CANCELADO: Tour pelo centro relembra história de grandes mulheres

Por conta das recomendações do governo e para evitar a proliferação do COVID-19, o evento foi cancelado. Leia nota oficial abaixo:

Por: Redação

“Em atendimento às orientações para conter a disseminação do coronavírus na cidade de São Paulo e ao Decreto Municipal nº 59.283/2020, informamos que os próximos passeios guiados Vem pro Triângulo – Mulheres, programação temática do mês de março, estão cancelados.

As visitas guiadas regulares do projeto assim como futuras visitas temáticas só serão retomadas depois que a situação for normalizada. Contamos com a compreensão de todos!”

Prefeitura de São Paulo

___

O Dia Internacional da Mulher é comemorado mundialmente no dia 8 de março, mas em SP a celebração desta data se estende por todo o mês, por meio do tour gratuito pelo centro “Vem pro Triângulo – Mulheres”.

De 7 a 29 de março, sempre aos sábados e domingos, grandes mulheres da história do Brasil e do Mundo vão te levar para uma viagem no tempo na história da cidade, tendo como foco o Triângulo SP!

projeto triangulo sp passeio no centro dia das mulheres
Crédito: José CordeiroO eixo será a relação entre mulheres que viveram, passaram ou de alguma forma ficaram conhecidas por se aproximarem de locais estratégicos da região, deixando suas marcas

Entre as mulheres que serão lembradas ao longo do tour de cerca de uma hora pelo centro estão: Inezita Barroso e a cantora Marcia, Índia Bartira, Dona Veridiana Prado, Luiza Galvão Lopes, Domitila de Castro Canto e Melo, a Marquesa de Santos, Nicolina Vaz, Tereza Toledo Lara, Nair Bello, Maria Pia Matarazzo e as gringas Ella Fitzgerald e a Rainha Elizabeth.

Alguns coletivos também são abordados como as mulheres investidoras, mulheres na carreira bancária, na revolução de 1932, na faculdade de Direto do Largo São Francisco, e no Modernismo, reforçando perfis vanguardistas de algumas personagens históricas.

O tour começa na Praça Antonio Prado, passando pelo Edifício Martinelli, o Vale do Anhangabaú, até a Avenida São João, citada na canção “Ronda” que, embora escrita por Paulo Vanzolini, ganhou força na interpretação de duas mulheres: Inezita Barroso, a primeira intérprete e Márcia, cantora cuja versão se tornou a mais conhecida.

MIRANTE 9 DE JULHO AGORA É MIRA E TEM GESTÃO 100% FEMININA ❤

No Largo São Bento, próxima parada, o público conhece a história da índia M’bicy ou Bartira, que viveu com sua tribo no local onde hoje é o Largo. Ela se casou com o português João Ramalho e teve 12 filhos. Muitos paulistas são descendentes desta família que pode ter sido a primeira geração de paulistas.

No Largo do Café, Dona Veridiana Valéria da Silva Prado é lembrada por ser considerada uma mulher à frente de seu tempo. Nascida em 1825, casou-se aos 13 anos com seu tio, obrigada pela família, que queria manter os bens entre os parentes mais próximos. Contrariando os costumes da época, separou-se aos 53 anos, assumindo as fazendas de café da família e dirigindo o jornal Comércio de São Paulo, pertencente ao filho Eduardo Prado, para evitar que ele fosse à falência.

projeto triangulo sp passeio no centro dia das mulheres
Crédito: José CordeiroO Projeto Vem pro Triângulo são passeios guiados por profissionais que conhecem a fundo cada rua, cada edifício icônico, cada cantinho e cada trecho da história que ajudou a compor o incrível cenário que é o centro de São Paulo de hoje

O Solar da Marquesa de Santos também é outro ponto de parada do tour pelo centro das mulheres, e vai lembrar o papel da Marquesa, personagem tão conhecida da história paulistana. Assim como Dona Veridiana, ela separou-se do marido, contrariando as convenções. De sua relação amorosa com D. Pedro I, ela tem cinco filhos, sendo que apenas duas mulheres chegam à vida adulta. Com a morte de D. Leopoldina em 1826, Domitila é expulsa da Corte e vem a São Paulo, onde compra o Solar.

Ao final do roteiro, duas personagens internacionais são lembradas no roteiro: a cantora Ella Fitzgerald, que se apresentou no Theatro Municipal de São Paulo, em 1971, hospedando-se no antigo Othon Palace Hotel durante sua permanência na cidade; e a rainha Elizabeth, que esteve em São Paulo em 1968 e também foi hóspede do prestigioso hotel.

Por meio de uma parceria com o Solar da Marquesa de Santos, do Museu da Cidade de São Paulo, serão oferecidas atividades complementares como oficinas e visita guiada pela casa histórica localizada no Centro.

solar da marquesa de santos em são paulo
Crédito: Fernando MoraesPor meio de uma parceria com o Solar da Marquesa de Santos, do Museu da Cidade de São Paulo – espaço da Secretaria Municipal de Cultura – serão oferecidas, atividades complementares como oficinas e visita guiada pela casa histórica localizada no centro

Demais, né? E o mais legal é que todo esse roteiro é GRATUITO! Para participar, você só precisa reservar seu ingresso pelo Sympla, escolher a data e um dos horários, das 11h, das 13h ou das 15h30! No dia, chegue com 15 minutos de antecedência e apresente seu ingresso na tela do celular – ou impresso! ;)

No Solar da Marquesa de Santos, você pode participar das seguintes atividades (também gratuitas):

Oficina de Escrita Criativa
Com Simone Marques e Mara Sop. Duração: 4 horas.
A atividade é organizada em dois blocos. O primeiro será destinado a uma conversa com os participantes sobre romances de época, clássicos e históricos e o crescimento pelo interesse no gênero literário nos últimos anos, no Brasil. No segundo bloco, Simone O. Marques contará sobre sua experiência em escrever romances de época e históricos, alguns deles ambientados no Brasil do século XVII. A autora apresentará alguns trechos de seus livros do gênero para ilustrar. A proposta é que os participantes possam interagir com perguntas sobre o processo criativo e a narrativa.

Dia 08/03, das 9h às 13h
Idade mínima: 16 anos
Gratuito. Inscrição no local

A São Paulo da Marquesa de Santos
Com Educativo do Museu da Cidade de São Paulo
A atividade está focada na apresentação de Domitila de Castro Canto e Melo e o que se sabe a respeito de sua história pessoal e sua relação com a cidade de São Paulo como a influência que sua moradia no Solar tinha na sociedade da época.

Dia 28/03, às 14h.
Total: 20 vagas.
Gratuito. Inscrição no local.

Tem muito evento na cidade celebrando as mulheres, olha só: