Prédio em SP reúne karaokê, restaurante e balada em um só lugar

Balada no terraço do Tokyo tem vista para cartões postais de SP, como o Copan e o Edifício Itália

Bar

Por: Redação | Comunicar erro

Já imaginou ter no mesmo lugar um karaokê, um bar, um restaurante com delícias orientais e uma balada com uma vista incrível para ícones do Centrão como os edifícios Itália e Copan? É justamente esta fusão de elementos que transformou o novíssimo Tokyo num dos lugares mais bombados da noite de São Paulo.

Essa mistura bem azeitada e fortemente influenciada pela cultura pop tem nos últimos andares do Edifício ABC, seu grande trunfo. Seja pela pista instalada na cobertura ou no bar & karaokê no sexto andar, o lugar apresenta uma nova forma de vivenciar as noitadas da cidade. Além de receber coletivos e festas importantes da capital, como Pilantragi, Free Beats, Selvagem e Primavera, Te Amo.

Já no restaurante instalado no 8º andar , que funciona também enquanto as festas estão rolando, o chef Atusi Kohara (conhecido por seu trabalho nos restaurantes Nobu, nas Bahamas, e Panorama Restaurante, sediado na rede Sheraton, em Portugal) fez questão de incluir no cardápio pratos como ceviches, lamen, yakitori (espetinhos orientais), pho e karaguês (sempre com opções veganas) com preços que variam entre R$ 10 e R$ 50. Entre os drinks, clássicos e autorais inspirados no universo japonês que vão de R$ 10 a R$ 40.

Balada no terraço do Tokyo tem vista para cartões postais de SP, como o Copan e o Edifício Itália
Crédito: Allan Hipólito | Catraca LivreBalada no terraço do Tokyo tem vista para cartões postais de SP, como o Copan e o Edifício Itália
O cardápio conta com porções de guioza, ceviches, lamen, yakitori (espetinhos orientais), pho e karaguês (sempre com opções veganas) com preços que variam entre R$ 10 e R$ 50
Crédito: Allan Hipólito | Catraca LivreO cardápio conta com porções de guioza, ceviches, lamen, yakitori (espetinhos orientais), pho e karaguês (sempre com opções veganas) com preços que variam entre R$ 10 e R$ 50
O cardápio conta com porções de guioza, ceviches, lamen, yakitori (espetinhos orientais), pho e karaguês (sempre com opções veganas) com preços que variam entre R$ 10 e R$ 50
Crédito: Allan Hipólito | Catraca LivreO cardápio conta com porções de guioza, ceviches, lamen, yakitori (espetinhos orientais), pho e karaguês (sempre com opções veganas) com preços que variam entre R$ 10 e R$ 50
A sala coletiva de karaokê é um dos lugares mais disputados do Tokyo
Crédito: Allan Hipólito | Catraca LivreA sala coletiva de karaokê é um dos lugares mais disputados do Tokyo
Balada no terraço do Tokyo tem vista para cartões postais de SP, como o Copan e o Edifício Itália
Crédito: Allan Hipólito | Catraca LivreBalada no terraço do Tokyo tem vista para cartões postais de SP, como o Copan e o Edifício Itália

Os dois andares abaixo do restaurante são ocupados por um bar e karaokê coletivo, com direito a palco e telão para grandes grupos de até 40 pessoas; e outras três salas privativas temáticas, com capacidade para até 20 pessoas cada. As salas são batizadas com nomes de bairros instigantes culturalmente da capital japonesa: Shibuya, Akihabara e Roppongi.

Em breve, os cinco primeiros andares serão dedicados para a economia criativa, com salas disponíveis para empresas e iniciativas relacionadas a design, música, fotografia, teatro, cinema, tatuagem, arquitetura, pintura, instalações e experimentações.

Cultura pop + ficção científica = Tokyo

Captaneado pelos sócios Junior Passini e Fábio Balestro, o espaço começou a tomar forma após a dupla ter viajado ao Japão e ficar extremamente inspirada pela verticalização cultural e urbana da capital japonesa. De volta ao Brasil, eles resolveram colocar isso em prática no Edifício ABC, prédio modernista, projetado pelo arquiteto Oswaldo Bratke, em 1949.

Tendo a Cultura Pop como grande influência visual, o Tokyo abusa de referências a filmes como “Blade Runner”, de Ridley Scott, “Enter the Void”, de Gaspar Noé, e principalmente os cenários de “Encontros e Desencontros”, da diretora Sofia Coppola.

A proposta da casa é ser uma opção para diversão despretensiosa e livre de dresscodes, com DNA essencialmente noturno, e indo além dos estereótipos simplistas e clichês sobre um Japão de videogames, animes e mangás.

Compartilhe:

Tags: #Agenda São Paulo #bar #comida #CurtaSP #eletrônico #hip hop #indie #News #sushi
Autor: Por: Redação
1 / 8
1
03:00
Casa das Rosas: uma viagem no tempo na Avenida Paulista
Tem um cantinho histórico na Avenida Paulista, que é uma verdadeira viagem no tempo. Além de ser uma das construções mais …
2
05:40
Roteiro de férias: o que fazer em SP gastando pouco ou quase nada
Chegaram as férias de julho, e com ela diversos eventinhos lindos rolando em São Paulo! Para te dar aquele empurrãozinho …
3
02:44
Museu Mais Doce do Mundo: conheça o lugar mais instagramável de SP
Já pensou em “nadar” numa piscina de marshmallows, entrar em um donut gigante ou pular numa grande batedeira? Pois sua …
4
03:52
3 lugares em SP para você que é um apaixonado por livros
A cidade de São Paulo reserva ótimas surpresas para os apaixonados por livros. E é por isso que a Catraca …
5
04:21
Conheça um lugar onde criatividade e inovação fazem parte do dia a dia
A EBAC, além de oferecer uma série de cursos de graduação, especialização e iniciação em áreas como arte, design, audiovisual, …
6
03:17
3 bares em São Paulo escondidos em subsolos + 1 bônus imperdível
Entre o pé sujo e o bar classudo, há mais points inusitados do que a nossa mente pode imaginar! Como …
7
05:36
5 festas juninas em SP para comer até sair rolando
Chega junho e o coração até derrete! É tempo de Santo Antônio, forró arrasta pé, milho, fogueira, quentão, vinho quente, …
8
04:26
O melhor do fim de semana em SP: 27 e 28 de abril
Oi, pessoal! Vim aqui só com boas notícias! Tenho dicas maravilhosas para você curtir seu final de semana em São …