Fafá de Belém, Boogarins e Rincon fazem shows no Sesc em janeiro

Programação tem ainda Juçara Marçal e homenagens a Dominguinhos

Por: Redação | Comunicar erro

A programação musical do Sesc Pinheiros começa com um estouro atrás do outro em 2019. A agenda abre janeiro com shows de Fafá de Belém, dos goianos do Boogarins e com a maravilhosa Juçara Marçal. O primeiro mês do ano tem ainda show de lançamento de disco de Roberto Menescal e Quarteto do Rio, Rincon Sapiência com repertório do disco Galanga Livre.

Crédito: DivulgaçãoRincon Sapiencia, Fafá de Belém e Boogarins são destaques da programação de janeiro do Sesc

Destaque especial para a séries de shows do projeto especial “Salve Dominguinhos!“, que homenageia a carreira do cantor, músico e compositor pernambucano, que nos deixou em 2013. As apresentações acontecem de 4 a 27 de janeiro, com ingressos custando até no máximo R$ 40.

Confira a programação:

  • Fafá de Belém canta Chico Buarque
    De 4 a 6 de janeiro, sexta e sábado, 21 horas, e domingo, às 18 horas
    Local: Teatro Paulo Autran (1010 lugares)
    Recomendação: 10 anos.
    Preços: R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia entrada) e R$ 12 (credencial plena do Sesc)

Fã do cantor e compositor, a cantora paraense Fafá interpreta canções de diversos momentos da carreira do artista, como Sob Medida, Bastidores e Construção. Aos 43 anos de carreira, Fafá prepara novo disco para ser lançado em 2019, o 24o. da discografia.

Fafá de Belém
Crédito: DivulgaçãoFafá de Belém se apresenta no Sesc
  • Boogarins
    Dia 11 de janeiro, sexta, às 21 horas
    Local: Teatro Paulo Autran (1010 lugares)
    Recomendação: 10 anos.
    Preços: R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia entrada) e R$ 12 (credencial plena do Sesc)

Representante do rock psicodélico brasileiro, o grupo de Goiânia, criado em 2012, apresenta seus últimos trabalhos e experimentações. É formado por por Fernando “Dinho” Almeida (vocias), enke Ferraz (guitarra), Hans Castro (bateria) e Raphael Vaz (baixo).

  • Juçara Marçal canta Brigitte
    Participação de Cida Moreira
    Dia 12 de janeiro, sábado, às 21 horas
    Local: Teatro Paulo Autran (1010 lugares)
    Recomendação: 10 anos.
    Preços: R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia entrada) e R$ 12 (credencial plena do Sesc)

Cantando em francês, a artista – vocalista do grupo paulistano Metá Metá – apresenta repertório da obra de Brigitte Fontaine. No show, a cantora experimenta os limites entre o canto, a fala, o grito, a declamação, mergulhando no repertório da artista francesa – cantora, escritora e atriz, que despontou na década de 60/70. Juçara cantará várias do disco “Comme à la radio”, entre outras músicas de Brigitte.

  • Roberto Menescal e Quarteto do Rio
    Dia 18 de janeiro, sexta, às 21 horas
    Local: Teatro Paulo Autran (1010 lugares)
    Recomendação: 10 anos.
    Preços: R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia entrada) e R$ 12 (credencial plena do Sesc)

Mr. Bossa Nova é o nome do trabalho que reúne Menescal com o Quarteto do Rio, um grupo que tem no DNA parte da história musical do país. Esse é o nome escolhido pelos remanescentes do mítico Os Cariocas, fundado por Ismael Neto em 1942. Depois da morte de Severino Filho, o grupo – que havia encerrado atividade em 2016 – é formado agora pelos remanescentes Elói Vicente, Neil Teixeira e Fabio Luna com o cantor e pianista Leandro Freixo. E seu primeiro álbum é esse tributo a Menescal. No repertório, O Barquinho, Ela quer Sambar, Bye Bye Brasil.

  • Mariene de Castro
    Dias 19 e 20 de janeiro, sábado, às 21 horas, e domingo, às 18 horas
    Local: Teatro Paulo Autran (1010 lugares)
    Recomendação: 10 anos.
    Preços: R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia entrada) e R$ 12 (credencial plena do Sesc)

No ano que celebra 20 anos de carreira, a cantora Mariene de Castro presta homenagem ao compositor baiano Roque Ferreira. Inspirado por grandes sambistas baianos como Batatinha e Ederaldo Gentil, Roque Ferreira compôs diversos sambas de sucesso que foram gravados por Clara Nunes, Maria Bethânia, Zeca Pagodinho, Beth Carvalho, João Nogueira, entre outros artistas.


  • Participação de Chico Saraiva
    Dia 23 de janeiro, quarta, às 20h30
    Local: Auditório (98 lugares)
    Recomendação: 10 anos.
    Preços: R$ 25 (inteira), R$ 12,50 (meia entrada) e R$ 7,50 (credencial plena do Sesc)

O show será composto pelo repertório de Antes que só um quase, segundo disco da banda NÃ. O álbum parte em busca de um lugar possível, território de afetos democráticos, estabelecendo narrativas que instauram o desejo de um mundo por vir. A tessitura de vozes que se mesclam em texturas descontínuas, múltiplas referências sonoras, sobreposição de ritmos e conteúdos críticos, cria uma paisagem dançante e singular. Voltados para Guimarães Rosa e Itamar Assumpção enquanto fontes possíveis de inspiração, sete corpos em processos de aprendizagem põem em movimento a indagação, a dúvida e a incerteza.

  • Rincon Sapiência
    Dia 25 de janeiro, sexta (feriado), às 18 horas
    Local: Teatro Paulo Autran (1010 lugares)
    Recomendação: 10 anos.
    Preços: R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia entrada) e R$ 12 (credencial plena do Sesc)

Show afrofuturista do álbum Galanga Livre, primeiro CD do rapper Rincon Sapiência. Aprimorando a originalidade de suas composições, já marcadas por influências das músicas africana, eletrônica e jamaicana, no disco ele revela maturidade poética e musical. A notória negritude que distingue o trabalho de estreia do MC paulistano se faz sentir nos ritmos, que vão desde a capoeira até o blues, passando pelo coco e pela tropicália, até o afrobeat, permeadas pela sua veia rock and roll característica. Galanga Livre exalta sonoridades das raízes africanas, combinadas com letras que abordam a consciência e a valorização da afrodescendência no Brasil contemporâneo.

Rincon Sapiência se apresenta no Sesc
  • Maiara Moraes Quarteto
    Participação de Eduardo Neves
    Dia 30 de janeiro, quarta, às 20h30
    Local: Auditório (98 lugares)
    Recomendação: 10 anos.
    Preços: R$ 25 (inteira), R$ 12,50 (meia entrada) e R$ 7,50 (credencial plena do Sesc)

Lançamento do disco Nós. O início da ideia que resultou no disco foi a pesquisa de Maiara sobre o flautista Copinha. A dissertação de mestrado e o repertório apresentado no recital eram, a princípio, a base do que seria gravado. Além dele, Maiara também trouxe flautistas-compositores que foram importantes na sua formação e entendimento da flauta na música brasileira.

  • Toninho Horta, Juarez Moreira, Wagner Tiso e Nivaldo Ornelas
    Dia 2 de fevereiro, sábado, às 21 horas
    Local: Teatro Paulo Autran (1010 lugares)
    Recomendação: 10 anos.
    Preços: R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia entrada) e R$ 12 (credencial plena do Sesc)

Encontro inédito apresenta composições autorais e temas do Clube da Esquina, Tom Jobim e Ari Barroso. Toninho Horta é compositor, arranjador, produtor musical e guitarrista.  No Brasil, tem trabalhos realizados com Tom Jobim, Elis Regina, Gal Costa, Milton Nascimento, Maria Bethânia, Jane Duboc, Caetano Veloso, e muitos outros. Juarez Moreira cresceu ouvindo jazz, bossa nova e a música brasileira dos anos 50. O violonista é também guitarrista e arranjador e se apresentou nos quatro cantos do mundo e tem 12 CDs lançados e um DVD gravado ao vivo. Wagner Tiso é compositor, instrumentista e arranjador. Em cada uma dessas áreas distintas, o artista realiza obra importante que deve ser abordada de maneira independente, mas complementar. Nivaldo Ornelas nasceu em berço musical, com família de músicos, cantores e artistas. Com mais de 50 anos de carreira, transita entre o popular e o erudito, destacando a riqueza do jazz e da música popular brasileira. O saxofonista, flautista e compositor foi um dos fundadores do Berimbrau Jazz Clube, point dos músicos mineiros nos anos 60, e participou do Clube da Esquina.

Projeto – Salve Dominguinhos!

Projeto homenageia a obra de Dominguinhos, cantor, compositor e instrumentista reconhecido como um dos mais importantes sanfoneiros da história do Brasil.

  • O Vôo da Asa Branca!
    Dias 26 e 27 de janeiro, sábado às 21 horas, e domingo, às 18 horas
    Local: Teatro Paulo Autran (1010 lugares)
    Recomendação: 10 anos.
    Preços: R$ 40 (inteira), R$ 20 (meia entrada) e R$ 12 (credencial plena do Sesc)

O show reúne músicos que estiveram com Dominguinhos em diferentes momentos da carreira. Com direção musical de Arismar do Espírito Santo.

Gostou? Então leia essa também:

1 / 8
1
04:53
Netflix e KondZilla lançam ‘Sintonia’, da periferia para o mundo
KondZilla tem razão quando afirma: "A favela venceu". “Sintonia”, a nova série da Netflix, prova isso. A ideia original é dele …
2
04:21
Sinais que indicam problemas no estômago
Ter tosse seca pode ser um sinal que o seu estômago não vai muito bem. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …
3
03:43
O estrago de Frota é maior que o Bolsonaro poderia acreditar
Após ser expulso do PSL, o deputado federal Alexandre Frota confirmou sua filiação ao PSDB, partido de João Doria, governador …
4
03:03
Câmara aprova projeto de lei sobre abuso de autoridade
A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que define quais situações configuram abuso de autoridade. Agora, o texto …
5
04:07
Um pedido de desculpas à Angela Merkel pelas ofensas de Bolsonaro
Depois de dizer a um repórter que ele deveria fazer cocô dia sim, dia não para preservar o meio ambiente, …
6
03:26
Mortes provocadas pelo fim dos radares deveriam ter nome de Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro determinou nesta quinta-feira, 15, a suspensão dos radares de fiscalização de velocidade móveis em rodovias federais …
7
04:56
‘Risk’, na Netflix, vaza a imagem não autorizada de Julian Assange
Será que, em um ato de coragem, você arriscaria sua própria liberdade para trazer à tona realidades que manipulam a …
8
07:44
Saiba tudo sobre os métodos anticoncepcionais
Prevenção é essencial quando o assunto é relação sexual. Hoje, há outros modos de prevenção que vão além da pílula e …