Últimas notícias:

Loading...

Som na Faixa: ouça o melhor da música instrumental brasileira

Programação online reúne Toninho Ferragutti, Neymar Dias, Ricardo Vignini, Osni Ribeiro, Gabriel Souza, Nayra Jaine, Fabiola Beni e mais! ❤

Por: Redação

Até 18 de julho de 2021

Sexta - Sábado - Domingo

A partir das 19h

Recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência não informados pelo próprio organizador do evento

O mês de julho chegou com um presente para quem ama uma brasilidade! Entre os dias 9 e 18 de julho, às 19h, com shows de sexta-feira a domingo, o festival Som na Faixa realiza uma edição virtual, com transmissão no Youtube e no Facebook da Muda Cultural, realizadora do evento.

Som Na Faixa - Muda Cultural
Crédito: Marcelo Macaue / Som Na FaixaRicardo Vignini é uma das super atrações do Som na Faixa

Espere por grandes talentos da música instrumental brasileira – que você aproveita direto de casa, com o máximo de conforto possível!

Se liga nesse line-up: Toninho Ferragutti, Neymar Dias, Ricardo Vignini, Osni Ribeiro, Gabriel Souza, Nayra Jaine, Fabiola Beni, Alessandro Penezzi, Arnaldo Freitas, Marina Ebbecke, Gabriel Souza e Nayra Jaine. Sentiu o poder?

Quem comanda essa festança é a violeira, violonista, compositora, cantora e apresentadora Adriana Farias. Ela ganhou destaque ao ser a grande anfitriã do programa “Viola, Minha Viola”.

São seis shows imperdíveis e uma série de oficinas para aproveitar. Saiba tudo no Instagram @mudacultural.

Som na Faixa

A proposta da quarta edição do festival é apoiar, incentivar e difundir talentos da música brasileira, uma das classes mais atingidas por conta da pandemia do Covid-19. Afinal, de acordo com Ítalo Azevedo, sócio-diretor da Muda Cultural, entre artistas, equipe que trabalha no local e remotamente, são mais de 60 oportunidades de emprego geradas.

As apresentações foram gravadas no quintal da Catraca Livre, respeitando todos os protocolos de saúde estabelecidos pelas autoridades – incluindo testagens dos envolvidos, uso obrigatório de máscaras, álcool em gel, distanciamento e acompanhamento por um técnico em segurança do trabalho.

Confira a deliciosa programação do Som na Faixa:

  • Sexta-feira, dia 9 de julho, às 19h – Fabiola Beni

Junto com a sua viola, Fabiola Beni promete uma imersão profunda nas raízes da música caipira e da MPB. Cantora, compositora e musicista, ela já se apresentou ao lado de Nanny Soul, Izzy Gordon e Tássia Reis, além de tocar guitarra e cavaco na Groove de Bamba.

  • Sábado, dia 10 de julho, às 19h – Ricardo Vignini

Conhecido por fazer interpretações muito próprias para clássicos de Led Zeppelin, Metallica e Sepultura, Ricardo Vignini também é um super pesquisador da cultura popular do Sudeste. E o resultado disso você confere no Som na Faixa!

  • Domingo, 11 de julho, às 19h – Alessandro Penezzi e Arnaldo Freitas

Tem dose dupla de talentos no domingão. Alessandro Penezzi é compositor, arranjador, professor e exímio violonista de 6 e 7 cordas. Desde cedo teve sua escuta orientada pelos ritmos brasileiros, sobretudo o choro. O artista também toca bandolim, cavaco, violão tenor e flauta transversal.

Já Arnaldo Freitas é um dos principais violeiros da nova safra da música instrumental brasileira. Sua marca registrada são os arranjos ousados  e as obras autorais. Seu som transita por diversos ritmos e vertentes, como choro, flamenco e música de fronteira.

  • Sexta-feira, 16 de julho, às 19h – Marina Ebbecke, Gabriel Souza e Nayra Jaine

Com a proposta de apresentar uma viola de contrastes, esse trio poderoso é capaz de encantar muito o público. Marina Ebbecke é violeira e tem influências da música caipira, do Clube da Esquina, do rock, do folk e da MPB. Gabriel Souza, parceiro de palco de Marina desde 2017, dedica-se à criação de um repertório autoral, que reflita uma estética contemporânea para o instrumento.

Já Nayra Jaine é atriz, percussionista e produtora cultural. Atualmente, atua como produtora no Coletivo Abertamente e representa a percussão na banda Jasper e a Gana.

  • Sábado, dia 17 de julho, às 19h – Rabiola (Osni Ribeiro Duo)

Osni Ribeiro Duo e sua rabiola cantam, com muita poesia, temáticas que habitam o inconsciente coletivo do interiorano e de quem aprecia a vida no mato. À exemplo do luar, o amor, a religiosidade, a natureza e a boa e velha prosa.

  • Domingo, 18 de julho, às 19h – Neymar Dias e Toninho Ferragutti

O encerramento do Som na Faixa não poderia ser diferente. É com uma baita festa da roça! Neymar Dias é um dos grandes multi-instrumentistas brasileiros, completamente dedicado à música regional. Além de viola caipira, ela aprendeu a tocar sozinho guitarra, violão, baixo elétrico, guitarra havaiana e bandolim!

Já Toninho Ferragutti é compositor, arranjador e um dos principais acordeonistas do Brasil. Ele foi indicado ao Latin Grammy duas vezes: uma pelo disco “Festa Na Roça” (2014), em parceria com Neymar Dias; e outra pelo álbum “Sanfonemas” (2000).

Conheça a Muda Cultural:

A missão da Muda Cultural é qualificar a experiência de vida das pessoas e expandir suas potencialidades por meio da promoção da arte e da cultura. Há mais de dez anos no mercado cultural, atua na gestão de investimento social privado e no desenvolvimento de projetos através das leis de incentivo, sendo o elo entre marcas e seus públicos de interesse.

Tendo como principal ativo uma extensa rede de colaboradores e parceiros, a Muda Cultural oferece uma atuação capaz de transitar entre os universos artísticos, da produção e da gestão cultural, incluindo concepção, curadoria de conteúdos e planejamento!

Quer mais dicas lindas & culturais? Não seja por isso:

?>