Sebastião Salgado ganha exposição gratuita no Sesc Paulista

As fotos mostram a realidade do que foi o maior garimpo a céu aberto do mundo

Por: Redação
Até
03
de novembro 2019
Terça - Quarta - Quinta - Sexta - Sábado - Domingo
Segunda a sábado, das 10h às 21h30
Domingo, das 10h às 18h30

Pelas lentes de Sebastião Salgado, a exposição “Gold – Mina de Ouro Serra Pelada” nos leva para os anos 1980, no maior garimpo a céu aberto do mundo, na região da Amazônia Paraense.

Foto da mina de ouro serra pelada tirada por sebastião salgado
Crédito: ©Sebastião SalgadoSebastião Salgado captou de forma única cenas da maior mina de ouro a céu aberto do mundo!

Em mais de cinquenta fotos, a mostra revela o cotidiano da Mina de Ouro Serra Pelada, de onde foram extraídas toneladas de ouro em mais de uma década de exploração.

O olhar de Sebastião Salgado, faz o visitante percorrer a realidade da jazida, os trabalhadores em atividade, as condições precárias, e a “febre do ouro” que reuniu cerca de 50 mil garimpeiros no auge do período de extração.

foto de homem na mina de ouro serra pelada tirada por sebastião salgado
Crédito: ©Sebastião SalgadoSobre a mina, Sebastião Salgado disse: “O que dizer desse metal amarelo e opaco que leva homens a abandonar seus lares, vender seus pertences e cruzar um continente, a fim de arriscar suas vidas, seus corpos e sua sanidade por causa de um sonho?”

INDÍGENAS CONTAM SUA PRÓPRIA HISTÓRIA EM EXPOSIÇÃO NA USP

O fotógrafo mineiro passou um mês no local registrando a chegada de pessoas de todos os cantos do Brasil, o ambiente imerso na brutalidade do trabalho, os sonhos de quem vinha para construir seu futuro e a esperança de encontrar um dos materiais mais cobiçados na história da humanidade.

A exposição tem a curadoria e design de Lélia Wanick Salgado, responsável pela editoria e organização de todo o trabalho de Sebastião Salgado, co-fundadora da agência Amazonas Images e do Instituto Terra.

Foto da mina de ouro serra pelada tirada por sebastião salgado
Crédito: ©Sebastião SalgadoA opção pelo preto e branco marca um retorno à fotografia monocromática, seguindo uma tradição de nomes como Edward Weston, George Brassaï, Robert Capa e Henri Cartier-Bresson, que definiram o início e o meio do século XX

Ocupando um andar inteiro do Sesc Avenida Paulista, e outro reservado para a ação educativa, “Gold – Mina de Ouro Serra Pelada” tem entrada gratuita e permanece em cartaz de 17 de julho a 3 de novembro de 2019.

Aproveita que você vai estar no Sesc Avenida Paulista…

Fomos conferir as instalações do moderno prédio de 17 andares que tem como inspiração três temas principais: Arte, Corpo e Tecnologia. Conheça tudo nessa matéria aqui.

1
Rapel na Ponte do Sumaré em SP: vai encarar?
Já pensou em pular da ponte com os amiguinhos? Sim? Colaí, que hoje vamos saltar da Ponte do Sumaré!
2
Almoço perfeito em BH no Mercado Novo
Que a comida mineira é uma delícia, todo mundo já sabe, mas almoço perfeito mesmo, é no Mercado Novo de …
3
Bar da Laje: a melhor vista do Rio de Janeiro
Colaí que hoje o passeio é lá no alto! Vamos subir o Morro do Vidigal para conferir tudo sobre o …
4
Ópera do Arame: símbolo emblemático de Curitiba
Entre lagos, vegetação típica e cascatas, numa paisagem singular, está a Ópera do Arame. Colaí que eu vou te contar porque …
5
Cisne Branco: Espaço cultural flutuante em Porto Alegre
Verdadeiro ícone de Porto Alegre, o barco Cisne Branco é referência quando se fala de rolê flutuante! Colaí pra navegar nessas …
6
As obras de Niemeyer espalhadas por BH
Você sabia que há várias obras de Niemeyer espalhadas por BH? Colaí que eu vou mostrar pra você!
7
Poço da Panela: um roteiro imperdível e relax no Recife
Pensando em roteiros diferentes e alternativos para curtir o Recife? Que tal conhecer o histórico bairro do Poço da Panela? …
8
O melhor acarajé de BH é na Feira Hippie
A Feira Hippie é a maior feira da América Latina! Lá você encontra de tudo, inclusive, o melhor acarajé de …