude e a solidão no mundo contemporâneo com ironia e humor.

Onde: Sala Multiuso
Quando: 27 e 28/03, às 19h
Quanto: R$ 30

Deus me Dê a Confiança de um Homem Branco Medíocre

Uma mulher se encontra trancada dentro de si, perdeu a chave, esqueceu a senha e é obrigada a refazer sua trajetória para achar onde perdeu o controle da vida. Fortalezas e certezas colocadas à prova.

Onde: Sala Multiuso
Quando: 29/03, às 17h
Quanto: R$30

Que tal aproveitar mais cantinhos legais na Mooca? Se liga nessa lista: