Conexão Maranhão-Brasil: 2 bandas femininas para ouvir e amar

Por: Redação | Comunicar erro

O Maranhão é um estado com enorme riqueza cultural. Na música, novidades sonoras surgem a cada dia provando que o lugar tem muito para mostrar, pr’além do conhecido patrimônio do reggae. Assim, começamos uma nova série de matérias especiais, em parceria com o Podcast Conectados SLZ, te mostrando a cada semana uma banda ou artista do Maranhão e uma de outra parte do Brasil. Vamos nessa?

Nesta primeira empreitada, trazemos a 11ª edição do podcast Conectados SLZ com as maranhenses do Trio 123. Já o podcast Podcast Conectados Pelo BR traz a banda mineira Dolores 602. Mulherada poderosa abrindo os trabalhos:

Trio 123

Crédito: Taciano BritoNo Trio 123, Camila, Milla e Tássia vão do samba ao jazz, passando pelo reggae

Formado desde julho de 2015, o grupo faz uma fusão de influências de cada cantora encontrando sonoridades, elementos melódicos e letras que representem o que elas acreditam. O primeiro EP do trio apresenta 4 músicas que chegam como uma provocação sobre tabus e inquietações.

Ouça o Podcast e saiba tudo sobre o Trio 123:

Dolores 602

 

Com uma pegada indie pop, o álbum da banda Dolores apresenta dez faixas autorais que trazem uma sonoridade intensa e fluida, guitarras brilhantes, um baixo vintage, bateria setentista e uma voz que se
mostra aveludada e penetrante. A banda é formada pelas mineiras Débora Ventura (voz, violão, guitarra), Camila Menezes (baixo, ukulele, voz), Isabella Figueira (bateria, gaita, escaleta) e Táskia Ferraz (guitarra, vocais). As quatro integram a banda há sete anos e lançaram em 2018 seu debut, gravado ao longo de 2017.

Ouça o Podcast e saiba tudo sobre o Dolores 602:

Compartilhe: