‘Roda Viva’, de Chico Buarque, ganha sessão grátis no Municipal

Espetáculo encerra a programação do Festival Verão Sem Censura em SP

Por: Redação

31 de janeiro de 2020

Distribuição de ingressos: a partir das 17h (limite de dois por pessoa)

Espetáculo: 19h

Grátis

É isso mesmo que você leu: o histórico Teat(r)o Oficina Uzyna Uzona apresenta a remontagem“Roda Viva”, de Chico Buarque, no palco do Theatro Municipal de São Paulo!

Nós havíamos informado que os ingressos custam R$ 5, porém a entrada é totalmente gratuita! Para garantir lugar na peça, é necessário comparecer à bilheteria do Municipal com duas horas de antecedência.

cena da peça "Roda Viva"
Crédito: Jennifer Glass/DivulgaçãoCena da remontagem do espetáculo “Roda Viva” de Chico Buarque

O espetáculo encerra a programação do Festival Verão Sem Censura, que trouxe a SP atrações culturais censuradas ou atacadas pelo Governo Federal.

A história

Com direção de Zé Celso, a montagem narra a ascensão e a queda de Benedito Silva, transformado pelas figuras do Anjo da Guarda e do Capeta no fenômeno Bem Silver, um cantor e compositor de sucesso fabricado pela indústria cultural.

Depois de todo sucesso, o herói pop é novamente moldado em Benedito Lampião, cantor de música nordestina. E, finalmente, é devorado pelo coro da peça e substituído por sua esposa Juliana, que vira o novo ícone da cultura.

A trilha sonora traz sucessos de Chico Buarque que surgiram da própria dramaturgia na montagem original, como “Roda Viva” e “Sem Fantasia”, além de outras canções mais recentes, como “Caravanas” e “Cordão”.

 

Roda Viva” colore os palcos do Municipal no dia 31 de janeiro, a partir das 19h. A distribuição de ingressos começa às 17h.

Theatro Municipal 

Inaugurado em 12 de setembro de 1911, o edifício inspirado na Ópera Garnier, em Paris, tem a assinatura do arquiteto Ramos de Azevedo e projeto interno dos italianos Cláudio Rossi e Domiziano Rossi.

Além de receber grandes nomes mundiais da música e da dança, como Enrico Caruso, Maria Callas, Francisco Mignoni, Duke Ellington, Ella Fitzgerald, Isadora Duncan, Nijinsky, Nureyev e Baryshnikov; o Theatro Municipal  também foi cenário de um dos principais eventos da história das artes no Brasil, a Semana de Arte Moderna.

Já foi à Praça das Artes? O espaço é um complexo cultural braço do Theatro Municipal dedicado à música, dança, teatro e exposições: